domingo, 20 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Coleta de lixo eletroeletrônico em Volta Redonda arrecada 20 toneladas

Coleta de lixo eletroeletrônico em Volta Redonda arrecada 20 toneladas

Matéria publicada em 25 de novembro de 2018, 21:59 horas

 


Grupo arrecada material eletroeletrônico na Vila Santa Cecília
(Foto: Evandro Freitas/Secom-PMVR)

Volta Redonda – O Descarte Solidário, uma ação realizada pelo Rotary Clube em parceria com a prefeitura de Volta Redonda, promoveu neste domingo, dia 25, a segunda edição do Descarte Solidário de Lixo Eletroeletrônico. A ação, que aconteceu na Praça Brasil, Vila Santa Cecília, tem como objetivo oportunizar a população a fazer o descarte correto dos materiais. Uma equipe da assessoria do deputado federal eleito Antônio Furtado (PSL) colaborou com a iniciativa.

Equipamentos eletrônicos descartados de forma indevida podem contaminar a natureza e causar sérios danos à sociedade. Com esse descarte correto as pessoas, além de contribuir para o meio ambiente, ajudam entidades beneficentes do município com a distribuição da renda arrecadada com a venda do material para empresas de reciclagem.

Durante a semana, a população pôde fazer o descarte em vários ginásios poliesportivos da cidade. Cerca de 20 toneladas de aparelhos eletrônicos foram arrecadados, entre eles aparelhos de TV, fogões, geladeiras, monitores de computador, mouses, teclados, impressoras, celulares, baterias, carregadores e outros aparelhos eletroeletrônicos.

“Eu acho muito importante esse tipo e ação. Eu por exemplo, tinha um monte de coisas velhas na minha casa que eu não sabia onde descartar, e ficava lá acumulando um espaço que eu poderia usar para outras coisas. Se eu tivesse jogado no lixo de qualquer jeito provavelmente eu ia estar poluindo o meio ambiente, então acho que foi muito bom”, disse Katia Procópio, moradora do bairro Vila Rica/Tiradentes.

De acordo com o presidente do Rotary Club Volta Redonda, Ebio Narduche, a primeira edição do recolheu um pouco mais de 15 toneladas. “Esse é nosso segundo evento aqui em Volta Redonda e é um sucesso. Esse material será vendido para empresa e reciclagem e o valor revertido em doações para instituições sem fins lucrativos da cidade. Levando em conta o movimento hoje aqui, e o que foi arrecadado durante a semana acredito que dê no mínimo 20 toneladas de lixo eletrônico que poderiam acabar contaminando o meio ambiente e a Prefeitura está de parabéns nesse apoio que sempre nos dá”, finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    Sugiro uma coleta nos bairros pelo menos 1 vez por mês.

  2. Avatar

    kkkkkk, eu leio cada “ideia” aqui . .

  3. Avatar

    Muito bom essa iniciativa, mas acho que faltou uma divulgação maior e quais os pontos de arrecadação, local com endereço.

  4. Avatar

    O ruim é ter que levar até o local, poderia ter um projeto com um caminhão passando na rua , eu não levei a televisão que está em minha casa porque não tenho carro, eu não posso e nem aguento carregar até uma praça.. Se gostaram minha sugestão não esqueça de uma boa divulgação.

  5. Avatar

    O Samuca poderia lutar por um museu no Centro de Puericultura que é um prédio histórico em uma área nobre que esta degradando a paisagem urbana. Um museu da tecnologia onde a população doaria celulares, radios, tvs, computadores, fax, video games etc e os alunos das escolas técnicas da cidade catalogariam os equipamentos e os consertariam se possível.

Untitled Document