terça-feira, 13 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / MRS passa a operar terminal de contêineres em Barra Mansa

MRS passa a operar terminal de contêineres em Barra Mansa

Matéria publicada em 21 de outubro de 2018, 23:50 horas

 


Investimento permite que empresa de logística amplie suas operações na região

Uso de contêineres permite o transporte de praticamente qualquer mercadoria

Barra Mansa – A MRS Logística está em busca de ampliar suas operações no Sul Fluminense e está abrindo novas frentes de negócio, que vão ampliar de cerca de 30 mil toneladas para 100 a 150 mil toneladas anuais o volume de produtos siderúrgicos transportados pela ferrovia. Além disso, a empresa passa a ofertar o transporte de qualquer tipo de carga que possa ser colocada em um contêiner.

A operação está em fase inicial, mas já resultou em algumas contratações e mais mão de obra poderá ser necessária, caso a demanda se amplie.

Para isso, a MRS reformou o Terminal de Floriano, distrito de Barra Mansa, e agora disponibiliza, em parceria com a Multitex, uma nova opção para o transporte ferroviário de contêineres para as empresas da região Sul Fluminense. Além disso, uma série de melhorias para o transporte de produtos siderúrgicos, que exigem cuidados especiais, foram promovidas. É o caso, por exemplo, da construção de uma nova área coberta, de 3,5 mil m².

— Essa área protegida é muito importante para podermos operar com cargas siderúrgicas especiais como, por exemplo, laminados a frio, além de nos permitir realizar a ova e desova dos contêineres, que é o processo de carregamento e retirada da carga dos mesmos, em área totalmente coberta — explica Luiz Armando Carneiro, presidente da Multitex Logística.

Com a reforma, a área útil total do terminal foi duplicada, saltando de três mil para seis mil m². Anteriormente à mudança, era possível operar com 14 vagões. Agora, a estrutura comporta, aproximadamente, 70 vagões.

— Isso representa um ganho de capacidade imenso para nós e para os nossos clientes. Quanto mais vagões conseguimos operar, ao mesmo tempo, no terminal menor é a necessidade de áreas de estoque, maior é a nossa eficiência e, naturalmente, conseguimos imprimir uma fluidez maior à operação ferroviária — explica o gerente de Logística e Soluções Intermodais da MRS, Magela Titoneli.

Atualmente, o terminal opera, principalmente, cargas dos setores automotivo e siderúrgico. A partir da reforma, todos os outros tipos de cargas em contêineres podem ser transportadas pela ferrovia, através do terminal, com mais segurança e a um custo inferior. Testes de transporte já foram realizados, com sucesso, no terminal.

— Conseguimos garantir os cuidados especiais necessários com a carga dos clientes, o que proporcionou uma expressiva melhoria do nível de serviço e satisfação dos clientes. A nova estrutura do terminal já está viabilizando a prospecção de novos transportes de produtos siderúrgicos com potencial de mais de 150 mil toneladas por ano, que possuem como destino a região de Resende, Porto Real, Barra Mansa e, naturalmente, toda a região Sul Fluminense — finaliza o gerente de Siderurgia da MRS, Eduardo César Guimarães.

Os fluxos ferroviários mais comuns, realizados em parceria com o terminal, são da região Sul Fluminense para os portos do estado do Rio de Janeiro, para São Paulo e Belo Horizonte, mas é possível consultar rotas alternativas com a operadora.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. HAROLDO RIBEIRO DE CARVALHO

    Excelente notícia, ganha com isso toda uma região.

  2. André da Cunha Araújo

    Ótima notícia, parabéns MRS e região sul fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document