domingo, 24 de outubro de 2021 - 19:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Secretário pede para população manter o distanciamento para conter à Covid-19, em Barra Mansa

Secretário pede para população manter o distanciamento para conter à Covid-19, em Barra Mansa

Matéria publicada em 18 de julho de 2020, 13:11 horas

 


Sérgio Gomes diz que medida é necessária para conter a disseminação do novo coronavírus

Barra Mansa- O Secretário de Saúde de Barra Mansa, Sérgio Gomes, expressou sua preocupação com o fato de a população estar descumprindo as regras de distanciamento social tão necessária e essencial em meio à pandemia do novo coronavírus. Ele alertou que o fato já impactou sobre a taxa de ocupação dos leitos públicos do município, que está em 33% em UTI e 36% em clínico. Caso alcance a ocupação determinado pela Justiça, 50% para os leitos de UTI e 60% para os clínicos, as atividades do comércio podem ser paralisadas pelo período de uma semana.
– Existe um acordo judicial que se a cidade atingir 50% da ocupação dos leitos de UTI terá que fechar o comércio por sete dias e, caso não haja redução neste percentual, à medida pode ser prorrogada. O acordo estabelecido leva em consideração não apenas os leitos disponíveis para o tratamento da Covid-19, mas também aqueles destinados aos pacientes em recuperação de cirurgias diversas, como coronarianas, oncológicas, traumato-ortopédicas e outras de alta complexidade – detalhou o secretário.
Dos 21 leitos de UTI oferecidos, a ocupação por casos suspeitos da doença estava em sete na UTI da Santa Casa. A rede municipal de saúde conta com 69 leitos de enfermaria. Deste total, 15 estão ocupados na Santa Casa, 29 continuam disponíveis na unidade hospitalar. Na UPA, dos 10 leitos disponíveis, apenas um está ocupado. No Centro de Triagem e Tratamento dos 14 leitos ofertados, nove estão ocupados. A rede conta com 31 respiradores mecânicos, quatro deles estão em uso.
Barra Mansa registrou até a noite desta sexta-feira, a realização de 5.428 testes, sendo 864 swab; 3.977 testes rápidos e 587 realizado pela rede particular de saúde. Casos confirmados da doença chegam a 1.185, sendo que 863 já estão curados. São 37 óbitos confirmados pela Covid-19, todos em pacientes com comorbidades e outras 18 mortes em investigação.

Prefeitura se reúne com entidades comerciais
para ampliar medidas de combate à Covid-19

Representantes da Prefeitura de Barra Mansa e de entidades comerciais se reuniram na tarde de sexta-feira, no gabinete do chefe do Executivo, para analisar e debater ações pontuais para o combate à Covid-19. Entre as atividades estão o aumento na conscientização da população e a reestruturação de medidas já implantadas no município.
Participaram da reunião a prefeita interina Fátima Lima, os secretários de Saúde, Sérgio Gomes, de Planejamento Urbano, Eros dos Santos, de Meio Ambiente, Vinícius Azevedo, e de Habitação, Alberto Carneiro, os presidentes da Associação Comercial Industrial e Agro Pastoril (Aciap), Bruno Paciello, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Leonardo dos Santos, do Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codec), Arivaldo Corrêa Mattos, do Sindicato do Comércio Varejista (Sicomércio), Hugo Tavares Nascimento, e do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, Alexandre Magno.
As entidades comerciais reafirmaram o compromisso em fortalecer o cumprimento das regras determinadas pelo município, como o espaçamento social, o uso de máscara facial e a disponibilização de álcool gel 70%.
O objetivo do encontro é achar um caminho seguro para que a economia do município e as normas sanitárias de prevenção à doença possam coexistir, de forma a manter o comércio funcionando, sem que isto interfira no controle dos níveis da doença e sempre respeitando as definições do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pela prefeitura.
A prefeita interina Fátima Lima reiterou o compromisso da Prefeitura de Barra Mansa no combate à doença.
– Estamos nos reestruturando devido à nova realidade da doença. A prefeitura continua agindo para manter os números dentro da normalidade, impedindo a paralisação das atividades do município – concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Sou de Volta Redonda. Precisei ir à Barra Mansa para serviço bancário e fiquei assustada com tantas pessoas na rua! Era tanta gente que dificultava à passagem. Acho que está faltando conscientização da população. E o comércio em sua maioria nem estava aberto.

  2. antonio carlos carvalho garcia

    É muito simples é só fechar os estacionamentos vai acabar o tumulto

  3. O povo não acredita mais muitos que não acreditou já morreu e ninguém fica sabendo.quem sabe e só familiar mais assim mesmo,não pode acompanhar. E doloroso saber que precisamos trabalhar,e o povo não respeita nem nas filas de farmácia e nem nos mercados absurdo. O buracos superlotados a cidade lotada.

Untitled Document