quinta-feira, 6 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto social faz campanha para arrecadar material escolar

Projeto social faz campanha para arrecadar material escolar

Matéria publicada em 20 de dezembro de 2017, 17:08 horas

 


Equipe está fazendo inúmeras distribuições de kits escolares para crianças assistidas por ONGs

 

Volta Redonda – Aquele material escolar que sobra a cada ano e que acaba se tornando um estoque indesejado em muitas casas, já pode ter um endereço certo, e se tornar útil, para muitas crianças. Esta é a proposta do Projeto Social Educasol, que realiza campanhas de arrecadações desses materiais, que são doados às instituições de ensino, sem fins lucrativos. O trabalho da equipe, composta por educadores e pais de alunos, vem surtindo efeitos positivos.

Nesta reta final de ano, a equipe intensificou as atividades e realiza inúmeras distribuições de kits escolares para crianças assistidas por diversas ONGs (Organizações Não Governamentais). Uma delas é a “Eu Pratico Esperança”, de Três Poços que, recebeu esta semana pelo menos 100 kits com materiais educativos. Em cada um deles, são colocados itens necessários para garantir, aos alunos, a realização de atividades escolares como: canetas, lápis, borrachas, cadernos, mochilas, entre outros.

– O projeto Educasol nasceu de práticas cotidianas, em minha casa, quando a minha filha de 10 anos sugeriu a reutilização de materiais escolares e ao conversar com outras mães a proposta foi ganhando vida – comentou a professora e idealizadora do projeto, Marinêz Rodrigues da Silva, lembrando que de imediato, pelo menos 50 mães, abraçaram a ideia.

Marinêz ressaltou que ao abordar o assunto, muitos pais relataram que consideravam esses materiais um desperdício, mas sem opções, deixavam os mesmos sem utilização em casa. Com o tempo, explicou a professora, os objetos eram descartados por falta de uso ou até mesmo se perdiam por ficarem mal estocados. Resultado: boa parte deles foram parar no lixo,  deixando de atender outras crianças, além de provocar danos ao meio ambiente.

“Uma mochila, por exemplo, pode ser lavada e se tornar muito útil para uma criança”, completou a educadora, lembrando ainda que os estojos, geralmente, são trocados todos os anos, e os descartados, acabam indo para o lixo.

Kits escolares são distribuídos para crianças assistidas por ONGs (foto: divulgação)

Kits escolares são distribuídos para crianças assistidas por ONGs (foto: divulgação)

Os integrantes do Educasol, além de fazerem campanha de arrecadação, são responsáveis ainda pela recuperação do material reutilizado. Antes de serem doados, esses materiais são lavados, higienizados ou recebem, dependendo do objeto, um tratamento para que possam ser atrativos aos novos donos. Somente este ano o projeto distribuiu mais de 200 livros infantis, na Fundação Beatriz Gama; 200 kits escolares para comunidades, além de 60 kits escolares para um grupo de mulheres, do Jardim Belmonte, assistidas pela ONG “Eu Pratico Esperança”. O projeto ganhou, esta semana um novo parceiro: o Centro Educacional Começo de Vida, que doou cerca de  400 itens.

MAIS

E os trabalhos não param. Recentemente o Projeto Educasol ganhou novos adeptos e firmou parcerias com empresas para implantação do “Programa Nacional de Reciclagem de Instrumentos de Escrita”. O objetivo é recolher os materiais de escrita não reutilizáveis, como canetinhas, canetas, lapiseiras, caneta de quadro branco e marca textos, dando um descarte correto, contribuindo para um planeta mais sustentável.

Os postos de coleta – atualmente em cinco locais, somente em Volta Redonda – deverão ser ampliados para 25, na região. Isto será possível, conforme explicou a organizadora do projeto, devido às parcerias com instituições de ensino e comércios. As redes sócias também vêm sendo utilizadas pela equipe para atrair novos voluntários e doadores, que podem ter acesso ao projeto através do telefone (24) 999695704 ou e-mail educasolbrasil@gmail.com . Há ainda a FanPage  https://www.facebook.com/educasolbrasil/ .

EM ALTA

O movimento internacional, conhecido como Global Good Deeds Day, contou este ano com a participação do Projeto Educasol, única entidade da região, presente ao evento internacional, que aconteceu em março deste ano. Após análise das práticas solidárias do projeto, o Educasol foi selecionado para participar do “Dia das Boas Ações”, uma data global que une pessoas de 75 países para fazerem boas ações em benefício dos outros e do planeta. Desde 2007, empresas, organizações, celebridades, como o Papa Francisco, e mídia, como o canal de televisão ABC Network Studios NYC unem forças, todos os anos, para atuar como voluntários e fazer o bem ao outro.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Eu sei onde tem muitos chilenos. Tem um país vizinho que pode ajudar mandando-os para cá né…

  2. Avatar

    “Uma mochila, por exemplo, pode ser lavada e se tornar muito útil para uma criança”, completou a educadora, lembrando ainda que os estojos, geralmente, são trocados todos os anos, e os descartados, acabam indo para o lixo.”
    Se cada família fizesse isso,tenho certeza,que muitas crianças poderiam usufruir desse benefício! Lembrando que,tem crianças que não gostam de repetir os tênis , porém,,algumas crianças nem chilenos tem.

Untitled Document