;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 08:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Volta Redonda homologa licitação para comprar de ônibus elétricos

Volta Redonda homologa licitação para comprar de ônibus elétricos

Matéria publicada em 1 de março de 2018, 19:33 horas

 


 Ônibus elétricos vão transportar pessoas e fomentar o comércio na cidade

Ônibus elétricos vão transportar pessoas e fomentar o comércio na cidade


Volta Redonda – 
A homologação da licitação da compra dos ônibus elétricos foi feita nesta quinta-feira (1º), pela Central Geral de Compras (CGC) da prefeitura de Volta Redonda. A prefeitura confirmou que “por enquanto” não divulgará os valores da negociação.

Por meio de pregão eletrônico, a tomada de preço tem a validade de 12 meses. Porém, segundo informações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), os veículos devem chegar ainda neste primeiro semestre para iniciar a segunda etapa do projeto Tarifa Comercial Zero.

Segundo Eli Alves, gestor do CGC, foi solicitada a compra de três ônibus elétricos. No edital, além de que os ônibus sejam elétricos, a prefeitura exigiu uma garantia de 20 anos ao município.

“É um patrimônio ecologicamente correto, com baixo custo de manutenção de pneus e de energia elétrica. Isso não tem nem comparação aos veículos que utilizam combustíveis fósseis. O projeto ‘Tarifa Comercial Zero’ vai beneficiar a economia da cidade, já que vai circular nos principais centros comerciais da cidade (Vila Santa Cecília, Aterrado, Retiro e Avenida Amaral Peixoto)”, comentou o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

Quando o projeto estiver com três ônibus elétricos, o tempo de espera dos passageiros nos pontos será dentre 20 e 25 minutos.

O veículo conta com wifi, ar-condicionado, carregador de celular e velocímetro exposto ao passageiro. Na primeira etapa do ‘Tarifa Comercial Zero’, o percurso tinha de 12 quilômetros e a autonomia da bateria do ônibus elétrico é de 400 quilômetros.

Com o projeto, a prefeitura pretende melhorar a experiência em mobilidade urbana dos passageiros com a cidade de Volta Redonda. “Queremos que a população deixe o carro em casa para vir aos centros comerciais de ônibus elétrico. Será bom para o meio ambiente, bom para a economia e bom para a população. Estamos dando esse exemplo antes de outras modificações no trânsito”, finalizou Samuca Silva.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Samuca sem alarde e populismo esta fazendo uma excelente gestão. Já comprou 2 hospitais, esta investindo em mobilidade urbana, aquisição do Escritório Central. Quero ver se vai implementar a rede cicloviária ou vai ficar somente na promessa. Vai deixar um legado na cidade melhor que o Neto que só fazia shows e inaugurou réplica de tocha olímpica e estátua de nadador de tanga.

  2. Avatar

    Valeu por essa boa notícia, irei mais vezes em Volta Redonda fazer compras, assim como fui no final do ano passado e fiz uso do tarifa zero, ótima iniciativa que agora liga os bairros comerciais, que são distantes, com esses ônibus, podendo os clientes fazerem um percusso entre uma loja e outra, sem ter de percorrer longas distâncias, como sair da Vila e ir até o Aterrado ou a avenida Amaral Peixoto.

  3. Avatar

    Quem não deve estar satisfeito com essa compra são as empresas, Sul Fluminense, Elite, Agulhas Negras e outras menos votadas. Vão ter queda de passageiros. Quanto a nós os usuários, vamos ter um ótimo transporte e de graça.

Untitled Document