segunda-feira, 6 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Comerciantes diversificam lojas com xerox e até máquina de sorvete

Comerciantes diversificam lojas com xerox e até máquina de sorvete

Matéria publicada em 23 de abril de 2017, 14:12 horas

 


Amplia: Comerciantes buscam inovações para atrair e fidelizar clientela (Foto: Julio Amaral)

Amplia: Comerciantes buscam inovações para atrair e fidelizar clientela (Foto: Julio Amaral)

Volta Redonda – A crise econômica e a redução do poder aquisitivo da população exigem uma nova forma de relação entre comerciantes e consumidores. A criatividade está em alta por parte de quem pretende atrair clientes para as lojas, principalmente com a oferta de serviços diferenciados ou personalizados. Em Volta Redonda isso já é visível em muitos setores do comércio, onde máquinas de xerox e de sorvete dividem lugar com roupas, móveis e produtos de pintura.

Os administradores de uma empresa especializada em impermeabilização, Éder Silvério e Marcos Vinícius Martins, expandiram os serviços como forma de aumentar as vendas da empresa. Segundo Éder, há sete anos funcionando no Bairro Aterrado, com a crise econômica a empresa começou a diminuir o fluxo da área de impermeabilização.

– Com a queda do poder aquisitivo, alguns clientes se viram obrigados a adiar a necessidade deste tipo de serviço. Em razão disso, tivemos que buscar alternativas para aumentar o nosso fluxo de atendimento, diversificando com novas opções ou ofertas de serviços. Com isso, passamos a buscar a venda direta dos produtos para o consumidor final. E junto disso a empresa começou a ampliar o leque de serviços, oferecendo outras opções como serviços de reformas, pinturas e vendas de produtos, aumentando com isso o nossa faturamento em 40% – diz satisfeito Éder.

Marcos Vinícius acredita que se não tivesse ampliado os serviços, a empresa não conseguiria manter os seis funcionários atuais e mais seis terceirizados. Outra adaptação que a empresa fez e que também está dando certo, explica Marcos, foi a inclusão do serviço de xerox na loja.

– Depois de observar que um grande número de pessoas entrava na nossa loja pedindo informação de algum local para tirar cópias, achei que seria mais uma forma de aumentar o faturamento se oferecesse este tipo de serviço também. E com isso há um ano temos mais esta opção de faturamento. Acredito que a diversificação de serviços é o fator primordial para que o comerciante se mantenha no mercado – comenta Marcos.

Quem também teve que diversificar para não ficar em apuros em decorrência da queda de seu faturamento foi a comerciante Roberta Figueiredo de Lima, proprietária de uma loja de presentes e acessórios, no Bairro Aterrado.

– Com o objetivo de ajudar no aluguel da loja e também em aumentar o meu faturamento, resolvi colocar uma máquina de sorvete em minha loja. No início fiquei meio em dúvida, mas por insistência do meu marido acabei cedendo. Hoje não me arrependo. Depois que instalamos a máquina, o nosso lucro aumentou em 20% a mais no faturamento da loja, graças ao sorvete – diz Roberta.

Segundo a comerciante, o sorvete também serve de chamariz, pois é comum alguns clientes aproveitarem o momento que estão degustando o sorvete para conhecerem a loja e comprarem algum produto.

– E apesar de no inverno as vendas com sorvete darem uma queda em 70%, ainda tenho lucro com este tipo de serviço neste período. Com uma média de vendas de 70 casquinhas por dia, o sorvete ajuda bastante no meu faturamento. Há sete anos funcionando no Aterrado, a ideia de vender sorvete surgiu por acaso por sugestão do meu marido e ainda bem que aceitei – ressalta a comerciante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    comentarista de comentários

    De olho neles fiscalização.

    Afinal, mudar o ramo de atividade pode?

    Olha a sonegação de ISS e ICMS aííííí gente!!!

Untitled Document