;
quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 - 05:45 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Plano de emergência nuclear é testado em Angra dos Reis em simulado parcial

Plano de emergência nuclear é testado em Angra dos Reis em simulado parcial

Matéria publicada em 20 de outubro de 2020, 18:57 horas

 


Ação prevê a mobilização de uma rede de cerca de 60 instituições, envolvendo centenas de profissionais

Angra dos Reis – Nesta quarta-feira, dia 21, será realizado, em Angra dos Reis, o Exercício Parcial de Resposta à Emergência e Segurança Física Nuclear. O objetivo é avaliar a eficácia da estrutura de resposta e procedimentos do Plano de Emergência Externo (PEE/RJ) da central nuclear de Angra dos Reis.
No exercício parcial, que acontece a cada dois anos, não há simulação de evacuação de áreas vizinhas à central nuclear, ao contrário do geral, realizado nos anos ímpares. Embora não haja movimentação externa, no simulado parcial também são ativados os centros de emergência, de forma a avaliar a capacidade de comando, coordenação e controle entre as organizações envolvidas.
É uma operação complexa que envolve diversas entidades civis e militares. O simulado prevê a mobilização de uma rede de cerca de 60 instituições, envolvendo centenas de profissionais, nos três níveis de governo: municipal, estadual e federal.
O cenário é composto de vários desafios criados de maneira que possibilitem alcançar as diversas classificações de emergência. Este ano, o exercício simulará a evacuação e a abrigagem da população diante de uma situação de pandemia.

Ativação de centros

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI/PR) é o responsável pela supervisão da atividade, já que é o órgão central do Sistema de Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro (Sipron).
Durante o exercício, são ativados o Centro Nacional de Gerenciamento de Emergência Nuclear (CNAGEN), localizado em Brasília, o Centro Estadual de Gerenciamento de Emergência Nuclear (CESTGEN), no Rio de Janeiro, e o Centro de Coordenação e Controle de Emergência Nuclear (CCCEN), em Angra dos Reis.
É importante ressaltar que, por causa da pandemia, todos os participantes do exercício cumprirão os protocolos de prevenção à Covid-19 (incluindo a testagem), previstos pelas autoridades competentes.
O planejamento das ações do exercício é feito pelo Comitê de Planejamento de Resposta a Situações de Emergência Nuclear no Município de Angra dos Reis (Copren/AR), que reúne representantes da Eletronuclear; da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen); da Secretaria Nacional de Defesa Civil; das defesas civis do Estado do Rio de Janeiro e dos municípios de Angra dos Reis e Paraty; do Corpo de Bombeiros; da Agência Brasileira de Inteligência (Abin); do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), do Ministério da Saúde, entre outros órgãos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document