>
quarta-feira, 6 de julho de 2022 - 22:07 h

TEMPO REAL

 

Capa / Educação / Secretaria de Educação de Barra Mansa inicia repasse dos recursos do Programa Escola Legal

Secretaria de Educação de Barra Mansa inicia repasse dos recursos do Programa Escola Legal

Matéria publicada em 24 de maio de 2022, 16:49 horas

 


Descentralização dos valores garante a realização de pequenas intervenções nas escolas da rede municipal

Segundo o secretário da Pasta, Marcus Barros, os valores são repassados às escolas com vistas à realização de pequenas intervenções, de forma ágil e célere -Foto: Chico de Assis(PMBM).

Barra Mansa- A Secretaria de Educação de Barra Mansa iniciou neste mês de maio o repasse dos recursos do Programa Escola Legal para as 69 unidades de ensino que compõem a rede municipal. Ao total R$1.335 milhão, serão descentralizados.

Conforme explicou o secretário da Pasta, Marcus Barros, os valores são repassados às escolas com vistas à realização de pequenas intervenções, de forma ágil e célere. “Em 2020, a Secretaria adotou uma ferramenta de diagnóstico de infraestrutura como forma de mensurar os indicadores de prioridades nas escolas. Dessa maneira, conseguimos detectar os pontos prioritários de investimentos nas unidades”, pontuou.

O secretário relatou ainda que mediante o plano de ação traçado pelos gestores e apoiados pelos Agentes de Acompanhamento da Gestão Escolar – AAGEs.(metodologia utilizada através da parceria com a SEEDUC/RJ) é possível combater os problemas estruturais de pequeno porte partindo sempre das intervenções nas salas de aula para outros ambientes da escola. “O diagnóstico descreve não somente as medidas a serem realizadas para solucionar os problemas apontados, mas também àqueles que dizem respeito à organização da gestão escolar e as grandes intervenções que estão sobre a responsabilidade da Secretaria. Nossa meta é reduzir o distanciamento de equiparação entre as escolas, criando unidades mais homogêneas tanto nas áreas rurais quanto nas áreas urbanas”.

A aplicação dos recursos é definida pelo Conselho Escolar, que autoriza, aprova a execução dos serviços, acompanha e fiscaliza a prestação de contas. A sistemática segue as premissas do Programa Dinheiro Direto na Escola do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

COTA ANUAL – Os valores do Programa Escola Legal são repassados anualmente às contas das unidades. Porém, visando atender as situações de emergência, a Secretaria de Educação, por meio do Executivo, planeja enviar nos próximos meses mensagem à Câmara de Vereadores solicitando alterações na lei 3.484/04.

A intenção é acrescentar à lei a possibilidade de liberação de cotas emergenciais, conforme a necessidade apresentada no decorrer do ano letivo pelos gestores das escolas.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Queria saber pq demoram tanto pra repassar verbas q ja vem destinadas pra issi…onde enfiam esse dinheiro????Deviam ter vergonha de entregar material para os alunos praticamente em junho…faltam professores, falta tdo nessas escolas de bm.educaçao nota 0.país de m.

Untitled Document