segunda-feira, 12 de abril de 2021 - 19:13 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Abrasel Sul Fluminense emite nota de repúdio às novas medidas restritivas contra a Covid-19 para bares e restaurantes

Abrasel Sul Fluminense emite nota de repúdio às novas medidas restritivas contra a Covid-19 para bares e restaurantes

Matéria publicada em 30 de março de 2021, 17:00 horas

 


Volta Redonda – A diretoria da Regional Sul Fluminense da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) emitiu uma nota nesta terça-feira, dia 30, afirmando estar preocupada com as novas medidas restritivas adotadas por diversos governos municipais no Sul Fluminense, com a imposição de horário de funcionamento até às 17h para bares, restaurantes e demais estabelecimentos de alimentação fora do lar, entre os dias 30 de março e 4 de abril.

“É evidente o nosso desejo de que tudo que estamos vivendo nos últimos 12 meses em razão do caos sanitário e econômico provocado pela pandemia da Covid-19 passe o quanto antes. A nossa Regional tem se empenhado na orientação e cumprimento de todas as medidas sanitárias e de segurança à saúde. Queremos o melhor para nossos clientes, para nossos colaboradores e, claro, para nossas famílias. Não bastasse o vírus, medidas desprovidas de qualquer comprovação científica efetiva destroem um setor inteiro da economia, implicando no fechamento de empresas e aumentam outros problemas tão sérios quanto o coronavírus ou até mesmo mais graves, como o desemprego, a fome, problemas psicossociais, dentre outros tantos decorrentes do empobrecimento generalizado da população”,  diz em nota.

Segundo a Abrasel, a limitação de horário para funcionamento do comércio, principalmente no setor de alimentação fora do lar, composto por bares e restaurantes que atuam originalmente no período noturno, se mostra contraproducente em várias partes do mundo e também do Brasil, reduzindo o tempo disponível aos clientes para consumirem, exigindo que o consumo ocorra em faixa de horário incompatível com a própria natureza das atividades, fomentando a ocorrência das festas clandestinas e eventos residenciais, cujo acesso do Poder Público é evidentemente reduzido.

“Investimos muito, mesmo com as dificuldades, na segurança à saúde em nossos estabelecimentos, respeitando todas as exigências públicas direcionadas ao combate à disseminação do vírus, e nosso setor é tratado injustamente como vilão. Em que pesem nossa dedicação e esforços para nos mantermos de pé, em atividade, gerando emprego e renda à milhares de pessoas, vimos pela presente expressar nosso repúdio às novas medidas restritivas impostas ao setor. São iminentes as demissões e o agravamento da já crítica situação dos bares, restaurantes e demais estabelecimentos de alimentação fora do lar nesta pandemia. Pedimos a todos os Associados da Abrasel que façam o possível para garantir o cumprimento das leis e dos decretos impostos pelos municípios do Sul Fluminense, e informamos que já iniciamos contatos com as demais Associações do setor Brasil à fora para estudo e compreensão de eventuais medidas que possam garantir a subsistência de nossos negócios” finalizou a nota.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document