domingo, 18 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Polícia requisitou imagens de ataque da PM a carro de jornalista

Polícia requisitou imagens de ataque da PM a carro de jornalista

Matéria publicada em 31 de maio de 2019, 09:28 horas

 


Angra dos Reis – A Polícia Civil requisitou imagens de câmeras de segurança, instaladas em um condomínio, para analisar a denúncia de que PMs atiraram no carro de uma jornalista, em Angra dos Reis. O caso ocorreu na noite de terça-feira, 29, quando Soraia Moté estava acompanhada do marido, os dois filhos do casal, de 4 e 9 anos, e uma amiga da família quando, segundo ela, sofreram o ataque.

As vítimas tinham saído de uma festa, na Vila da Petrobrás, quando se depararam com carros da PM estacionados às margens da Rodovia Rio-Santos. Ao depor na 166ª DP (Angra dos Reis), a jornalista explicou que como os faróis dos veículos estavam apagados, não percebeu que eram viaturas da PM.

Por acharem que eram bandidos, retornaram para a Vila da Petrobrás. A família foi seguida e os agentes atiraram na direção deles, atingindo o carro em que estavam.  Ninguém ficou ferido.

 PM  alegou a uma emissora de TV local,  que os policiais foram acionados por conta de um tiroteio entre criminosos do bairro Monsuaba e que ao chegarem ao local, os policiais teriam sido recebidos a tiros e revidaram os disparos.

As viaturas, e armas dos PMs já foram periciados e devolvidos ao 33º Batalhão da PM. O delegado titular da 166ª DP (Angra dos Reis), Celso Ribeiro, aguarda o resultado do laudo técnico da perícia feita no carro da jornalista.

O documento será anexado ao inquérito instaurado pela Polícia Civil para apurar o caso. Policiais civis disseram que procuram evidências para saber o que realmente ocorreu no local do tiroteio.  Testemunhas também já foram ouvidas na 166ª DP (Angra dos Reis).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    capeta da grota do Santa cruz

    agora vai dar ruim…

  2. Avatar

    Ontem também um jornalista paulista foi agredido nas ruas, pois cobria as manifestações dos sindicatos e da UNE contra o contingenciamento de verbas para a educação.
    Foram cenas terríveis de jovens chingando o jornalista, falando palavrões e gritando “Lula livre!”… Alguns ‘estudantes’ quase chegaram a enconsta o dedo do indicador na cara do jornalista!
    Deprimente essa democracia petista que ataca a imprensa, mas lembrando bem Lula disse: “Não falta democracia na Venezuela de Chávez!”
    O que dizer da democracia petista que é contra a liberdade de imprensa?!

Untitled Document