quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Volta Redonda realiza Conferência Municipal de Assistência Social

Volta Redonda realiza Conferência Municipal de Assistência Social

Matéria publicada em 22 de agosto de 2019, 19:11 horas

 


Evento com o tema ‘Direito do Povo, com financiamento público e participação social’ reúne entidades e usuários da rede

Prefeito Samuca Silva abre a 13ª Conferência no auditório do UGB
(Foto: Gabriel Borges – Secom PMVR)

Volta Redonda- O município iniciou nesta quinta-feira (22) debates sobre Políticas Públicas de Assistência Social. O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, abriu a 13ª Conferência Municipal de Assistência Social, no auditório do UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase). Cerca de 300 pessoas, representantes do poder público, entidades e organizações da assistência social, além de usuários da rede, participaram do primeiro dia do evento com o tema “Direito do Povo, com financiamento público e participação social”. Diante do auditório lotado, Samuca agradeceu pela demonstração de confiança na cidade.

– A discussão, que começa agora e continua nesta sexta-feira, dia 23, fará uma análise das políticas públicas para assistência social consolidadas no município e renderá propostas para melhorar ainda mais o serviço. E a única forma de alcançar bons resultados é valorizando a participação popular – falou, alertando que a integração entre as secretarias como as de Ação Comunitária, Saúde, Educação, Cultura e Políticas Públicas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos é o caminho para garantir assistência completa à população.

O prefeito ainda citou alguns serviços disponíveis na rede municipal. Volta Redonda conta com acolhimento das pessoas em situação de rua, através do Centro Pop, Albergue Seu Nadim e Quarto de Passagem; e risco social, com os CRAS; inclusão no Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico; cadastro de candidatos ao Programa Minha Casa, Minha Vida; Projeto de Inclusão Produtiva e Geração de Renda; Projeto Grupos de Convivência para Idosos; Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF); entre outros.
– Não podemos esquecer da inauguração do Novo Restaurante Popular, em janeiro deste ano. Com recursos do município, o local serve, diariamente, 600 cafés da manhã e 1,5 mil almoços. É comida de qualidade a baixo custo para a população – acrescentou.

O secretário de Ação Comunitário, Marcus Vinícius Convençal, lembrou ainda da implantação do Tarifa Zero Comercial, o ônibus elétrico, que circula gratuitamente pelos centros comerciais de Volta Redonda.
– Garantimos comida boa no prato da população e transporte de graça e, mais do que isso, há mais de um ano somos o município que mais gera emprego no Estado do Rio. Isso é garantia de dignidade – falou.
De acordo com a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Volta Redonda, Thaís de Oliveira Alexandre, o diálogo entre a gestão municipal e os órgãos de controle como o conselho favorecem a implantação de políticas públicas mais eficazes.
– E a conferência tem como objetivo fortalecer e aprimorar esses serviços, a partir da opinião das pessoas que trabalham no dia a dia com assistência social e ainda dos usuários do sistema. Com a participação de todos e a troca de experiências vamos avançar na consolidação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) – acredita.
E foi por acreditar na importância do diálogo que o Sr. Danilo Cândido, coordenador do Grupo de Convivência Tempo de Esperança do CRAS (Centro de Referência à Assistência Social) Siderlândia, participa da conferência.
– A população não pode perder a oportunidade de opinar e ajudar na construção de políticas públicas. Venho representar a minha comunidade – falou.

Mário Sérgio Lopes Coelho, morador do Retiro, conta que utiliza a assistência de várias formas.
– Faço fisioterapia na Apadefi, frequento o Cras e ainda recebo o aluguel social, pois minha casa foi atingida pelas chuvas do último mês de abril – disse, afirmando que a necessidade o impulsionou a participar da discussão.
A assistente social da Apadefi (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Físicos), Thais Soares da Costa Oliveira, também estava na abertura da conferência.
– Além de ouvir propostas novas, um evento como este promove troca de experiências – afirmou.
Também participaram da abertura da 13ª Conferência Municipal de Assistência Social o presidente da Câmara de Vereadores de Volta Redonda, Edson Quinto, o vereador Fábio Bochecha, secretários municipais e presidentes de autarquias e presidentes de associação de moradores.

A parte cultural do evento ficou por conta de uma apresentação de música, com coro e grupo de violonistas, e dança com assistidos pelos Cras Vale Verde e Vila Brasília. Eles interpretaram a canção “Comida”, do Titãs. E para ilustrar o tema da conferência: “Direito do Povo, com financiamento público e participação social”, o defensor Público da União, Cláudio Luiz dos Santos foi o palestrante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Auditório cheio

    Coisa fantástica
    Participação popular para aprimorar o SUAS

    Parabéns Samuca e Marcão

  2. Avatar

    Falando em obras estive observando aquele pessoal que a prefeitura colocou para trabalhar ,revitalizar os arredores do Viaduto Heitor Leite Franco ,que vergonha o pessoal estar trabalhando sem nenhum equipamento de proteção individual,estão pintando ,utilizando material de obras ou seja nenhuma luva para proteção das mãos , mascara contra poeiras,contra agentes nocivos a saúde do trabalhador,a caminhonete que estava outro dia descarregando material a carroceria esta tão ruim que parecia um monte de graveto para fazer fogueira ,cheio de pontas quebradas sem nenhuma condição de trafegar em vias públicas.
    Engraçado que ninguém vai la ver as condições de trabalho daquelas pessoas,enquanto isso acontece ali na cara de todos e pior a prefeitura que é responsável pela aquelas pessoas e não falam nada e nem fiscaliza um vergonha o poder público nesse pais cobram da iniciativa privada porém o público é uma M….

  3. Avatar

    Falaram tantos sobre os IDOSOS e IDOSAS da Região mais não falam da Vila dos IDOSOS NO BELMONTE EM VOLTA REDONDA que esta INVADIDA por sem terra depois de milhões jogado fora naquela obra. Isto é democracia Sr. Prefeito quando é que você vão tocar neste assunto o governador Witzel do Rio de Janeiro está sabendo. Queria ver a VOSSA EXCELÊNCIA tocar neste assunto para a população da cidade ficarem sabendo mais daquela OBRA.

Untitled Document