quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Alerj vota aumento da contribuição previdenciária dos servidores do Rio

Alerj vota aumento da contribuição previdenciária dos servidores do Rio

Matéria publicada em 17 de novembro de 2016, 08:58 horas

 


Rio – A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta quinta-feira (17) mais dois projetos de lei do pacote de medidas de corte de gastos proposto pelo governo estadual. Um deles é o aumento da contribuição previdenciária dos servidores ativos e inativos de 11% para 14%. A contribuição patronal passará de 22% para 28%. As informações são da Agência Brasil.

Os poderes Legislativo e Judiciário ficarão responsáveis pelo pagamento da parte patronal da previdência de seus servidores. Parte da receita do Documento de Arrecadação Única (Duda) do Detran deverá ser repassada ao sistema de previdência pública do estado, o Rioprevidência.

O objetivo, segundo o governador Luiz Fernando Pezão, é garantir a cobertura financeira dos benefícios previdenciários.

O segundo projeto a ser discutido hoje é a extinção da Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores (Ceperj). Os funcionários serão repassados à Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão. A medida trará uma economia estimada de R$ 3,2 milhões.

Os dois primeiros dos 21 projetos do pacote de corte de gastos foram discutidos ontem, mas não foram votados porque receberão emendas parlamentares.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    E as “incelências” ? Qual será a contribuição dos pobres deputados estaduais ? Que tal eliminar a metade das suas mordomias ? Auxílio paletó, verba de combustível, carro com motorista e outros? Quando seremos finalmente uma república ?

  2. Avatar

    Olha a mentalidade do sujeito: sacrifício da Educação para solucionar crise. “Despesas irregulares” são investimentos; e não são irregulares, pois LDB permite que estados controlem universidades e escolas de Ensino Fundamental .

  3. Avatar
    liberdade e propriedade

    A constituição prevê que é obrigação do Estado o ensino médio. O ensino fundamental é responsabilidade das prefeituras e o ensino superior é responsabilidade do Governo Federal. Então se o estado do RJ está quebrado, porque insiste em fornecer ensino fundamental e superior?? É escandaloso, aumentar impostos, deixar rodovias esburacadas, reduzir salários para continuar com despesas irregulares, como as Escolas de ensino fundamental e Universidades Estaduais.

Untitled Document