quarta-feira, 23 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Zoo de Volta Redonda será fechado parcialmente para reforma geral

Zoo de Volta Redonda será fechado parcialmente para reforma geral

Matéria publicada em 20 de setembro de 2019, 18:29 horas

 


Local ficará fechado de segunda a quinta-feira, estando aberto de sexta-feira a domingo

Volta Redonda- O Zoológico Municipal de Volta Redonda será fechado parcialmente nesta segunda-feira (23) para a segunda fase da reforma. Para garantir a segurança dos visitantes e permitir a melhor execução das obras, o local ficará fechado de segunda a quinta-feira, estando aberto de sexta-feira a domingo.

O espaço contará com um novo recinto de imersão, aliado com os preceitos dos novos zoológicos pelo mundo; reforma do espaço de piquenique; nova praça de entrada para que o visitante possa se localizar melhor nos atrativos do zoológico e a presença de novos animais.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Ruíz, disse que essa reforma é necessária há muito tempo.

– O Zoológico Municipal está em obra para proporcionar um lugar melhor aos animais e aos visitantes. Ficará pronto para as férias de dezembro e com novidades – comentou Maurício.

O objetivo dessa reforma é criar um recinto moderno, em que os animais possam ter mais liberdade e os visitantes poderão ter um contato mais aproximado com alguns tipos de animais não agressivos. O investimento total da reforma será de mais de R$700 mil. A partir do dia 14 de outubro, o Zoo ficará fechado todos os dias para a fase final das obras.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, frisou a importância dessa reforma.

– O Zoológico da nossa cidade ficará ainda mais bonito e atrativo para as famílias de Volta Redonda e pessoas que queiram visitar nossa cidade, com isso fortalecendo o nosso turismo e lazer, além de oferecermos condições melhores aos animais. O zoológico é uma marca da cidade e atrai cerca de seis mil pessoas por final de semana. Será um grande legado pra cidade – disse o prefeito.

O Zoológico funciona também como um centro de referência da região para abrigo de animais não sadios provenientes de doações, vítimas de acidentes e maus tratos, recebendo em média 200 animais por ano, que após receberem cuidados biológicos e veterinários, e serem submetidos à avaliação física, sanitária e psicológica é constatado se tem ou não condições de ser reintroduzido na natureza.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Os animais vão ficar protegidos dos humanos agressivos?
    Nunca esqueço que um pavão ficou sem suas belas penas em vésperas de carnaval.
    Quanto às reformas em logradouros e bens públicos, tudo está no padrão Cesar Maia, ex-prefeito do Rio, que fez escola em todo o Brasil com suas “obras” de maquiagem, com validade só até a próxima eleição. Depois tudo vai se deteriorando por falta de manutenção, ou conservação, até que algum prefeito no futuro comece quase do zero outra vez.

  2. Avatar

    Devia ter uma nova empresa para gerir a cantina. É extremamente caro comer no zoológico. Completamente fora da realidade de algumas crianças que vão com passeio se escola.

  3. Avatar

    Estava precisando mesmo. A obra está orçada num valor relativamente baixo, considerando o tamanho da intervenção pretendida…

Untitled Document