segunda-feira, 6 de dezembro de 2021 - 18:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Atlético-GO supera Botafogo e impede rebaixamento antecipado

Atlético-GO supera Botafogo e impede rebaixamento antecipado

Matéria publicada em 16 de novembro de 2017, 22:58 horas

 


Rio – Mesmo na lanterna do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO segue com chance matemática de se livrar da degola. Os goianos venceram por 2 a 1 o Botafogo, nesta quinta-feira, no estádio Nilton Santos. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 33 pontos e ainda sonham com a permanência na Série A. Já os alvinegros seguem com 51, dentro da zona de classificação para a Libertadores, mas longe do G-4.

Mais uma vez, o Botafogo não teve boa atuação em casa e viu o Atlético-GO abrir o placar, com Jorginho. Os donos da casa ainda conseguiram empatar antes do intervalo, com João Paulo. Só que na etapa final, os goianos chegaram a vitória com Luiz Fernando.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o São Paulo, no domingo, na capital paulista. Já o Atlético-GO vai buscar a terceira vitória seguida, contra a Chapecoense, em Goiânia.

O jogo – O Atlético-GO, com a necessidade do resultado para não ser rebaixado, começou a partida em busca do ataque e surpreendeu o Botafogo. Tanto que os goianos tiveram um gol anulado antes de criarem a primeira chance do jogo, aos 12 minutos. Após bola levantada na área, Luiz Fernando apareceu atrás da zaga e cabeceou sem ângulo, mas com perigo.

O lance fez o Botafogo acordar e equilibrar o jogo. Os alvinegros quase abriram o placar aos 18 minutos. Após falta cobrada na área, Igor Rabello se antecipou a Klever e cabeceou próximo ao gol goiano. A resposta dos visitantes veio três minutos depois, com Jorginho, que cabeceou por cima do travessão.

Os donos da casa passaram a pressionar mais e criaram algumas boas chances de marcar. Aos 31 minutos, Bruno Silva foi lançado na área, mas cabeceou por cima do travessão. Cinco minutos depois, foi a vez de Arnaldo chutar da entrada da área e parar em grande defesa do goleiro Klever.

Só que o Atlético-GO aproveitou os espaços para abrir o placar aos 40 minutos. Jorginho recebeu na entrada da área, passou por Igor Rabello e chutou sem chance para Gatito Fernández.

A torcida, que já estava impaciente, começou a esboçar vaias no Nilton Santos. No entanto, os torcedores logo ficaram felizes, pois o Botafogo empatou aos 43 minutos. João Paulo arriscou de longe e acertou o canto de Klever. Assim, o duelo foi igual para o intervalo.

No segundo tempo, o Botafogo tentou pressionar nos primeiros minutos, mas pecava na criação das jogadas. Aos poucos, o Atlético-GO conseguiu explorar os espaços dados pelos alvinegros no ataque. Na primeira chegada com perigo, os goianos marcaram o segundo gol. Igor chutou de longe, Gatito Fernández espalmou para fora da área, mas a bola sobrou para Breno Lopes. O lateral esquerdo cruzou para Luiz Fernando tocar para a rede.

O revés fez a torcida novamente começar a vaiar o Botafogo. Os principais alvos eram Bruno Silva e Guilherme. Os alvinegros sentiram a pressão e pouco produziam na frente. O Atlético-GO continuava a aproveitar os contra-ataques, mas pecavam no passe final.

O Botafogo só conseguiu chegar com perigo aos 28 minutos. Após escorada de Joel Carli de cabeça para a entrada da área, Arnaldo chutou rasteiro para o gol. A bola ainda desviou na zaga e obrigou o goleiro Klever a fazer a defesa com os pés. No minuto seguinte, foi a vez de Rodrigo Pimpão cruzar para Vinícius Tanque. No entanto, o atacante finalizou para fora.

Na parte final do jogo, os cariocas permaneceram com mais posse de bola, mas sem levar perigo ao adversário. O Atlético-GO buscava manter a bola no ataque quando tinha oportunidade. Os goianos foram mais eficazes e ainda quase ampliaram a vantagem, em falta de Andrigo que parou em defesa de Gatito Fernández. Assim, os visitantes puderam comemorar a vitória no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 2 ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de novembro de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 20h(de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Guilherme (Botafogo); Luiz Fernando, Ronaldo e Andrigo (Atlético-GO)
GOLS
BOTAFOGO: João Paulo, aos 43min do primeiro tempo
ATLÉTICO-GO: Jorginho, aos 40min do primeiro tempo; Luiz Fernando, aos 14min do segundo tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Rodrigo Pimpão), João Paulo e Marcos Vinícius (Leo Valencia); Guilherme e Brenner (Vinícius Tanque)
Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-GO: Klever, Jonathan (Marcão Silva), William Alves, Gilvan e Breno Lopes; André Castro, Igor (Ronaldo), Andrigo (Eduardo Bauermann) e Jorginho; Luiz Fernando e Diego Rosa
Técnico: João Paulo Sanches


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document