sexta-feira, 14 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Prefeitura de Volta Redonda entrega ajuste fiscal para aprovação na Câmara

Prefeitura de Volta Redonda entrega ajuste fiscal para aprovação na Câmara

Matéria publicada em 14 de julho de 2020, 19:56 horas

 


Documentos apresentam ações para enfrentamento à crise econômica causada pela pandemia da Covid-19 no município

Equipe da prefeitura entrega projetos de adequação econômica na Câmara Municipal
(Foto: Felipe Carvalho – Secom VR)

Volta Redonda – A equipe econômica da Prefeitura de Volta Redonda entregou no final da tarde desta terça-feira, dia 14, na Câmara de Vereadores, parte das propostas do Programa de Ajuste Fiscal do município que precisa da apreciação do poder legislativo para que sejam colocadas em prática. O objetivo é minimizar os impactos da crise financeira causada pela pandemia da Covid-19.

Em apenas dois meses, Volta Redonda teve uma queda de 30% de arrecadação, mais de R$ 22 milhões. Até o final do ano, a estimativa é de que esse valor alcance os R$ 90 milhões. Com base neste estudo, a equipe econômica preparou o Programa de Ajuste Fiscal com objetivo de garantir aos cofres públicos R$ 63 milhões até dezembro de 2020. O documento inclui medidas de incremento à receita e redução de despesas do município.

O prefeito Samuca Silva espera que os vereadores compreendam a urgência em implantar ações que ajudem a minimizar a crise financeira do município. “Somos representantes da população e responsáveis por criar medidas que garantam a continuidade da oferta dos serviços públicos e também a manutenção do pagamento dos salários dos funcionários”, afirmou Samuca.

Os secretários municipais de Fazenda, Fabiano Vieira; de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, André Soares; e de Projetos Especiais e Captação de Recursos, Joselito Magalhães, protocolaram, pessoalmente, três Mensagens e um Ofício no setor de Expediente da Câmara. Depois disso, o grupo foi recebido pelo presidente da Casa, Newton Alves de Faria, e ouviram explicações sobre a importância das medidas para aumentar a receita municipal.

Os documentos tratam da implantação do Programa Especial de Recuperação de Créditos Tributários e não Tributários do Município de Volta Redonda (PERC/VR); da autorização para a realização de reuniões extraordinárias de julgamento pela Junta de Recursos Fiscais (JRF) até 31 de dezembro de 2020; e da concessão de incentivos e benefício para pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU) do exercício de 2020.

Os vereadores também devem avaliar a redução do repasse de duodécimo à Câmara Municipal no percentual de 20%, já que o valor é calculado de acordo com a receita anual prevista para o município. O valor mensal passará de R$ 2.750.000,00 para R$ 2.200.00,00 a partir deste mês e seguirá reduzido até dezembro de 2020.

O secretário municipal de Fazenda, Fabiano Vieira, afirmou que a pandemia da Covid-19, além de provocar a perda de vidas, causou uma devastação econômica. “Precisamos do apoio dos vereadores para que o Programa de Ajuste Fiscal alcance o resultado esperado. As ações para equilibrar as contas municipais são urgentes”, falou.

Fabiano acrescentou que outras ações estão previstas no programa como a redução do tamanho da máquina pública, sem comprometer a qualidade do serviço prestado ao cidadão, de 29 órgãos municipais para, no máximo, 16. E a redução de contratos da administração pública em 25%.

Também haverá redução de 600 cargos comissionados e funções gratificadas; serão dispensados 200 funcionários administrativos contratados por RPA da Secretaria Municipal de Saúde, que não atuam diretamente no combate à Covid-19; e ainda está prevista diminuição de 10% dos empregados regidos pelo regime CLT, para quem optar através de um PDV.

Além disso, a prefeitura já implantou um novo calendário de pagamento dos funcionários, que valerá para os meses de julho e agosto: profissionais da saúde, educação e segurança recebem até o 7º dia útil do mês e o restante vai receber em duas parcelas de 50% do salário cada, uma até o dia 15 e outra até o dia 31 do mês.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Para minimizar as Contas, basta DEMITIR os cargos comissionados do Grande escalão, aí sim vai maximizar as Contas da prefeitura de uma certa forma.

Untitled Document