terça-feira, 17 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Para Mourão, sauditas querem produzir a carne de frango que consomem

Para Mourão, sauditas querem produzir a carne de frango que consomem

Matéria publicada em 23 de janeiro de 2019, 18:36 horas

 


Arábia Saudita não habilitou 5 empresas brasileiras para exportação

Brasília- O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou hoje (23) que a decisão da Arábia Saudita de suspender a compra de carne de frango de cinco empresas brasileiras pode ter sido motivada pela intenção de incentivar a produção interna do produto. Segundo ele, não há relação entre a suspensão e os estudos para a transferência da Embaixada do Brasil em Israel de TelAviv para Jerusalém, o que desagrada a comunidade muçulmana.

“O dado que eu tenho, que não é confirmado ainda, é de que eles pretendem também produzir frangos lá na Arábia Saudita. Óbvio que vai sair mais caro, mas eles têm dinheiro. Então é isso que está acontecendo”, disse.

Em seguida, o general Mourão acrescentou que “não tem nada a ver com questão de embaixada”. “Até porque, qual foi a declaração do nosso representante na ONU? Que existe um Estado de Israel e um Estado Palestino, conforme reconhecemos desde 1947, então nada mudou”.

O presidente em exercício lembrou que há cerca de três meses um grupo de especialistas sauditas visitou o Brasil para verificar as empresas produtoras de carne de frango.

“Outubro do ano passado, o pessoal da Arábia Saudita esteve no Brasil fazendo uma verificação, não só nos nossos frigoríficos como também nas granjas, nas indústrias de grãos. Eles tinham uma ideia de cortar as importações do Brasil para 400 mil toneladas. Nós estamos exportando em torno de 600 [mil toneladas]”, disse.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou ontem (22) que 58 plantas são habilitadas pelo Ministério da Agricultura para exportar. Do total, 30 vendem para a Arábia Saudita – e 25 foram habilitadas e cinco, não. Segundo a associação, a não autorização decorreu de “critérios técnicos” e ações corretivas estão sendo implementadas para que a habilitação seja concedida.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o relatório sanitário encaminhado pelos sauditas está sendo examinado para que os estabelecimentos sejam informados, em detalhes, sobre as recomendações.

Por Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Avatar

    O comercio e as relações são baseados nas de opções
    APROXIMOU DE ISRAEL, para comprar TECNOLOGIA da água para o nordeste , tecnologia esta q nos já dominamos em plataformas de petroléo à decadas
    AFASTOU DO MUNDO ARABE, que compra metade da produção de frango

    VIVA O LIVRE COMERCIO

  2. Avatar

    É capitalismo querer criar os frangos para seu próprio consumo. Seria comunismo se fosse obrigado a dividir com quem não produz nada que possa ser equivalente em valor e de interesse para a troca.
    Toda vez que algum outro país ameaça apertar a Arábia os sauditas dizem que vai faltar petróleo e o resto do mundo “enfia a viola no saco” e não fala mais nada.

  3. Avatar

    Islamismo e comunismo, duas coisas que não prestam.

  4. Avatar

    Como esssa direita radical são todos otários . Estou a favor da Srabia saudita …

  5. Avatar
    Cristão consumidor de frango

    Estado totalmente intolerante com Cristãos…Na teoria, essa retaliação na compra de carne frangos seria bom para nós consumidores de frango no Brasil, pois com mais oferta de carne, menor o preço, mas se tratando de Brasil….

  6. Avatar

    Vai cuidar dos seus bandidinhos de estimação, o Flávio Rio das Pedras e o Queiroz Dancinha kkkkkkkkA chapa vai esquentar p familicia Bozzo kkkkkkkk

  7. Avatar

    A democracia na Arábia Saudita está quebrando, pois o príncipe saudita mandou assassinar um jornalista que contava a verdade sobre o governo sudita!
    Seria uma ótima oportunidade do Brasil romper as relações internacionais com esse país, pois não podemos continuar a não ter preconceitos com países não democráticos!

    • Avatar

      Mirian Leitão do DV , você está de brincadeira? Quando se fala em economia , se manda as favas esses relações. No ataque as torres gêmeas está comprovado o apoio saudita e nem por isso o EUA deixou de apoiar e garantir a segurança da Arábia Saudita. Vá ler um pouco de geopolítica e para de dar opinião com o seu tradicional preconceito. E por falar nisso, não vai opinar sobre o passeio do Mito e do juizeco Sérgio a espera da vaga no STF Moro?

    • Avatar

      O negócio é comentar, mesmo não sabendo de nada. Democracia na Arábia Saudita?…kkkkk

Untitled Document