domingo, 24 de outubro de 2021 - 18:32 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Nissan vai gerar mais 600 empregos em Resende

Nissan vai gerar mais 600 empregos em Resende

Matéria publicada em 4 de janeiro de 2016, 17:03 horas

 


Montadora investirá R$ 750 milhões para produção de novo veículo e terá de criar mais um turno

Produção: Novos postos de trabalho serão abertos na fábrica da Nissan em Resende (Foto: Paulo Dimas)

Produção: Novos postos de trabalho serão abertos na fábrica da Nissan em Resende (Foto: Paulo Dimas)

Resende – Carlos Ghosn, Presidente e CEO da Nissan Motor Company, anunciou nesta segunda-feira que a marca irá produzir um novo crossover, que será vendido globalmente, começando por mercados da América Latina em 2016.

O novo modelo foi inspirado no Kicks Concept apresentado na edição de 2014 do Salão do Automóvel de São Paulo e irá manter o nome “Kicks” para a versão de produção.

Com investimentos de R$ 750 milhões, o Nissan Kicks será produzido no Complexo Industrial de Resende, no estado do Rio de Janeiro. A fábrica foi inaugurada em 2014 e atualmente produz os modelos compactos March e Versa. Após o início da produção, a Nissan tem como objetivo contratar 600 novos funcionários e iniciar um segundo turno na unidade de Resende (RJ).

“A Nissan inventou o primeiro crossover em 2003, com o lançamento do Murano. Desde então, nós nos estabelecemos como líderes globais de crossovers com modelos como Juke, Qashqai e X-Trail, que têm tido grande sucesso. O Kicks irá levar a expertise única da Nissan em crossovers para novos mercados”, disse Carlos Ghosn.

“Os crossovers compactos são muito atraentes para consumidores da América Latina. Com o Nissan Kicks, nós vamos além do óbvio para conquistá-los, com um design incisivo e desempenho que nossos clientes anseiam”, afirmou José Valls, chairman da Nissan América Latina.

“Quando nossa equipe da Nissan do Brasil colaborou com os colegas no Japão para criar o Kicks Concept, que foi inspirado em nosso país e cultura, o resultado foi extraordinário. E, agora, estamos ansiosos com nosso time de manufatura da fábrica de Resende, que está se preparando para fabricá-lo com a precisão e a alta qualidade japonesa”, explicou François Dossa, presidente da Nissan do Brasil.

O Nissan Kicks Concept estreou no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo de 2014 e, em junho de 2015, foi mostrado no Salão de Buenos Aires, na Argentina. O protótipo do Kicks marcou a evolução do conceito Extrem, que havia sido mostrado no evento de São Paulo em 2012. Desde então, a Nissan continuou explorando as culturas, estilos e cores do Brasil e da América Latina para o processo de desenvolvimento e do design do veículo.

Liderado pelo Centro de Design Global da Nissan, no Japão, o Kicks Concept foi concebido com a colaboração entre o Nissan Design America (NDA), estúdio em San Diego, Califórnia, e o Nissan Design America – Rio (NDA-R), o estúdio-satélite de design da empresa no Brasil. As equipes atualmente trabalham na finalização do design do modelo de produção.

Assim como a sua introdução em mercados da América Latina, a Nissan continua a estudar o lançamento do Kicks em outras regiões, ressaltando o compromisso da marca com a liderança global no segmento de crossovers.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

22 comentários

  1. Onde cadastra o curriculum alguém sabe, ou onde entrega?

  2. REALISTA DA NISSAN

    VÃO CONTRATAR 600 COM O SALÁRIO REDUZIDO E AO LONGO DO TEMPO DISPENSAR 600 COM OS SALÁRIOS MAIORES(TURNOVER).NÃO SE ILUDAM EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO EMPRESÁRIO VISA CUSTO X BENEFÍCIO.MAS EM ÉPOCA DE CRISE É MELHOR QUE NADA.

