ÔĽŅ Cresce inadimpl√™ncia em condom√≠nios - Di√°rio do Vale
terça-feira, 14 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Cresce inadimplência em condomínios

Cresce inadimplência em condomínios

Matéria publicada em 22 de junho de 2018, 21:18 horas

 


Em abril, a alta foi 17% em rela√ß√£o a mar√ßo, que j√° havia superado o n√ļmero de fevereiro

 

Foto: ABr
Difícil: Condomínios podem contratar empresas para cobrar de inadimplentes

S√£o Paulo –¬†As a√ß√Ķes judiciais na capital paulista por falta de pagamento do condom√≠nio registraram a terceira alta consecutiva neste ano. Em abril, a alta foi 17% em rela√ß√£o a mar√ßo, que j√° havia superado o n√ļmero de fevereiro, de acordo com levantamento feito pelo sindicato do setor imobili√°rio de S√£o Paulo (Secovi-SP) no Tribunal de Justi√ßa do estado de S√£o Paulo (TJ-SP). Foram ajuizadas 1.351 a√ß√Ķes por inadimpl√™ncia em abril e 1.155 casos em mar√ßo. Em fevereiro, foram registradas 822 a√ß√Ķes.
Diante deste cen√°rio, alguns condom√≠nios est√£o optando pela venda da d√≠vida a empresas especializadas como uma forma de se livrar dos preju√≠zos da inadimpl√™ncia. Ap√≥s an√°lise dos processos judiciais e da rela√ß√£o de inadimpl√™ncia de um condom√≠nio, empresas especializadas no segmento, por exemplo, avaliam a compra da d√≠vida com des√°gio, com pagamento √† vista do valor atualizado da inadimpl√™ncia ‚Äď incluindo multa, juros e atualiza√ß√£o monet√°ria.
A proposta vai para aprova√ß√£o em assembleia no condom√≠nio e, se aprovada, ocorre a assinatura do contrato entre condom√≠nio e empresa. A partir disso, todas as despesas e √īnus relativos ao acompanhamento dos processos, inclusive judiciais, tornam-se responsabilidade da empresa compradora da inadimpl√™ncia.
‚ÄúHoje, para o condom√≠nio, √© uma grande vantagem porque o condom√≠nio n√£o tem mais o cen√°rio de liquidez, ou seja, o condom√≠nio j√° est√° tendo um preju√≠zo muito grande porque n√£o tem como contar com esse dinheiro. E tamb√©m n√£o sabe quando vai poder contar com o dinheiro‚ÄĚ, disse Hadan Palasthy, que √© diretor da CreditCon, uma das empresas especializadas na compra da inadimpl√™ncia de condom√≠nios.
Os funcionários da empresa inicialmente trabalham em um acordo junto ao inadimplente por pelo menos um mês e, após esse período de negociação, a empresa ingressa ou dá andamento ao processo judicial. Na negociação direta com o cliente, é dada a oportunidade de um acordo de parcelamento, mas sem abono de multas ou juros vencidos.

Condomínio precisa avaliar custos

O advogado especialista em Direito Imobili√°rio Rodrigo Karpat alerta que a cess√£o de cr√©dito √© uma situa√ß√£o complicada dentro do condom√≠nio, porque h√° um custo e por incluir mais uma pessoa jur√≠dica na negocia√ß√£o. ‚ÄúEm situa√ß√Ķes extremas, acredito que vale √† pena, mas tem que compensar. Como funciona? √Č como se a empresa comprasse a inadimpl√™ncia, ent√£o o condom√≠nio passa a n√£o ter mais inadimpl√™ncia. Isso traz um conforto para o condom√≠nio, mas, em contrapartida, existe um custo. O condom√≠nio precisa fazer um c√°lculo‚ÄĚ, explica.
Segundo Karpat, √†s vezes o caminho n√£o √© contratar uma garantidora e trabalhar para reduzir a inadimpl√™ncia no condom√≠nio. ‚ÄúExistem boas garantidoras, mas existem garantidoras que v√£o trazer problemas para o condom√≠nio, como por exemplo cobrando taxa de juros, corre√ß√£o monet√°ria, acima daquilo que a conven√ß√£o do condom√≠nio determina. Ent√£o em vez de ter uma solu√ß√£o, o condom√≠nio passa a ter um novo problema, porque √© um corpo estranho que vai atuar, √© mais uma pessoa jur√≠dica dentro de uma situa√ß√£o complexa que √© a vida dentro de um condom√≠nio‚ÄĚ, avalia o advogado.

Foto: ABr
Difícil: Condomínios podem contratar empresas para cobrar de inadimplentes

Untitled Document