sábado, 15 de maio de 2021 - 20:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Volta Redonda: Cadastro Habitacional selecionará famílias para condomínio

Volta Redonda: Cadastro Habitacional selecionará famílias para condomínio

Matéria publicada em 13 de abril de 2017, 20:14 horas

 


Interessados devem ficar atentas ao prazo do cadastro, que vai até 19 de maio; residencial fica no Jardim Cidade do Aço

‘Minha Casa, Minha Vida’: Residencial Jardim Cidade do Aço reúne 96 apartamentos e tem previsão de entrega em julho deste ano (Foto: Geraldo Gonçalves/ASCOM PMVR)

‘Minha Casa, Minha Vida’: Residencial Jardim Cidade do Aço reúne 96 apartamentos e tem previsão de entrega em julho deste ano (Foto: Geraldo Gonçalves/ASCOM PMVR)

Volta Redonda – Cerca de 500 pessoas estiveram na sede da subprefeitura, no Retiro e na Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária), no bairro Nossa Senhora das Graças, nesta quinta-feira, 13, para preencher o Cadastro Habitacional, lançado pela prefeitura. O intuito, além de contabilizar o déficit habitacional do município, é utilizar o cadastro para seleção de famílias para conjunto habitacionais do programa federal ‘Minha Casa, Minha Vida’. O primeiro empreendimento será o Residencial Jardim Cidade do Aço, que reúne 96 apartamentos e tem previsão de entrega em julho deste ano.

Embora o cadastro esteja aberto para toda a população, o Residencial Jardim Cidade do Aço atenderá exclusivamente às famílias que se enquadram na faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida, com renda até R$1.800,00, com parcelamento em 120 meses.

– Estamos atentos a esse cadastramento para que não ocorra nenhuma injustiça.

Queremos que os beneficiados sejam, de fato, os que necessitam -ressaltou o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PV).

Outros critérios prioritários também serão observados, como as condições de enquadramento e critérios nacionais de priorização e, ainda, três critérios adicionais adotados pelo ente público.

Neste primeiro momento, portanto, o cadastramento servirá para atender à seleção para o Residencial Jardim Cidade do Aço, empreendimento da Faixa 1.

O vice-prefeito e secretário municipal de Ação Comunitária, Maycon Abrantes, falou sobre a importância deste cadastramento que deve ser feito por todas as famílias que desejam adquirir um imóvel no município.

– O cadastro geral vai servir para que a gente consiga num período de médio a longo prazo fazer algumas parcerias, buscar recursos pra fazer investimentos em habitação para a população de Volta Redonda – disse.

Maycon afirmou também que buscará parcerias com outras construtoras da cidade que queiram investir em imóveis populares.

– Num segundo momento, nós vamos buscar, através do governo federal, algumas outras construtoras da cidade que queiram investir em imóveis populares em Volta Redonda. Com o cadastro habitacional vamos conseguir, com os dados em mãos, atrair investidores para a nossa cidade e investimentos do governo federal baseados nestes dados que nós começamos a levantar esta semana – acrescentou.

Esses investimentos podem ajudar pessoas como Lourraine Fabiana Caldeira, de 34 anos, solteira, auxiliar de serviços gerais e que, no momento, está desempregada. Ela é mãe de filhos com idades que variam entre seis e 16 anos.

– Eu estou no seguro-desemprego e faltam quatro meses para acabar. Eu pago R$450,00 de aluguel e vivo de lá pra cá em busca de um lugar para os meus filhos. Não sei como vou fazer depois disso. A esperança é mesmo conseguir um imóvel pelo programa, pois sei que estou dentro do perfil exigido – disse.

O cadastro pode ser feito de três maneiras: através do site da prefeitura (www.portalvr.com/cohab); na sede da subprefeitura, no Retiro ou na sede da Smac, no bairro Nossa Senhora das Graças e termina dia 19 de maio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

9 comentários

  1. Avatar

    Espero que dessa vez deus possa me abençoar pois estou precisando muito estou desempregada pago 400 reais de aluguel e com d2 criancas pequenas se eu ganhar para mim será um grande presente

  2. Avatar

    Tomara que deus possa me abençoar que dessa vez eu consiga o meu pois tenho duas criancas estou desempregada estou precisando muito pois para mim seria um presente

  3. Avatar

    A prefeitura deveria firmar convenios para construir casas e não mais apartamentos, já que foi constatado que diversas pessoas não se adaptaram ao modelo. Fazer uma escolha minunciosa das famílias sorteadas porque basta dar uma olhada no Facebook ou OLX e ver muitas pessoas vendendo os apartamentos e quem realmente precisa, continua pagando aluguel. Abra os Olhos Cohab!!,

  4. Avatar

    Tem uma que ganhou um apartamento no bairro Roma e ainda pegou o apartamento do próprio pai que mora numa casa caindo aos pedaços aproveitou que o coroa e idoso analfabeto e fez isso Ja faz dois anos que Denunciei a canalha e ninguém fez nada

  5. Avatar

    Não adianta fazer uma pancada de prédios e largar na mao do trafico.

  6. Avatar

    Fala serio tem pessoas vendendo esses apartamentos não tem controle tem pessoas que realmente precisa fica pagando aluguel mais é brasil né já viu bagunça tem pessoas que não precisam nem de bolsa familia e pega.. Gente vamos investigar esses cadastros .

  7. Avatar

    a prefeitura tinha que fazer uma investigaçao nesses condominios.muitas pessoas que foram contempladas com esses apartamentos os venderam por uma mixaria ou alugaram.a prefeitura tinha que investigar isso e pegar esses apartamentos de volta e dar para quem realmente precisa.a prefeitura esta sabendo disso a muito tempo,se nao investiga e porque algum polico esta envolvido ja que estao dando o apartamento para quem nao precisa.

  8. Avatar

    Acho que tinha que ser feito nesse cadastro uma seleção de todos os familiares… tipo pra ver quem é criminoso, impedir entrada… pra não acontecer como acontece nos outros, cheio de bandido morando com gente de bem.

  9. Avatar

    Esse residencial do Cidade do Aço é o que está quase pronto há muito tempo e os políticos de V. Redonda nunca explicaram o motivo da demora. O prefeito no mandato anterior, vereadores e deputados daqui não dão a menor satisfação sobre como se gasta o dinheiro do povo em obras que não são entregues e ficam deteriorando a exemplo do que acontece com a Rodovia do Contorno e o Hospital Regional. Todos aparecem quando a obras estão em andamento e somem ou põem a culpa nos outros quando tudo para.

Untitled Document