>
segunda-feira, 23 de maio de 2022 - 14:11 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda fica em primeiro no ranking regional do Ideb e em sétimo no geral

Volta Redonda fica em primeiro no ranking regional do Ideb e em sétimo no geral

Matéria publicada em 19 de setembro de 2016, 13:47 horas

 


Confira a colocação de outros municípios do Sul Fluminense

Volta Redonda – A rede municipal de ensino de Volta Redonda obteve a sétima melhor nota (5,9) no ranking geral do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2015, divulgado, pelo Inep (Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e a primeira do ranking na região Sul Fluminense. Os dados são referentes à 4ª série/5º ano.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Therezinha dos Santos Gonçalves Assumpção, a Tetê, a Escola Municipal Professora Antonietta Motta Bastos (Conforto), que tem 515 alunos, alcançou a sexta colocação e obteve a nota 7,7. Já a Escola Municipal Professor Luiz Cantanhede (Brasilândia), com 257 alunos, está em 9º lugar do ranking com a nota de 7,3. As duas escolas superaram as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação para 2015, que eram de 6,8 e 5,8, respectivamente.

– Esse resultado é graças ao empenho, dedicação e compromisso de toda equipe que elaborou um projeto pedagógico que atendeu as necessidades os alunos. É preciso lembrar que cada escola tem sua realidade. Vale destacar também que a participação do conselho comunitário escolar e dos pais foi de extrema importância para esse resultado – disse a secretária.

O índice divulgado pelo Inep se baseia em critérios como escolaridade de professores e taxa de atendimento na educação infantil, entre outros indicadores, com o objetivo de aferir a qualidade educacional. A meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) para 2015 foi alcançada por 74,7% das redes municipais. O resultado demonstra o esforço dos municípios, que respondem por 82,5% das matrículas nesse nível de ensino na rede pública.

O índice nos anos iniciais do Ensino Fundamental vem evoluindo progressivamente desde que o Ideb começou a ser calculado, em 2005, permitindo o monitoramento das escolas e das redes de ensino. O Ideb no Brasil passou de 3,8, em 2005; para 5,5, em 2015, superando as metas estipuladas.

Confira o ranking regional

ranking

Cálculo do Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC).

O Ideb relaciona duas dimensões: o desempenho dos estudantes em avaliações de larga escala e a taxa de aprovação. O desempenho é calculado a partir da Prova Brasil/Saeb, quando os estudantes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio são avaliados em Leitura e Matemática. Os dados de aprovação são verificados a partir do Censo Escolar da Educação Básica, realizado anualmente.

O Ideb é calculado para escolas e para sistemas de ensino que monitoram o seu desempenho em relação a metas individuais pactuadas com o governo federal. O índice varia de 0 a 10: quanto maior for o desempenho dos alunos e o número de alunos promovidos, maior será o Ideb.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Sou de Pinheiral e muito me entristece ver esse resultado meu filho tem 15 anos cursando o nono ano e já havia sentindo a deficiência desse ensino maquiado uma covardia com os nossos filhos o meu por exemplo não identifica horas não identifica algumas operações matemáticas O que é admissível onde tem responsabilidade com os nossos jovens lamentável!

  2. Não vejo nada a comemorar. Nenhum município está bem. A educação está pedindo socorro.

  3. E pinheiral? Quanta vergonha.

  4. Fala agora Neto… onde estão seus diretores???
    VERGONHA!!!
    VERGONHA!!!
    VERGONHA!!!

  5. PLATÃO, O FILÓSOFO

    Não me venha com regional. Nada a comemorar, se no ranking nacional ficou abaixo da média; não me venha querer tampar o sol com um peneira. A Educação por aqui é ruim, muito ruim mesm e estamos conversados.

Untitled Document