quarta-feira, 8 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Liberação do FGTS anima comércio, mas população ainda tem dúvidas

Liberação do FGTS anima comércio, mas população ainda tem dúvidas

Matéria publicada em 4 de agosto de 2019, 12:00 horas

 


Lojistas têm a expectativa de que as vendas sejam aquecidas com a chegada do extra

Comércio pode lucrar com decisão do governo federal sobre o FGTS (Arquivo)

Barra Mansa e Volta Redonda – O Governo Federal anunciou recentemente as novas regras para a liberação de parte do dinheiro dos trabalhadores através do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). A notícia gerou dois tipos diferentes de reação. Enquanto a população busca entender os termos para pegar os valores, os comerciantes aguardam ansiosos para aumentar as vagas.

O saque disponibilizado pelo governo não deve passar de R$ 500,00 por conta do trabalhador. Apesar do valor considerado “baixo” por muitos, no todo o bolo é grande e pode ajudar a movimentar o crédito. Pensando nisso, alguns comerciantes têm se manifestado de forma positiva para receber os clientes “abonados”. No entanto, os consumidores ainda precisam de mais informações sobre a medida.

É o caso de Sabrina de Lima, de Barra Mansa. Ela ressalta que ainda tem muitas dúvidas sobre o assunto e prefere utilizar o valor em outro momento. “Trabalho de carteira assinada. Tenho as minhas dúvidas ainda. Não pretendo sacar esse valor porque não pretendo usar esse dinheiro com nada no momento. Trabalho há muito tempo no mesmo emprego e devo ter um valor alto em conta. Quero usar o dinheiro em outro momento, com outra coisa. Acredito que se eu sacar agora, só vou gastar com coisas supérfluas e, quando eu realmente precisar, não vou ter o dinheiro”, comenta.

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), por outro lado, considera positiva a ação e espera ver o comércio aquecido. O presidente da CDL, Gilson de Castro, disse que para muitas famílias essa será uma ajuda no orçamento. Além das vendas, ele acredita que o dinheiro pode ser usado para quitação de dívidas, e consequente liberação de novo crédito no comércio.

– Muitas pessoas realmente enfrentam problemas com o crédito, com dívidas e esse dinheiro pode ajudar na quitação desses atrasados para a recuperação do poder aquisitivo. Principalmente para quem ganha até dois salários mínimos – avaliou.

De acordo com ele, a CDL orienta seus associados a sempre ofertarem oportunidades de refinanciamento de dívidas em atraso, quando entenderem que o cliente passa por uma dificuldade temporária.

– O nosso comércio já é bem preparado para lidar com ações voltadas para a recuperação de crédito. No entanto, quando tem algo bem pontual como esse caso, reforçamos a importância de lembrar ao cliente que quitar as dívidas em atraso ajuda a voltar a ter crédito – comentou.

Além disso, o dirigente espera que os consumidores livres de dívidas usem o dinheiro para compras. “De uma forma ou de outra, o comércio vai absorver a maior parte desse dinheiro, porque as pessoas podem precisar de um eletrodoméstico, um celular novo, fazer compras para casa de uma maneira em geral ou consertar um carro, por exemplo. Nossas expectativas são boas”, afirmou.

Segundo Xisto Neto, presidente da Câmara de Dirigentes e Lojistas de Barra Mansa (CDL-BM), as expectativas para a quitação de dívidas são boas, apesar do baixo valor liberado. Xisto ressalta que o segundo semestre sempre supera o primeiro em relação às vendas. Para ele, mesmo com valor anunciado por pessoa não sendo tão expressivo, as vendas podem ser aquecidas.

– É um dinheiro novo na praça e aquece as vendas. Muitos consumidores já renegociaram seus débitos, mas têm segurado muito as compras – disse, lembrando que nos próximos meses campanhas que envolvem liquidações e foco no fim de ano já estão programadas. “Nos próximos meses já temos campanhas programadas, como: O liquidação de agosto, dia dos pais, dia das crianças, BlackFriday em novembro e o Natal”, comentou.

