terça-feira, 11 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Barra Mansa vai privilegiar agricultura familiar em compras do governo

Barra Mansa vai privilegiar agricultura familiar em compras do governo

Matéria publicada em 2 de julho de 2020, 08:54 horas

 


Período para entrega dos envelopes será entre os dias 03 e 24 de julho, na Secretaria Municipal de Educação

Barra Mansa – A prefeitura de Barra Mansa publicou  na quarta-feira (1°) um edital prevendo a compra de alimentos produzidos a partir da agricultura familiar. O plano faz parte do Programa Nacional de Alimentação Escolar e tem como objetivo fomentar o cultivo local. Os procedimentos de participação poderão ser analisados no Portal da Transparência ou retirados na Secretaria Municipal de Educação, que fica no terceiro andar do prefeitura. O período de inscrição ocorre entre os dias 03 a 24 de julho, das 09 às 12h e das 14 às 16 horas. A entrega dos envelopes deverá acontecer presencialmente na Secretaria de Educação, a abertura dos documentos acontecerá no dia 27 de julho, no mesmo local de entrega.

De acordo com o secretário de Educação de Barra Mansa, Marcus Vinicius Barros, a iniciativa faz parte do cumprimento de uma legislação federal, que tem forte apelo social. “Além de estimular a produção agrícola, essa é a melhor forma de garantir uma merenda de qualidade para os nossos alunos. Gostaria que todos os agricultores familiares, individuais e de cooperativa, de Barra Mansa participassem dessa importante iniciativa”, expressou.

Agricultura familiar recebe atenção especial em edital


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Na verdade há uma lei, de muitos anos, que determina que parte dos recursos do FUNDEB sejam destinado a aquisições de agricultura familiar e isso é válido para todo o território nacional… o que acontece é que nenhum prefeito está interessado nisso… não é nenhuma ideia isso.

  2. Avatar

    Cabe à prefeitura divulgar isso para o pessoal do assentamento de Floriano…ao menos terão a chance de escoar a produção deles e garantir trabalho e renda…tentamos em 2000 fazer isso num projeto com alunos do Colégio Garra, e conseguimos que um comerciante comprasse um pouco da produção de mandioca, bananas e café deles. Agora, sendo uma prefeitura comprando pra escolas, seria muito bom!

    • Avatar

      Não funciona bem do jeito que vc tá imaginando não, os interessados precisam de documentação e outras coisas a mais para participarem. Pois assim ficaria muito fácil atestar nota fiscal de venda de vento para as escolas.

Untitled Document