sábado, 15 de maio de 2021 - 21:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Mais de 730 empresas encerraram atividades em 2020 em Volta Redonda

Mais de 730 empresas encerraram atividades em 2020 em Volta Redonda

Matéria publicada em 15 de abril de 2021, 16:18 horas

 


Em 2021, com medidas de flexibilização, média de fechamento foi 60% menor; saldo de emprego também passou a ser positivo

Volta Redonda – Dados da Junta Comercial do Rio de Janeiro (Jucerja)mostram que de janeiro a dezembro do ano passado, 732 empresas encerram as atividades em Volta Redonda. Desse total, mais de 600 são de grande, média, micro e pequena empresas. A maioria fechou as portas definitivamente após o início da pandemia, principalmente, quando foi decretado lockdown, com funcionamento apenas das atividades consideradas essenciais. Somado o tempo que o comércio e outros serviços pararam, foram quase 80 dias durante o ano. A média mensal de fechamento em 2020 ficou em 61, ainda segundo os dados disponíveis no site da Junta Comercial.

O encerramento das atividades e a incerteza de como ficaria o mercado também levou a 22.632 demissões, sendo 16.296 no setor de comércio e serviço, conforme dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, em 2020. Volta Redonda fechou o ano passado com um saldo negativo de 1.242 postos de trabalho. Segundo as entidades empresariais, a maioria das demissões foi por causa da crise econômica gerada pela pandemia, provocada pelo fechamento de empresas e incerteza sobre o funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

Recuperação

Agora, em 2021, com as medidas de flexibilização sendo mantidas, mesmo com horário alternativo de funcionamento, houve uma redução de mais de 60% na média mensal de encerramento de atividades de empresas. De janeiro a abril, a média ficou em 24. Nesses quatro meses do ano, apenas 97 empresas fecharam as portas, definitivamente. Foi quase o número total de cancelamentos de CNPJ em agosto de 2020, registrou 84 encerramentos. E essa redução no fechamento de empresas ajudou na recuperação dos empregos. Enquanto em 2020, Volta Redonda terminou o ano com 69.264 empregadas, em apenas, dois meses, a cidade subiu para 70.060, sendo que o segmento comércio e serviço foi o que mais contribuiu para essa retomada. Das 4.511 novas contratações, 2883 foram para o setor.

Dados do Ministério do Trabalho, por exemplo, apontam que Volta Redonda teve saldo positivo na geração de empregos nos dois primeiros meses de 2021. A cidade mais populosa da região gerou 307 novos empregos em janeiro e 491 em fevereiro. O salto de quase 60% se deu principalmente pela recuperação do comércio entre o primeiro e o segundo mês do ano.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document