  3. Boa noite !Como faço para enviar meu currículo?
    Dedé já agradeço.

  4. Como faço para cadastrar meu currículo? ? Ou tenho que levar até a empresa? ?Obrigada

  5. JONATTHAN WILLIAN MOREIRA

    Boa noite, olha quero sanar uma duvida eu trabalhei na Nissan só que pelo motivo da crise fui mandado embora, pois quero saber ser posso entrar novamente, grato aguardo resposta em meu email .

  6. Bruno Rodrigues de Souza

    Quero um emprego na area de solda tenho experiencia no ramo

  7. E como enviar currículo ou se escrever para candidatar a uma vaga….quem souber mande um [email protected]..obrigado.

  8. Isto é exemplo de empresa, não tem consumo interno satisfatório exporta. Enquanto outros empresarios ficam chorando sem se readaptar.

  9. Boneco de judas, escreve mais, escreve mais, escreve mais, please.

  10. No meio de tanta notícia ruim, enfim, uma boa! Seiscentos empregos diretos na fábrica significa mais empregos também nas fornecedoras e mais movimento no comércio, que estava definhando na região de Resende por causa das demissões em massa nas outras montadoras… A Nissan não pegou o período de “bonança” da economia, por isso já começou enxuta, com uma produção bem menor que o esperado… Se realmente for exportar esse novo veículo, será uma importante fonte de divisas para o país…

  11. Montadora é complicada de se trabalhar a primeira crise ou dificuldade fação!!!

  12. FranciscoJFLacerda

    Meus sinceros parabéns para o município de Resende do nosso tradicional vale do paraíba da qual eu também me originei nesta vida em outro município centenário. É aquele negócio não é só falar, fazer propaganda tentar vender ilusão e iludindo mesmo muitas vezes para se auto promover ou a um grupo de pessoas e só, é agir para garantir com ações concretas, reais um mercado de trabalho dinâmico, variado, multiplicado em várias frentes com mais união para promover um futuro de verdadeiras oportunidades ao seu povo!

    • Parabéns para Resende não, a cidade nada teve a ver com isso, apenas sedia uma planta da empresa. Parabéns sim para a visão empreendedora da Nissan, que é uma empresa JAPONESA, com mentalidade diferente da que impera aqui no Brasil… Espero que a Volks (MAN), uma empresa ALEMÃ, líder no mercado de veículos pesados, também consiga exportar seus produtos… Já o grupo PSA (FRANCÊS), não tem um futuro muito alvissareiro…

      Eu ainda sonho com o dia em que teremos grandes empresas BRASILEIRAS aqui, algo para além da CSN, Petrobrás, Usiminas, Vale, Embraer, Votorantim, Gerdau, Marcopolo e mais algumas poucas, para que não fiquemos na dependência nem sob os desígnios de organizações multinacionais sediadas principalmente nos EUA, Europa e Japão, além de China e Coréia. Boa parte de nosso PIB é drenada para os países-sedes dessas multinacionais na forma de lucros para a matriz e dividendos para os sócios, ficando uma pequena parcela aqui para a manutenção das atividades produtivas… O Brasil é a única das grandes economias mundiais que não tem uma marca própria de automóveis, só para exemplo…

    • Al Fatah, que bom que o Al Fatah professor que eu gosto de acompanhar esta de volta, estava meio sei que lá , sei que lá, que boooommmm, FELIZ ANO NOVO. IUP IUP IUP

    • Exportar mais vai ser a tendência no setor automotivo nacional para 2016. Se o mercado vai mal internamente, o jeito é tentar vender para os outros. Há um porém: quem tiver em sua linha de veículos, modelos mais alinhados com o que se espera em termos de tecnologia, segurança, qualidade, etc, vai se sair melhor. Produtos mais voltados para o mercado nacional ou defasados demais para serem aceitos lá fora, vão no máximo encontrar algum espaço no Mercosul.

Untitled Document