Segundo Tainara Rosa, gerente de uma loja de calçados no Centro de Barra Mansa, as expectativas são as melhores.

– Acho que as pessoas hoje em dia estão em uma condição que, quando entra qualquer dinheiro extra, as necessidades básicas são supridas; até os gastos com coisas que fazem parte do desejo próprio, como consumidor. Esse dinheiro extra pode desafogar algumas pessoas e quem sabe, separar algum valor para gastar com compras, do tipo do meu negócio, por exemplo.

Entenda as novas regras para o FGTS e o PIS/Pasep

– Saque de R$ 500 por conta

Valerá para contas ativas e inativas

Saques serão liberados de setembro deste ano a março de 2020. Operadora do fundo, a Caixa Econômica Federal divulgará um calendário de saque.

Correntistas da Caixa terão o dinheiro depositado automaticamente. Quem não quiser sacar deverá informar ao banco

Saque nos caixas automáticos da Caixa permitido a quem tiver cartão cidadão

Retiradas de menos de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, mediante apresentação de carteira de identidade e Cadastro de Pessoa Física (CPF)

– Saque-aniversário

Uma vez por ano a partir de 2020

Caráter opcional, de livre adesão do trabalhador

Quem quiser retirar dinheiro deverá avisar a Caixa Econômica Federal a partir de outubro deste ano

Cálculo da multa de 40% em caso de demissão sem justa causa não muda em nenhuma hipótese

Quem migrar para saques anuais não terá direito a retirar o total da conta em caso de demissão sem justa causa

Trabalhador pode voltar para modalidade anterior, sem saque anual e com direito a rescisão integral em demissão sem justa causa, mas terá de esperar dois anos depois da primeira mudança, contados a partir da data do pedido à instituição financeira

Retiradas em 2020 ocorrerão em abril (para quem nasceu em janeiro e fevereiro), maio (para quem nasceu em março e abril) e junho (para quem nasceu em maio e junho).

Para nascidos de julho a dezembro, o saque em 2020 ocorrerá a partir do mês de aniversário até o último dia útil dos dois meses seguintes. Exemplo: quem nasceu em agosto poderá retirar o dinheiro de agosto até o fim de outubro.

A partir de 2021, todos os saques ocorrerão no mês de aniversário ou nos dois meses seguintes

O valor do saque anual será equivalente a um percentual do saldo da conta, para todas as faixas, mais um valor fixo para contas a partir de R$ 500,01, conforme a tabela abaixo:

Divisão de resultados do FGTS

FGTS continuará rendendo 3% ao ano, mais a taxa referencial (TR) e distribuição de resultados, o que muda é o último componente

Em vez de receber 50% dos ganhos do FGTS, trabalhador receberá 100% do resultado do fundo

Distribuição do lucro será feita em agosto

O Conselho Curador do FGTS dividirá o ganho total pelo número de contas dos trabalhadores

A parcela será depositada na conta de cada trabalhador no FGTS, com as mesmas regras de saque que nas demais situações

Garantia de empréstimo

Quem migrar para saque-aniversário poderá antecipar os recursos do FGTS, numa operação similar à antecipação da restituição do Imposto de Renda

Saque anual pode ser dado como garantia de empréstimos

As parcelas são descontadas diretamente da conta do FGTS no momento da transferência do recurso do saque-aniversário

Segundo o Ministério da Economia, medida amplia acesso ao crédito com juros baratos, semelhantes aos do crédito consignado, porque o valor do saque foi dado como garantia

Saque do PIS/Pasep

Vale apenas para quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988

Sem prazo determinado para a retirada do dinheiro.

Cotistas do PIS deverão fazer os saques nas agências da Caixa Econômica Federal; e os do Pasep, no Banco do Brasil

Informações poderão ser obtidas nos endereços www.caixa.gov.br/pis e www.bb.com.br/pasep.

Saques por herdeiros facilitados. Os dependentes do cotista falecido terão apenas de apresentar a certidão de dependente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os sucessores deverão apresentar apenas apresentar uma declaração de consenso entre as partes e informar não haver outros herdeiros conhecidos


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document