>
domingo, 7 de agosto de 2022 - 19:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / PPR da CSN e turno injetam quase R$ 40 milhões na economia de Volta Redonda

PPR da CSN e turno injetam quase R$ 40 milhões na economia de Volta Redonda

Matéria publicada em 27 de maio de 2018, 14:41 horas

 


Prefeitura prepara ‘Rua de Compras’ diferenciada no Retiro para aproveitar a oportunidade

Volta Redonda – A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Turismo de Volta Redonda está se preparando para, junto com a Aciap, o Sicomércio e a CDL da cidade, fazer uma Rua de Compras especial no dia 10 de junho. A intenção é aproveitar os recursos extras que o pagamento da primeira parcela do PPR e a segunda parcela do acordo do turno da CSN vão injetar no comércio da cidade. Estimativas extra-oficiais de fontes próximas à siderúrgica indicam que cerca de R$ 40 milhões a mais vão circular na cidade por causa desses pagamentos.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, a existência do dinheiro extra na conta dos empregados da Companhia vai se juntar a algumas motivações especiais de consumo:

– Além do Dia dos Namorados, que é uma data cada vez mais significativa para o comércio, temos a proximidade da Copa do Mundo, período em que crescem as vendas de televisores. Assim, os comerciantes do Retiro terão uma excelente oportunidade com essa Rua de Compras – disse.

O prefeito Samuca Silva acrescentou que a prefeitura fará todos os esforços para que o comércio aproveite a oportunidade:

– É evidente que a prefeitura vai fazer tudo o que estiver dentro de suas possibilidades para que essa próxima Rua de Compras seja um sucesso ainda maior. Vamos dialogar com os lojistas e as entidades representativas do setor para garantir isso – afirmou.

Empregados da CSN vão receber dinheiro extra e podem incrementar ‘Rua de Compras’

Mas Samuca não se esqueceu de recomendar prudência aos trabalhadores que vão receber o dinheiro extra: “É muito bom ter a oportunidade de comprar, principalmente se for no comércio da cidade, mas é necessário usar parte do dinheiro para reduzir ou eliminar o custo com dívidas, caso elas existam, e, na medida do possível, fazer uma reserva para o futuro”, aconselhou.

Os pagamentos

A Comissão Paritária da PLR, que reúne representantes dos trabalhadores e da CSN, decidiu que o valor correspondente ao Programa de Participação nos Resultados referente ao ano de 2017 será pago em duas parcelas, no próximo dia 29 e no dia 30 de agosto. Cada trabalhador com salário até R$ 3,2 mil mensais em dezembro de 2017 receberá 1,5 salário, sendo um em 29 de maio e meio em 30 de agosto, enquanto os que têm salários acima desse valor receberão 90% do salário, sendo 60% em 29 de maio e 30% em 30 de agosto.

Quanto ao turno, o acordo na votação prevê o pagamento de abono de R$ 3.500,00 em duas parcelas, sendo que a primeira, de R$ 2.000,00, já foi paga. A segunda, de R$ 1.500,00, vai sair junto com o pagamento de maio de 2018.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Peão não tem memória..no fim da década de 1980, quando a estatal CSN não pagava o salário em dia, o único mercado que vendia com cheque pra perder de vista (só os ricos possuíam cartão de crédito) era o Celso do Carmo…mesmo assim, tão logo a situação se normalizou com a privatização, a peãozada deu uma banana pro cara, que depois e tudo que fez acabou, vindo a falir…peão é brasileiro; brasileiro é bicho ingrato e sem memória. Os europeus viveram duas guerras aterradoras, mas mesmo assim os pobres de lá tem um padrão de vida (saúde;segurança;educação;oportunidades de crescimento) que nós dificilmente alcançaremos como classe média, só indo lá pra ver e sentir…mas lá eles tem memória, e político corrupto que cai na esparrela, pode se matar porque não arruma mais nada, nem boquinha de assessor..tem algo de muito errado com este país chamado Brasil…

  2. Jeca Tatu Lobato Monteiro

    OK, vamos nos lembrar de todos os comerciantes e políticos que nos ajudaram em nossa luta contra o maldito dono da CSN, também nos lembraremos dos sonos de Postos de Gasolina que aumentaram o valor dos combustiveis nesse período.

Untitled Document