domingo, 20 de setembro de 2020 - 10:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Atlético-GO atropela o Flamengo que sofre a segunda derrota no Brasileirão

Atlético-GO atropela o Flamengo que sofre a segunda derrota no Brasileirão

Matéria publicada em 12 de agosto de 2020, 22:56 horas

 


Foto: Alexandre Vidal

Goiânia, GO – Para quem esperava uma goleada do Flamengo na noite desta quarta-feira, se enganou. O time carioca fez mais uma partida apática, não conseguiu se encontrar em campo e acabou sendo superado pelo Atlético Goianiense pelo placar de 3 a 0, no Estádio Olímpico, em Goiânia, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.
O Flamengo acumula sua segunda derrota no Brasileirão, já que perdeu na estreia, em pleno Maracanã, por 1 a 0, para o Atlético Mineiro, que hoje aparece como o grande favorito ao título. Uma derrota contundente e inesperada, que pressiona o técnico espanhol Domènec Torrent que tem a dura missão de substituir o português Jorge Jesus no atual campeão brasileiro.
O Atlético, por outro lado, fez sua estreia, após ter a partida diante do Corinthians adiada. O time precisou travar uma batalha com a CBF para poder escalar o que tem de melhor em campo. Seis jogadores deram positivo para coronavírus, mas o clube conseguiu a liberação de quatro deles por já terem cumprindo a quarentena e estarem sem potencial de passar o vírus para outra pessoa. Por outro lado, Brandão e Matheusinho ficaram de fora devido aos protocolos.
O primeiro tempo foi novamente de um Flamengo sem sintonia. O clube rubro-negro deu espaço para o Atlético criar e ainda foi pouco produtivo ao ataque, algo que praticamente nunca foi visto sob o comando de Jorge Jesus. O fato é que a equipe não se encontrou em campo e foi completamente dominada pelo adversário
A superioridade transformou em gol aos 15 minutos. Ferrareis recebeu pela esquerda, invadiu a área e deu para Hyuri empurrar para o fundo nas redes. O segundo foi uma pintura. Aos 31, Jorginho passou como quis por Vitinho e acabou batendo de chapa para surpreender o goleiro Diego Alves.
A situação do Flamengo poderia ser ainda pior. Gustavo Ferrareis chegou a fazer o terceiro, mas o árbitro consultou o VAR e o lance acabou sendo anulado.
Pelo lado da equipe carioca, apenas uma chance de perigo, esta dos pés de Gabigol. De frente para o gol, o artilheiro chutou a bola para a linha de fundo.
Domènec Torrent foi obrigado a mexer no segundo tempo. Ele voltou Rodrigo Caio para o miolo da defesa e colocou Rafinha na vaga de Gustavo Henrique. Pedro foi a aposta na vaga de Vitinho. A primeira boa chance, porém, foi de Gabigol. Ele recebeu em velocidade de Bruno Henrique e chutou para defesa de Jean.
Mas foi o Atlético que chegou ao gol. Aos 15 minutos, em mais uma boa trama do clube goiano, Gustavo Ferrareis recebeu, cortou para o meia e, do meio da rua, chutou no ângulo.
O Flamengo acabou perdendo a cabeça e ficou sem Diego Alves, expulso, após agressão em Matheus Vargas. Mesmo assim, conseguiu chegar uma última vez com Bruno Henrique, que só enalteceu o jogo realizado por Jean, que fez mais uma grande defesa.
Na próxima rodada, o Flamengo visita o Coritiba no sábado, às 19h30, no Couto Pereira, em Curitiba. No domingo, às 19h, o Atlético recebe o Sport no Olímpico, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 3 X 0 FLAMENGO
ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu (Moacir), Éder, Gilvan e Nicolas; Edson, Marlon Freitas, Everton Felipe, Jorginho (Willian Maranhão) e Gustavo Ferrareis (Chico); Hyuri (Matheus Vargas). Técnico: Vagner Mancini.
FLAMENGO – Diego Alves; Rodrigo Caio, Gustavo Henrique (Rafinha), Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro (Arrascaeta); Vitinho (Pedro), Gabriel (Cesar) e Bruno Henrique. Técnico: Domènec Torrent.
GOLS – Hyuri, aos 15, e Jorginho, aos 31 minutos do primeiro tempo. Gustavo Ferrareis, aos 15 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (SP).
CARTÕES AMARELOS – Edson e Rafinha.
CARTÃO VERMELHO – Diego Alves.
LOCAL – Estádio Olímpico, em Goiânia (GO).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Time de marrentos, daqui por diante vai ser só desespero aí eu falo mengo é outro patamar kkkkkkk

Untitled Document