quarta-feira, 20 de outubro de 2021 - 06:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Unimed-VR obtém melhor resultado financeiro dos últimos cinco anos

Unimed-VR obtém melhor resultado financeiro dos últimos cinco anos

Matéria publicada em 1 de abril de 2017, 11:38 horas

 


Presidente da cooperativa enfatiza gestão profissional, participativa e transparente

Presidente da Unimed- Luiz Coimbra- (7)

Destaque: Luiz Paulo Tostes está no ranking dos 100 homens mais influentes da saúde 2017
(Foto: Franciele Bueno)

Volta Redonda- A Unimed Volta Redonda conquistou o melhor resultado dos últimos cinco anos com saldo positivo, indo na contramão da crise financeira vivenciada no Brasil em 2016. A cooperativa encerrou o exercício do ano anterior com resultado financeiro de R$ 16.391.152, atendendo também às provisões técnicas e obrigatórias frente à ANS, contingências jurídicas/ fiscais e capital social.
De acordo com o presidente da Unimed Volta Redonda, médico Luiz Paulo Tostes Coimbra, o resultado adquirido se deve ao trabalho que vem sendo executado na cooperativa ao longo do tempo, como por exemplo, a criação do Pró Vida, que completa 10 anos. O presidente destacou ainda que a cooperativa se direciona sempre ao futuro com planejamento, diálogo junto aos cooperados (médicos) e clientes, garantindo a grande missão da Unimed: o de cuidar das pessoas.
– Ao longo do tempo nós começamos a nos direcionar ao futuro com planejamento em gestão profissional, participativa e transparente. Há um tempo começamos a construir o Pró Vida, que completa 10 anos, o primeiro serviço próprio da cooperativa, que é uma unidade de Atenção à Saúde que acompanha os pacientes proporcionando qualidade de vida e promoção de hábitos saudáveis, prestando assistência e cuidado. Dentro dessa gestão nós fizemos uma ampla reflexão interna ouvindo os clientes, cooperados (médicos), funcionários, fornecedores e construímos as ações e os planejamentos com a opinião de toda a equipe. Resumimos alguns princípios que nos chamamos do “jeito Unimed de cuidar das pessoas”, avaliamos e resumimos esse compromisso, nossa grande missão que foi traduzida em três palavras: gentileza, respeito e competência – disse.
Através da gestão profissional que vem sendo proferida criou-se a condição financeira para a criação do Hospital da Unimed, que atualmente é uma instituição muito forte dentro da cooperativa, na visão do presidente Luiz Coimbra. Segundo o presidente, o investimento técnico e operacional, além da profissionalização das pessoas foi determinante para o sucesso do hospital, inaugurado em outubro de 2010. Atualmente, a Unimed Volta Redonda conta com 459 cooperados (médicos).
– A partir dos bons resultados que foram possíveis através da competência técnica, vimos a importância da criação de um hospital, que atualmente é uma instituição muito forte e com sucesso, porque nós investimos nas pessoas, na formação das equipes e isso foi determinante para o sucesso. O hospital com cinco anos de existência, já estava consolidado. Em 2015 e 2016 foram os anos de bons resultados, mas apesar dos resultados, continuamos mantendo com rigor a gestão hospitalar que é contínua – comentou, acrescentando que nessa construção de bons resultados existe a participação da Fundação Dom Cabral, que presta assessoria há quase sete anos a cooperativa.
Com os resultados obtidos nos últimos anos, o médico Luiz Paulo Tostes Coimbra, destacou que em 2017 o resultado tende a ser excepcional.
– Tivemos em 2015 um bom resultado, um ótimo em 2016 e em 2017 teremos um resultado excepcional – frisou, o presidente.
O segredo do sucesso na visão de Coimbra é uma gestão profissionalizada, transparente e compartilhada com as pessoas. Ele comentou que a cooperativa não desconhece a crise econômica, mas procura construir eficiência profissional a cada dia para esquiva-se das dificuldades financeiras.
– Os pontos que merecem destaque para a construção da estabilidade que possuímos atualmente é primeiro investir nas pessoas, no ponto de vista do equilíbrio técnico e emocional e se preocupar com a profissionalização da gestão profissionalizada, transparente e compartilhada com as pessoas. Não desconhecemos à crise, mas nós procuramos construir eficiência profissional a casa dia – destacou, acrescentando que ele, assim como os demais diretores, conquistaram a certificação do Instituto Brasileiro de Governança Cooperativa (IBGC).

Prêmio Revista Healthcare Management

O presidente da Unimed Volta Redonda, médico Luiz Paulo Tostes Coimbra, está entre os 100 homens mais influentes da saúde 2017, segundo o ranking da Revista Healthcare Management, do Grupo Mídia – o prêmio é considerado o Oscar da Saúde- e a entrega será no dia 18 de maio (quinta-feira), no Salão Nobre Esporte Clube Sírio, em São Paulo (SP). É a primeira vez que o médico foi destacado pela revista. Para Luiz Coimbra, que está em exercício na cooperativa há 15 anos, a premiação conceituada o deixou lisonjeado e ele acredita que entrou no ranking devido aos bons resultados obtidos na gestão Unimed Volta Redonda, que de acordo com Coimbra é protagonista em uma série de ações, e isso vem atraindo outras instituições.
– Os excelentes resultados que temos conquistado têm ultrapassado Volta Redonda, outras Unimeds e outras instituições têm nos procurado para visitas com o objetivo de conhecer alguns aspectos em que somos protagonistas. Por outro lado fiquei anos como diretor da Central Nacional, onde também construir um bom relacionamento e penso que esses fatores levaram ao ranking da revista. Fiquei muito lisonjeado e a única maneira que tenho de comemorar a conquista é compartilhar com a minha família e toda a equipe da cooperativa, que são a base no qual conseguimos chegar a um prêmio conceituado. Sou apenas um representante dessa equipe que é a base da minha história – finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

