terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 12:14 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Samuca quer que CSN cumpra o TAC atual

Samuca quer que CSN cumpra o TAC atual

Matéria publicada em 13 de dezembro de 2017, 14:48 horas

 


A siderúrgica atender as exigências ambientais já determinadas é tema de reunião entre prefeito e órgãos ambientais do Estado

Samuca: ‘Extinguimos qualquer tipo de sigilo sobre as informações municipais, a chamada Transparência Ativa’

Samuca: ‘A CSN tem que cumprir suas obrigações ambientais, isso é claro. Mas Volta Redonda também não pode ser prejudicada’

Volta Redonda – O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (Podemos), está empenhado em se encontrar com os órgãos ambientais do estado do Rio de Janeiro, para debater a atual situação da licença de operação da Companhia Siderúrgica Nacional. A empresa terá uma licença provisória, de 180 dias, para continuar funcionando. Enquanto isso, o Instituto Estadual do Ambiente e outros órgãos ambientais irão analisar o cumprimento de 112 cláusulas de um Termo de Ajustamento de Conduta, assinado pela empresa em 2010.

Para o prefeito Samuca Silva, a CSN tem que cumprir o TAC atual e não ser proposto um novo, conforme foi falado.

A CSN é nossa maior empregadora, é importante não só para nosso município, mas para todo o país. Já conversei com o governador Luiz Fernando Pezão, e também com o presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, sobre o assunto. Essa instabilidade é ruim para a empregabilidade de Volta Redonda e para o futuro da cidade –  comentou.

No início de dezembro, a CSN foi notificada pela Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) a fechar a Usina Presidente Vargas em 10 dias. Posteriormente, foi dado, pela Comissão de Estadual de Controle Ambiental (CECA), 180 dias para a empresa, visando um consenso e verificar o cumprimento do TAC.

Samuca destacou que é preciso dar uma solução ao caso logo e que não seja prejudicial à Volta Redonda.

– A CSN tem que cumprir suas obrigações ambientais, isso é claro. Mas Volta Redonda também não pode ser prejudicada. Hoje, nós defendemos que não seja assinado um novo TAC, mas que os órgãos ambientais possam verificar o cumprimento do TAC de 2010, para que a UPV possa continuar operando. Esta instabilidade é muito ruim, tanto para a cidade quanto para a CSN. Daqui a 180 dias estaremos novamente discutindo alternativas. Temos que buscar o diálogo e cobrar o que foi acordado no passado – completou o prefeito.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Prefeito fechou olhos para meio ambiente de nossa cidade!!Faz acordo com Benjamim e com o Pesão!!
    Aliás,quem é o secretário Meio Ambiente???

    A cidade está perdida de tanto pó da Coqueria e Sinterização!!
    É o Prefeito Marqueteiro de olhos fechados ou é cego??

  2. O Alcaide está na razão, quem acha que a solução para acabar com chulé é cortar a perna quer que VR volte a ser uma roça, inevitável sem. CSN
    A CSN precisa cumprir o TAC e até onde li, está praticamente concluído, pegando em detalhes que ela se propõe a buscar solução,,,,,,o q mais? Realmente, alguns espertos tomando as beiradas do Paraíba e não fazem NADA,,,,,,,politicagem xiita

  3. SBM paga inicial de 3 mil reais imaginem um técnico em enfermagem da PMVR que trabalha nas UPPAs rala muito e recebe a smola de 937 reais por mês. Acreditem isso é uma vergonha para Volta Redonda e esse Samuca que veio com o discurso que é diferente do Neto e sua turma mas não vejo sentindo diferença alguma.

  4. A CSN PRECISA INVESTIR NA CIDADE DE VOLTA REDONDA , DESPOLUINDO O RIO PARAÍBA E PARQUE AMBIENTAL JÁ!

  5. Pergunta ao Samuca que dia chega às empresas do Catar…. Esse prefake almofadinha…. blá blá blá…..

  6. Chamaram a SBM de museu, foi toda reformada, e agora é Arcelor Mital, com salários de piso na média de R$ 3.000,00, hora extra 100% e muito mais. Fábrica nova, toda limpinha. Morram invejosos.

    • SBM melhorou um pouco, mas para mim que conheço quase todas as usinas siderúrgicas do país e até algumas do exterior, continua merecendo o apelido de museu, o salário do piso talvez tenha melhorado um pouco, mas longe da média de 3000 reais, no grupo Arcelor o salário e os benefícios era muito bons, depois que se tornou Arcelor Mital houve uma queda nos benefícos, como a SBM não chegou a fazer parte do grupo Arcelor e sim do Arcelor Mital, seus salários não superam em muito a média, se é que superam. Boa sorte aí na SBM, tem muita gente competente aí.

  7. Até parece, o Beijamim falou que iria vender ativos para pagar a dívida da CSN, vendeu? Ele cercou as terras da CSN todas e a Cicuta, o MPF mandou abrir a Cicuta, ele abriu? Os arregados em Brasília o respaldam. Se o senhor prefeito quiser que cumpram algo, vai ter que jogar duro com ele, nem a justiça ele obedece. E agora com a nova lei trabalhista, vai tratar peão igual escravo, pois quem procurar a justiça vai ter que indenizar ele, já era, viramos Cuba e Venezuela, vamos trabalhar e dar 3/4 dos rendimentos ao governo para agradar a base aliada. Triste fim para os cidadãos.

  8. Os órgãos fiscalizadores fingem que fiscalizam. As empresas, a maioria, fingem cumprir a legislação ambiental. A população, também a maioria dela, se lixa para questões ambientais, ou faz apenas discursos politicamente corretos (se assim não fosse não veríamos as ruas de nossas cidades sujas com lixo e entulhos como vemos, apenas pra exemplificar) e a vida segue. Ainda estamos engatinhando nesse quesito meio ambiente.

    • Concordo, até porque se as fiscalizações fossem feitas mesmo junto a secretária de meio ambiente, não veríamos tantas casas a beira do Paraíba jorrando dejetos e produtos químicos no mesmo e nem casas sendo construídos nos barrancos do morros como acontece lá no Santo Agostinho e Vila Americana.. A invasão é tanta que já até fizeram ruas entre o mato.. E não se vê órgãos para verificar tudo isso.. Nem o secretário de meio ambiente faz nada parece figura decorativa…Não é uma questão fácil de se resolver, porém também não se vê uma iniciativa se quer para isso.

    • Falou pouco…mas explicou muito….

Untitled Document