quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Consumo de combustível cai após aumentos de preço

Consumo de combustível cai após aumentos de preço

Matéria publicada em 22 de fevereiro de 2015, 15:40 horas

 


Movimento teve ligeiro crescimento durante o feriado de Carnaval, mas tendência é de redução

Consumidor reduz número de idas aos postos após aumento dos combustíveis Foto: Marcos Santos – USP Imagens

Consumidor reduz número de idas aos postos após aumento dos combustíveis
Foto: Marcos Santos – USP Imagens

O movimento nos maiores postos de combustível de algumas cidades da região cresceu em pelo menos 10% devido ao feriado de Carnaval. Profissionais que atuam neste setor, no entanto, avaliaram durante a semana, que este movimento voltou a cair nos últimos dias. O motivo é o aumento no preço dos combustíveis – estipulado pelo governo federal em R$ 0,20, para gasolina e R$ 0,16 para o etanol – que ainda não foi digerido pela maioria dos brasileiros.

Boa parte da população passou a deixar o carro em casa e optar por outros meios de transportes mais em conta, como ônibus, caminhadas até o local de trabalho e bicicleta. A pedagoga e psicanalista Epifanea Correa Vieira estima uma perda na economia doméstica em torno de 20% por conta dos novos preços taxados para os combustíveis. “Com a gasolina tudo aumenta e vamos reduzindo cada vez mais o nosso poder de compra”, contabilizou a professora.

Para não pesar muito no orçamento, a psicanalista e professora passou a deixar o carro em casa e optar pelo transporte coletivo que, na avaliação dela, possui preços de passagens bem caros. “Vivemos um momento econômico muito crítico e precisamos prestar atenção porque todos os produtos estão aumentando”, ressaltou, afirmando ter feito a contabilidade dos produtos com maior consumo em casa e constatado que todos receberam pequenos reajustes de valores que, no final das contas, somam uma boa quantia.

O aumento nos preços dos combustíveis também mudou a rotina na casa de Maria Lucia Silva, que garante ter passado a utilizar menos o carro, depois dos reajustes no preço da gasolina. A dona de casa de 65 anos disse ainda que a família reduziu os custos nas despesas e busca por produtos indispensáveis e que estejam na promoção. “O carro vem se tornando um meio de condução cada vez menos utilizado nesta casa”, completou Maria Lúcia, defendendo que a bicicleta seria uma ótima opção de transporte desde que a cidade contasse com ciclovias seguras.

 Afetados

A rotina dos taxistas também acabou sendo afetada pelo aumento nos combustíveis. O taxista José Carlos de Sousa, de 56 anos, que trabalha há dois anos em um dos pontos mais movimentados da cidade, disse que o número de passageiros, durante o dia, reduziu consideravelmente, embora as tarifas nesse transporte não tenham sido alteradas.

— As pessoas acham que a bandeirada também aumentou e solicitam menos os nossos serviços — avaliou o motorista, lembrando que o maior movimento é noturno.

O período da noite é, inclusive, segundo o taxista, mais lucrativo para os profissionais que lidam com o trânsito diário. Por conta do pouco volume de carros nas ruas, as corridas acabam sendo mais rápidas e o consumo de combustível menor. “À noite o nosso trabalho é mais lucrativo, porque o desgaste do carro é menor, por não haver principalmente engarrafamentos”, concluiu o taxista.

Nos postos

O gerente de um posto de gasolina em Resende, Carlos Fagundes, embora tenha comemorado o aumento nas vendas de combustíveis no Carnaval, também reclama dos reajustes desses produtos e faz, inclusive, previsões nada animadores para o setor.

— Acho que será um ano de muitas dificuldades para as vendas já que novos aumentos estão por vir — avaliou Fagundes, lembrando que no último final de semana, durante a Carnaval, as distribuidoras tiveram o preço da gasolina reajustado em mais R$ 0,01.

O valor, que parece baixo, para este setor representa uma quantia muito alta, já que o mercado movimenta milhões de litros. O resultado desses pequenos aumentos também se reflete nas bombas dos diversos postos de gasolina, fazendo com que cada estabelecimento oferte produtos com preços diferenciados, ainda que esta diferença seja de apenas R$ 0,01.

Em Volta Redonda, por exemplo, o menor valor cobrado pela gasolina comum é de R$ 3,369. Já o etanol pode ser comprado por R$ 2,469. Esses preços podem chegar, no entanto, segundo dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo), em alguns postos a R$ 3,776, valor taxado para a gasolina. Em Barra Mansa a gasolina também segue valores semelhantes podendo ser adquirida por R$ 3,339 ou R$ 3,630.

Em Resende, foi registrado um dos menores valores para a gasolina, cobrada a R$ 3,299, e para o etanol, a R$ 2,699. Neste município, no entanto, esses produtos podem ser encontrados ainda com preços bem mais altos como gasolina R$ 3,59 e álcool a R$ 2,88.

O gerente de um dos postos onde a gasolina está mais em conta em Volta Redonda, Nelson Duque, disse que mesmo praticando valores menores no mercado, o movimento no estabelecimento também sofreu uma pequena queda. “O feriado de Carnaval atendeu as expectativas e esperamos recuperar nosso poder de venda à medida que as pessoas forem se acostumando com os novos valores”, ressaltou Nelson, estimando que o estabelecimento tentará manter os preços bem abaixo do praticado pelos demais postos da cidade.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar
    Francisco Carlos da Silva

    Esta na hora da população se manifestar, deixando seus carros na garagem e utilizando em caso de emergência, para vermos aonde vai parar estes postos que abusam do aumento da gasolina e por que em São Paulo a gasolina é muito mais barata, não dar para entender.

  2. Avatar

    Por que o jornal não informa qual o posto em VR que vende gasolina a esse preço 3,369? Seria um grande serviço à comunidade. Afinal é a lei da oferta e da procura. Vamos cobrar do jornal.

  3. Avatar

    Aqui em Volta Redonda,RJ é uma vergonha, a 140 KM existe uma refinaria, será que para transportar do Rio até aqui o transporte é tão caro assim, porque VR tem um dos preços de gasolina mais alto do Brasil ? Alguém pode nos responder.

  4. Avatar

    Por que VR tem um dos preços de gasolina mais alto do Brasil?Já passou da hora de haver uma reportagem a esse respeito.

  5. Avatar

    Em que posto em Volta Redonda a gasolina custa R$3,369???

Untitled Document