>
terça-feira, 5 de julho de 2022 - 22:28 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Petrobras anuncia novo aumento de combustíveis

Petrobras anuncia novo aumento de combustíveis

Matéria publicada em 17 de junho de 2022, 11:36 horas

 


Gasolina terá reajuste de 5,2% e diesel, de 14,2%

Os novos valores passam a vigorar a partir deste sábado (18). – Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil.

Brasília- A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (17) reajustes de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no preço do diesel. Os novos valores passam a vigorar a partir deste sábado (18). 

A empresa informou que o preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro. O último ajuste ocorreu em 11 de março, há 99 dias.

Para o diesel, o reajuste ocorre 39 dias depois do aumento anterior. O preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro. O último ajuste ocorreu no dia 10 de maio.

O preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha, não sofreu reajuste. Em nota para divulgar os aumentos, a Petrobras afirmou que tem buscado o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem repasse imediato para os preços internos da volatilidade das cotações internacionais e da taxa de câmbio.

“Esse posicionamento permitiu à Petrobras manter preços de GLP estáveis por até 152 dias; de diesel por até 84 dias; e de gasolina por até 99 dias. Esta prática não é comum a outros fornecedores que atuam no mercado brasileiro que ajustam seus preços com maior frequência, tampouco as maiores empresas internacionais que ajustam seus preços até diariamente”.

Já pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro fez duras críticas à Petrobras pelo novo reajuste.

“O Governo Federal como acionista é contra qualquer reajuste nos combustíveis, não só pelo exagerado lucro da Petrobras em plena crise mundial, bem como pelo interesse público previsto na Lei das Estatais”, postou o presidente.

Em seguida, ele citou a possibilidade de uma greve de caminhoneiros, em decorrência do preço dos combustíveis.

“A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos. Seus presidente, diretores e conselheiros bem sabem do que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018, e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo”.

Na última quarta-feira (15), a Câmara dos Deputados concluiu a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, que limita a aplicação de alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, fixando-a no patamar máximo de 17% a 18%, abaixo dos valores atuais aplicados pelos estados. A medida tem o objetivo de reduzir o preço dos combustíveis para o consumidor, mas os aumentos da Petrobras podem anular os efeitos dessa desoneração. O texto aguarda sanção presidencial para entrar em vigor.

Agência Brasil*.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. É sério isso? Esse desgoverno correndo atrás para baixar o preço? Você leu o que escreveu? Privatizar para baixar o preço? Nunca li uma sandíce tão grande. É lógico que só pode ser um eleitor do perverso. Criando uma fantasia para não ser cobrado por uma obrigação dele. Ele é o presidente e o governo federal tem o poder do controle da empresa nas mãos. É só acabar com esse absurdo do PPI ( preço com paridade internacional) , não podemos continuar enriquecendo os acionistas estrangeiros e empobrecendo a população com o aumentos nos custos dos produtos dentro do país. Mas o que ele entende é liberação de armas e andar de moto.

  2. O governo e o congresso correndo atras para abaixar o preço do petrólio e a Petrobras lutando contra o povo, tem que privatizar logo, não podemos ficar nas mãos desta empresa que só enquiquece os magnatas.

    • Kkkķkk tira a Dilma que melhora! Monte de trouxas kkkkk

    • Faz arminha que melhora

      Prezado, a Petrobrás já está privatizada. Foi para isso que tiraram a Dilma, um golpe nojento que o gado imbecil e trouxa apoiou. Fizeram o mesmo com a Eletrobrás agora. Espere as próximas contas de energia. Vocês entregaram o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document