domingo, 20 de setembro de 2020 - 05:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / CDL-VR pede antecipação da reabertura das lojas de móveis

CDL-VR pede antecipação da reabertura das lojas de móveis

Matéria publicada em 4 de maio de 2020, 18:03 horas

 


Entidade encaminhou pedido do setor ao prefeito Samuca Silva

Volta Redonda – A CDL de Volta Redonda enviou, na tarde desta segunda (04/05), ao prefeito Samuca Silva, o pedido do setor moveleiro, solicitando a reabertura imediata desse segmento, que não representa um alto fluxo de clientes, mediante a todas as medidas preventivas e ressaltando que o número de funcionários não ultrapassa quatro funcionários, na maioria das lojas. Na mesma mensagem, a CDL de Volta Redonda pediu para conversar sobre o horário da flexibilização de 14h às 22 horas, que não atende consumidores, empresários e trabalhadores do setor, visando discutir novamente horários alternativos.

Veja a íntegra do pedido:

O setor moveleiro (venda de Móveis e Decoração) entende que as medidas tomadas de isolamento sejam corretas em todo o mundo pelas razões e considerações amplamente divulgadas e que consideramos desnecessário repetir.
Considerando, que ao constatar a flexibilização de alguns setores, já aprovada e em prática, vimos com o objetivo de esclarecer e enviar para consideração alguns pontos que acreditamos serem importantes a considerar.
Considerando que o setor moveleiro tem uma baixíssima rotatividade de clientes e pouca circulação de pessoas até porque são mercadorias que se adquirem em épocas determinadas.
Considerando o número de funcionários no setor moveleiro é sensivelmente menor diante dos funcionários que atuam na maioria dos setores liberados, o que por si só diminui substancialmente os riscos de contágio. Ou seja, o número de vendedores nessas lojas dificilmente ultrapassa a 04 (quatro) profissionais.
Considerando que o setor moveleiro contribui substancialmente para a arrecadação de Impostos municipais, estaduais e federais.
Diante dessas e de outras razões que para não tornar a leitura cansativa, o setor moveleiro está sendo injustiçado se considerarmos as mesmas razões e motivos pelos quais se permitiu a abertura e funcionamento de setores com atividades afins varejistas e, por esse motivo, vem solicitar a urgente liberação para desde que cumprindo todas as normas de segurança já estabelecidas, possa dar seguimento a reabertura e manter a sobrevivência dos seus negócios e os empregos dos seus colaboradores.
Solicitamos a reabertura imediata do setor moveleiro, respeitando as medidas preventivas já estabelecidas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    cheio de aspone dando opnião, parasitas públicos.

  2. Avatar

    Sejamos sensatos, o risco que uma loja de móveis representa é bem menos que uma loja de roupas e infinitamente menor que um supermercado.

  3. Avatar

    Setor recolhe impostos? Ha! Ha!
    Eles sempre dão uma desculpa para não gerar a nota-fiscal. Uma loja chegou até me mandar pedir a nota-fiscal no contador deles que fica em Barra Mansa.
    Alô Prefeitura, fiscalização nesses sonegadores!

  4. Avatar

    É isso aí CDL, abre geral…

    Torço para que seja somente uma gripezinha.

    Torço para que não seja necessário fechar devido a gripezinha.

    Torço para que não haja mais mortes devido a gripezinha.

  5. Avatar

    A Aciap-VR tem feito campanha ostensiva contra o prefeito. Tem que comer farelo mesmo, com esses buchas não deveria ter conversa. Mas como o Samuca é urbano, é capaz de ouvir.

Untitled Document