quinta-feira, 2 de dezembro de 2021 - 16:46 h

TEMPO REAL

 

Capa / Educação / Sala Virtual do MEP tem participação de Gilberto Gil e cientista do CBPF

Sala Virtual do MEP tem participação de Gilberto Gil e cientista do CBPF

Matéria publicada em 19 de agosto de 2021, 11:19 horas

 


Foto aula virtual do MEP – Divulgação MEP.

Volta Redonda- A aula virtual do Pré-Vestibular Cidadão (PVC), realizada ontem, quarta-feira pelo MEP(Movimento Ética na Política), encantou os alunos e professores com a participação de artista e cientista na aula online.

Com o tema “Arte e Ciência: Diálogo entre física e música”, oferecido pela Rede de Ciência Arte, a aula contou a participação do Professor José Abdala Helayel Neto, que é físico e cientista do CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas), além de dirigente do Pré-Vestibular Ciência e Cidadania(PVCC) em Petrópolis e voluntário no MEP desde 2004. Quem também participou foi o cantor Gilberto Gil, Embaixador da Cultura e ex-ministro da Cultura, sendo ambos os astros da ‘noite de troca de conhecimentos deste evento que foi mediado por pesquisadoras da UERJ e Fiocruz.

A live aberta foi transmitida no canal da rede – https://www.youtube.com/watch?v=cG4wWLWhmMA, ao vivo agradou mais de 500 pessoas, hoje com mais de 2 mil acessos, dada potencia dos personagens.

Gilberto Gil, na sua fala suave e instigante reportou a sua infância, e seu encanto no querer saber das coisas. “O modo de verbalizar na minha pequena capacidade falar, algo vindo lá na minha infância já me instigava, a saber, das tecnologias. O conhecimento nos impulsiona, nos permite voar sobre os abismos, sem nos despedaçarmos”, disse o cantor em dos momentos de sua fala.

A magia, da fala provocou reações importantes. Na finalização deixou claro também que as distribuições de conhecimentos e das riquezas são importantíssimas.

Helayel, físico e também amante da música, na serenidade e firmeza, em perfeita ‘vibração’ com Gil, na sua fala pinçou vários ‘quantos’, referindo-se a música ‘Quanta’, do Gil. “Há uma sincronia entre a arte, a música e a física, caminham juntas. A arte é irmã da ciência. O compartilhamento do conhecimento é urgente no Brasil. A nação é a cultura, na diversidade ética e cultural quem faz isto são os artistas os professores, e não as armas”, ressaltou o cientista Helayel na finalização.

Nas falas dos dois fenômenos dos saberes, ficou clara a importância da busca, do mistério, da utopia, do sonho, e que devem permanecer na eterna coincidência da vida.

Elogios dos estudantes

Os estudantes do MEP elogiaram a articulação do MEP.

“Foi muito bom assistir essa live. Vou até rever depois para pegar alguns pontos que perdi por conta da Net”, disse o estudante Elinton.

“Realmente foi muito produtivo. Como músico que sou, me identifiquei muito com o depoimento de ambos. Sensacional”, concluiu o estudante Alberto.

“Um prazer ter contemplado as palavras de Gil e Helayel. Roda de conversa sábia e repleta de conhecimento a ser absorvido. Muito bom” destacou a estudante Tainá.

“Estava em outra aula, corri e consegui assistir. Achei incrível a fala dos dois. Eu amo a música, e interligação feita com a física e a música foi fantástica”, concluiu a estudante Ana.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Nós temos, hoje, 1,3 milhão de crianças com deficiência que estudam nas escolas públicas. Desse total, 12% têm um grau de deficiência que é impossível a convivência”, assegurou o ministro da educação.

    Essa afirmação foi a maneira de Ribeiro “explicar” a declaração polêmica anterior, na qual disse que crianças com deficiência nas salas de aula atrapalham o aprendizado de outros estudantes.

    Me lembra a Magda , abre a boca e só sai …

  2. Afinal, quem financia esse MEP ?

  3. Lembrando a infância

    Gilberto Gil de barba me lembrou o tio Barnabé do sítio do pica-pau amarelo.

Untitled Document