domingo, 24 de outubro de 2021 - 21:20 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Setembro: Volta Redonda registrou até o momento sete mortes e três tentativas de homicídio

Setembro: Volta Redonda registrou até o momento sete mortes e três tentativas de homicídio

Matéria publicada em 27 de setembro de 2021, 18:56 horas

 


Volta Redonda – Os dois assassinados ocorridos nesse fim de semana, em Volta Redonda, também tiveram características de execução, segundo a polícia. Com isso, já são sete mortes registradas apenas este mês, e três tentativas de homicídio ocorridos em setembro na cidade.

Duas das vítimas foram assassinadas a tiros dentro de carros. Como foi o caso de um jovem morto, no domingo, dia 26.  Ele estava em um Corsa cinza, quando foi atingido com aproximadamente dez tiros na cabeça.

O crime foi na Avenida Santa Edwiges, no Vila Rica/Tiradentes. O delegado titular da 93ªDP (Volta Redonda), Edézio Ramos, disse que esses assassinatos são planejados e executados, geralmente, por quem tinha muita raiva da vítima.

Quem também foi executado dentro de veículo foi Reginaldo Gomes da Silva, o Naldo, de 47 anos. Ele foi morto a tiros no dia primeiro deste mês,  quando estava como  passageiro em um Fiat Pálio, conduzido por um motorista de aplicativo de veículo, que também foi baleado, mas sobreviveu.

O assassinato e a tentativa de homicídio foram na Avenida Nossa Senhora da Conceição, no bairro Conforto. Os criminosos foram dois homens encapuzados, que estava em um Gol branco.

Outro homicídio seguido de tentativa de homicídio ocorreu neste sábado, dia 25, na Via B-1, no bairro São Sebastião. Ademar de Souza, de 48 anos, foi morto a tiros, e outro homem, da mesma idade, foi atingido por um disparo de raspão na perna.  Os atiradores foram dois homens que estavam em uma moto.

Mais mortes

Antônio da Silva Leite, de 30 anos, e Wagner Ramos Meireles, de 47, foram assassinados na madrugada de quinta-feira, dia 23, também em Volta Redonda. O duplo homicídio foi na Estada União,  que dá acesso à Fundação Beatriz Gama, no bairro Retiro.

Já Diego de Souza Toledo, conhecido como Xuxa, de 40 anos,  foi morto na Praça Sete de Setembro, no bairro Eucaliptal, onde também dois jovens foram baleados, sendo que um deles, João Batista Júnior, de 20 anos, morreu dois dias depois no Hospital São João Batista.

O outro rapaz, de 19 anos, vítima de tentativa de homicídio foi levado para o mesmo hospital, mas sobreviveu. Na ocasião, testemunhas informaram que os atiradores estavam em um Fiat Cronos, branco.

Até o momento, apenas um casal foi preso no bairro São Carlos, suspeitos de envolvimento no assassinato de Diego e João Batista, e de tentarem  matar o jovem de 19 anos, no Eucaliptal.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document