CSN Cimentos fecha acordo do turno e trabalhadores receberão R$ 5 mil cada

by Diário do Vale

Volta Redonda – Os trabalhadores da CSN Cimentos aprovaram nesta quarta (8) o acordo do turno de revezamento negociado entre a empresa e o Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil do Sul Fluminense. Pelo acordo, os turnos de revezamento se mantêm com oito horas de duração. Cada trabalhador que faz turno vai receber R$ 5 mil como compensação. O acordo foi aprovado com 77,4% dos votos. Foram 65 votos a favor e 19 contra.

You may also like

12 comments

Sem noção 10 de novembro de 2023, 19:33h - 19:33

Quando foi essa votação? Essa informação não foi chegada até a nós.

Moisés Henrique 10 de novembro de 2023, 17:45h - 17:45

Quando se sabe usar;qualquer valor trabalha a seu favor.

F F 12 de novembro de 2023, 09:24h - 09:24

Por isso não melhora tem pião q pensa igual vc.

Bellingham 10 de novembro de 2023, 15:54h - 15:54

Aos que citam essa greve de 88 como pretexto para defender o turno de 6h, não sabem ou só querem a regalia de ter um trabalho que não rende. Turno de 6h nunca foi o ideal, visto que você já demora pra entrar e se prepara pra sair mais cedo, já não sendo 6 horas completas de atuação. Fora que você tem que comparecer ao trabalho mais dias por semana, dura pouco? Em horas sim, mas nunca será algo produtivo….

Diego Alencar de Souza 10 de novembro de 2023, 14:35h - 14:35

Aposto que maioria eram do ADM que votaram a favor em troca ganharam folga

Peão Consciente 10 de novembro de 2023, 12:03h - 12:03

Eu votei a favor! Com 5 mil vou reformar minha! A turma do PT não ajuda em nada, só atrapalha as negociações.

carla 10 de novembro de 2023, 10:46h - 10:46

depois que acabar o 5 mil, irão ficar revoltadinhos, infelizmente o povo brasileiro se deixa comprar por qualquer quantia, depois se arrepende e ainda critica o patrão.

Trabalhador metalúrgico 10 de novembro de 2023, 10:38h - 10:38

O pião só vê o valor bruto e aceita goela abaixo esse turno. Esquecem que é um ABONO e o mesmo terá desconto direto em folha de aproximadamente 27,5% do IRPF

IndignadoVr 10 de novembro de 2023, 10:55h - 10:55

Faz o L…..

Edmilson Guilherme teixeira 10 de novembro de 2023, 10:35h - 10:35

Triste, falta de consciência da greve de 88, pessoas com nível de educação superior aos daquela época, muito triste. Sindicato não queira dar murro em ponta de faca.

Jorge Lucas 10 de novembro de 2023, 07:29h - 07:29

5 mil reais. Uma quantia vultosa que deveria ser melhor analisada. O impacto social na cidade será muito violento, podendo inclusive inflacionar o mercado.
Enfim, a empresa pensou apenas no bem estar do trabalhador.
Visto por esse ângulo, está de parabéns.

Peão 10 de novembro de 2023, 09:53h - 09:53

Cinco mil reais hoje em dia não é nada. Votação online com baixa participação popular dos trabalhadores? No mínimo estranho, MPT deveria auditar essas votações entre empresa e sindicato. CSN comprou os votos dos trabalhadores por uma quantia minúscula de cinco mil reais. Melhorar os salários, o plano de saúde, ninguém da csn quer. Trabalhador deveria analisar todo o contexto, mas foi seduzido por 5 mil reais. Não analisaram os benefícios que um turno de seis horas ocasionaria a saúde, a qualidade de vida. Uma das lutas de william, walmir, barroso era pelo turno de seis horas e hoje trabalhadores são comprados por 5 mil reais a aceitarem manter um retrocesso. Esperar o que de peão sem consciência política e de classe?

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996