Paraty tem noventa por cento dos empregos conectados ao turismo

Setores de Serviços e Comércio, juntos, oferecem 7.075 das 7.605 vagas formais existentes no município

by Vivian Costa e Silva

Foto: Euamoparaty

Paraty – O município de Paraty concentra 93% de seus postos de trabalho com carteira assinada nos setores de serviços e de comércio. O primeiro emprega 5.060 pessoas e o segundo, 2.015. A soma é de 7.075 empregos, para um estoque total de 7.605 vagas formais. Os três outros segmentos econômicos, somados, empregam 530 pessoas, sendo 50 na agropecuária, 302 na indústria e 178 na construção. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

A explicação para a concentração de empregos nos dois setores é a natureza da vocação econômica do município: o turismo. Com isso, serviços como hospedagem e alimentação têm uma demanda praticamente ininterrupta, que lhes permite absorver esse percentual significativo da mão de obra. Aproximnadamente 450 hotéis e pousadas oferecem 8 mil leitos para turistas no município.

O prefeito Luciano Vidal disse, em entrevista ao DIÁRIO DO VALE, que os investimentos da prefeitura em infraestrutura e a obtenção de investimentos em segurança ajudaram a assegurar a presença dos visitantes.

— A vinda do turista depende de investimentos em três situações: divulgação, segurança e infraestrutura. A divulgação atrai turistas, mas, com infraestrutura ou segurança em falta, eles não voltam. A infraestrutura e a segurança beneficiam todo o município, mas, sem divulgação, os turistas não vêm. Nós conseguimos atender os três setores — disse Vidal.

A cidade recebe visitantes durante todo o ano, já que, além das praias, que atraem muitos visitantes durante os meses mais quentes, a cidade conta com a arquitetura colonial, a gastronomia e um calendário de eventos diversificado.  A facilidade de acesso também ajudou a tirar a sazonalidade do turismo:

— As melhorias na Rio-Santos e a reabertura da Paraty-Cunha ajudaram a facilitar o acesso ao município. Antes, o movimento do turismo se limitava ao verão, e nos meses mais frios a economia também desaquecia. Agora temos um calendário de eventos que atrai visitantes todos os meses, e, com essa infraestrutura, precisamos também de um aeroporto. Estamos lutando por isso — declarou.

Entre os eventos do mês de agosto, destaca-se o Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty. Aliás, essa bebida tipicamente brasileira é tão ligada à cidade que “Parati” se tornou sinônimo de aguardente.

Em novembro, a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) vai agitar a cidade por cinco dias, de 22 a 26.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996