17 comentários

  1. Em resposta ao comentário, de que Barra Mansa não possui autonomia econômica, para atrair investimentos para um novo hospital e um shopping. Precisamos entender o real pensamento das figuras que tem o poder na cidade. Vamos por partes, primeiro o caso do hospital: existe na cidade dois grupos de médicos, cada um defendendo seus interesses em relação a unidade hospitalar, onde os mesmos garantem exclusividade de trabalho e consequentemente uma excelente renda. Não querendo assim, um novo concorrente. Quem perde é a população local e das cidades vizinhas, pois ficam com uma opção a menos, já que os serviços médicos prestados na cidade atraem pessoas de toda a região, bem como o de médicos interessados nessa demanda.Portanto, há dinheiro circulando nesse setor na cidade.
    Já o segundo, sobre o tão falado shopping que a cidade não possui, vejamos: a linha de pensamento é a mesma, pois o empresariado do comércio e proprietários de imóveis comerciais sempre foram defensores dos seus interesses, não permitindo acesso a áreas e dificultando a entrada de tais estabelecimentos na cidade, já que o comércio do centro atrai consumidores de vários municípios dá região.
    O que falta nas análises sobre BM, é enxergar o grande número de trabalhadores da cidade que prestam seus serviços à empresas instaladas nos municípios vizinhos, fato esse já exposto por vários diretores de empresas dá região das agulhas negras, que com dificuldade de encontrar profissionais, as mesmas buscam recrutar aqui. Já pararam pra pensar, o quanto de recursos os trabalhadores residentes em BM, captam nas cidades vizinhas? Inclusive em VR
    Para concluirmos: é preciso enxergarmos os fatos de uma maneira não preconceituosa, igualmente como Alexandre “O Grande” o fez ao deparar-se com o “famoso” Nó de Gordio, quando o disseram sobre a impossibilidade de desatar o Nó, daí o sábio Alexandre resolveu a questão com golpe de espada, partindo o tal nó.
    É assim, enxergar de forma diferente, daí encontraremos novas oportunidades.

    • E verdade principalmente o gasto que o povo de bm da a volta redonda , na saude pois em bm não tem assistência e todos vem buscar aqui em volta redonda gerando gastos e todos os trabalhadores que ganham seus salários aqui e vão gastar em sua cidade de moradia bm vc disse a pura verdade bm cidade falida e sem estrutura total administração péssima gerando o caos , nao tem saúde, nao tem emprego , nao tem segurança, nao tem educação , ainda pra completar tem um monumento na entrada da cidade enorme pra mostra a grandesa da cidade um grande viaduto que começou e nao foi terminado , belo cartão postal como a rodovia do contorno .

  2. Tambem vai concorrer com eles mesmos so tem esse hospital na região, assim fica fácil kkkkkkkk

  3. “resumimos esse compromisso, nossa grande missão que foi traduzida em três palavras: gentileza, respeito e competência – disse.”
    Desculpe mas esta semana três palavras não estão presentes na área de exames dia hospital Unimed. Total falta de respeito por parte de todos, inclusive da ouvidoria que até hoje não retornou a minha reclamação e isso já faz mais de um mês!!!!

  4. Barra Mansa merecia uma Unimed mais atuante na cidade, pois é a única das grandes da região que não tem hospital. Oportunidade para isso tem, e está no bairro Ano Bom (antigo hospital menino Jesus), totalmente abandonado e que poderia gerar muitos empregos e impostos ao município.

    • Barra Mansa não tem autonomia econômica para manter um hospital desse porte. Pelo mesmo motivo, nenhum empreendedor se arriscou a construir um shopping na cidade, apesar de mais populosa que Resende.

    • Barra Mansa tem um excelente hospital chamado Santa Maria! E para a pobrada uma Santa Casa gigante! Já está pra lá de bom!

  5. Uma máquina de fazer cesárea, se quiser parto normal tem que pagar por fora do convenio…

  6. Só precisa reverter isso para os usuários do plano. Na emergência é pior do que hospital público na marcação de consultas os melhores médicos só abre agenda uma vez por semana e agenda on só propaganda enganosa.

  7. Tambem so tem a unimed de hospital em volta redonda , queria ver se o hospital , sao José e hospital santa margarida estivesse funcionando se o faturamento deles seria assim , duvido , é por isso que eles insistem em manter esses hospitais fechados pois é de grande interesse que o povo .gado. Tenha somente eles na região como referência , ai e fácil encher o bolso , e igual fechar todos os postos de gasolina e deixar só um com autorização pra funcionar , nao vai ter espaço no bolso do dono pra tanto dinheiro , até cego encherga o que acontece em volta redonda , duvido se esses dois hospitais voltassem a funcionar a unimed quebra em 3 meses , pois la tinha planos com preços mais acessíveis ao povo mas como aqui o rabo balança o cachorro nada é de surpreender .pois quem paga mais mantém o monopólio sempre funcionou assim . e o povo o…………………….ja sabe né.

  8. Sem não for a número UM do Brasil, com certeza é uma das melhores. Muito bem administrada, por isso está dessa forma. Hospital modelo do BRASIL. PARABÉNS a todos, DO PRESIDENTE AO MAIS SIMPLES FUNCIONÁRIO.

  9. Aprende Unimed Barra Mansa!!!!

  10. Meus parabéns ao presidente, homem visionário que edificou não apenas uma empresa vencedora, mas revolucionou a relação entre usuários e prestadores de serviço.

Untitled Document