CSN e CSN mineração distribuem R$ 2,349 bilhões em dividendos

Siderúrgica vai distribuir R$ 985 milhões a acionistas, enquanto mineradora pagará R$ 1,364  bilhão

by Vivian Costa e Silva

São Paulo – O Conselho de Administração da CSN decidiu distribuir R$ 985 milhões aos acionistas da siderúrgica, enquanto o da CSN Mineração vai pagar R$ 1,349 bilhão a quem detém ações da empresa. No total, o grupo vai pagar R$ 2,349 bilhões, sendo R$ 0,742782969659389 para cada ação da siderúrgica e R$ 0,248841853063435 para cada ação da mineradora.

No caso da CSN Siderurgia, o pagamento será feito a título de dividendos intermediários, debitados da conta de reserva de lucros. O pagamento será feito a partir de 29 de novembro, para os titulares de ações no dia 20 de novembro.

A CSN Mineração vai pagar a partir de 28 de novembro, como antecipação do dividendo mínimo obrigatório, também para quem for titular de ações em 20 de novembro.

Nos dois casos, as ações serão negociadas “ex-dividendo” a partir de 21 de novembro, o que implica que, da cotação de cada ação, será debitado o valor do dividendo.

CSN e Sindicato dos Metalúrgicos se reúnem dia 16 para discutirem acordo do turno

Representantes da CSN e do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense vão se reunir nesta quinta-feira (16) para discutirem a renovação do acordo sobre turnos de revezamento. Atualmente, vale na Usina Presidente Vargas o turno de revezamento de oito horas, enquanto a Constituição Federal estabelece o turno de seis horas, abrindo a possibilidade de acordos para durações diferentes.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, Edimar Miguel, protocolou na segunda-feira, dia 13, o ofício para dar início a negociação. O prazo final para se fechar um novo acordo de turno é dia 30 de novembro de 2023. A CSN respondeu por meio de ofício, no final desta terça-feira (14), marcando reunião para dia 16.

O Sindicato dos Metalúrgicos deixa claro que sua posição em relação a negociação é a defesa do turno de 6 horas. Assim que for apresentada uma proposta pela CSN, o presidente informará os trabalhadores para votação em assembleia.

— Estamos com o prazo na reta final e até o momento como a CSN não havia se manifestado, então, a pedido de muitos trabalhadores e trabalhadoras, o Sindicato tomou a iniciativa e protocolou um ofício chamando a empresa para conversar. Nossa posição para o turno ininterrupto de revezamento é pela jornada de 6 horas. Não vamos permitir mais perdas financeiras, de saúde e de vida dos metalúrgicos, porém iremos respeitar a vontade dos homens e mulheres de aço que decidirá em assembleia — ressalta Edimar Miguel.

Trabalhadores da CSN Porto Real e da CSN Cimentos já fecharam acordos de turno com a CSN, mantendo o turno de oito horas. Nos dois casos, a empresa ofereceu compensação no valor de R$ 5 mil para cada trabalhador que faça turno.

CSN adere ao Programa Empresa Cidadã e amplia licença-maternidade e paternidade

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou sua adesão ao Programa Empresa Cidadã, uma iniciativa que amplia os benefícios de licença-maternidade e paternidade para seus funcionários. Essa ação faz parte de um amplo projeto da CSN para a promoção da igualdade de gênero e a melhoria das condições de trabalho.

O Programa Empresa Cidadã oferece a extensão da licença-maternidade por 60 dias, além dos 120 dias já assegurados por lei, totalizando um período de 180 dias. A licença-paternidade também é estendida por 15 dias, além dos 5 dias previstos por lei, totalizando 20 dias de licença para os novos pais.

A medida valerá para todas as empresas do grupo CSN. Funcionárias grávidas e futuros pais/mães estão aptos a usufruir dessa extensão. No caso da licença-maternidade, a solicitação da extensão deve ser feita até o final do primeiro mês após o parto, sendo concedida imediatamente após a licença-maternidade de 120 dias. Quanto à licença-paternidade, a extensão deve ser solicitada no prazo de dois dias úteis após o parto, também sendo concedida imediatamente após a licença-paternidade de 5 dias.

A adesão ao programa, além de atender aos requisitos legais, está alinhada com as Metas Globais de Nutrição e com as metas da Agenda 2030 das Nações Unidas, e faz parte do compromisso da empresa na promoção de práticas inclusivas que beneficiem seus colaboradores e suas famílias.

 

You may also like

1 comment

COMPANHIA SEM NADA(CSN) 15 de novembro de 2023, 05:13h - 05:13

SE O SINDICATO VIVE DIZENDO QUE VAI LUTAR PELO TURNO DE 6h ENTÃO PORQUE SE REUNIR COM A CSN SERÁ QUE VÃO USAR A MESMA ESTRATÉGIA DA GESTÃO ANTERIOR OU A AMEAÇA DE TURNO FIXO SURTIU EFEITO?

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996