sexta-feira, 7 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Atlético-MG goleia Fluminense sem dificuldades em Brasília

Atlético-MG goleia Fluminense sem dificuldades em Brasília

Matéria publicada em 17 de maio de 2015, 19:14 horas

 


Brasília – O Atlético-MG se recuperou rápido da eliminação na Libertadores. Na tarde deste domingo, o Galo se impôs no estádio Mané Garrincha, dominou a partida e goleou o Fluminense por 4 a 1, sem dificuldades. O Tricolor pouco incomodou o Alvinegro e viu suas redes serem balançadas por Jemerson, duas vezes, Dátolo e Luan. No fim do segundo tempo, Fred descontou de pênalti.
Pela terceira rodada, o Atlético-MG tem compromisso marcado com o xará paranaense na Arena da Baixada, às 16 horas (de Brasília) do próximo domingo. Já o Fluminense enfrenta o Corinthians no Maracanã, na mesma data e horário.
A equipe mineira foi muito superior na etapa inicial, protagonizando todas as chances de perigo dos primeiros 45 minutos. Logo com cinco jogados, Dátolo cobrou falta para a área, e o goleiro Diego Cavalieri saiu errado. A bola ficou com Jemerson, que tentou de letra, mas Antônio Carlos apareceu para cortar.
Porém, o Galo não perdoou aos seis. Em cobrança de escanteio de Luan, Jemerson subiu mais alto que a zaga tricolor para cabecear em direção ao gol. A bola desviou em Antônio Carlos e parou no fundo das redes. O árbitro Anderson Daronco considerou o zagueiro atleticano como o autor do tento.
O Alvinegro voltou a assustar aos 18 minutos. Lucas Pratto recebeu bom passe, acelereou no meio-campo e lançou Thiago Ribeiro em velocidade. Da entrada da área, o atacante arriscou, Cavalieri saiu do gol e defendeu para evitar o segundo gol adversário. Na sequência, o argentino chutou de boa distância, e, por sorte do Fluminense, a bola explodiu no travessão. A trave salvou o Tricolor novamente aos 31. Dátolo recebeu passe, dominou bem, driblou a marcação e chutou da entrada da área para carimbar o poste.
O Atlético-MG voltou a acertar o endereço do gol com 36 jogados. Em cobrança de falta nas proximidades da área, o argentino rolou para Patric, que cruzou para Jemerson cabecear para o fundo das redes tricolores.
Os mineiros voltaram do intervalo no mesmo embalo. Logo aos sete minutos, a equipe de Belo Horizonte ampliou o marcador. Patric recebeu bom passe de Luan, invadiu a área e tocou para Pratto. O argentino dominou, fez o giro, escapou da marcação e deu para Dátolo colocar no fundo do gol.
O Fluminense reagiu apenas aos 22. Lucas Gomes, que substitui Vinícius, recebeu na grande área, fintou Patric e finalizou perto da meta protegida por Victor. Na sequência, Edson escapou da marcação e arriscou chute. A bola desviou, e o arqueiro defendeu de manchete.
O Galo decretou a goleada aos 35 minutos. Carlos avançou pelo lado esquerdo e fez cruzamento para a área. Luan apareceu livre para empurrar para dentro do gol e marcar o quarto.
O Tricolor descontou aos 43 minutos. Em disputa de bola entre Leonardo Silva e Fred, o zagueiro derrubou o atacante dentro da área, e o árbitro sinalizou a penalidade máxima. O centroavante cobrou rasteiro no canto direito, Victor caiu do lado cero, mas não conseguiu fazer a defesa.

ATLÉTICO-MG 4 X 1 FLUMINENSE-RJ

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 17 de maio de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)

Cartões amarelos: Edson (Fluminense), Carlos (Atlético), Leonardo Silva (Atlético)
Gols:
ATLÉTICO-MG: Jemerson, aos 6min e aos 36min do 1º tempo e Dátolo, aos 7min do 2º tempo
FLUMINENSE: Fred, aos 43min do 2º tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Dátolo (Josué) e Luan; Thiago Ribeiro (Giovanni Augusto), Carlos (Maicosuel) e Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Giovanni; Pierre (Wagner), Edson, Jean, Gerson (Magno Alves) e Vinícius (Lucas Gomes); Fred
Técnico: Ricardo Drubscky


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    O Flu foi eliminado das finais do Carioca e ficou treinando, treinando, treinando…
    Antes da estreia contra o Joinville, teve uma semana de treinamento. Ganhou no sufoco. Aí para pegar o Atlético, cansado do jogo no meio de semana onde foi eliminado pelo Internacional, mais uma semana treinando, treinando e treinando…
    E apresentam esta bolinha contra o Atlético-MG, que poderia ter enfiado pelo menos mais 3 gols? Por favor, isto para mim tem um nome: INCOMPETÊNCIA!!!
    E a lambança do treinador colocando o Jean, que já não joga nada na sua posição, meio de lateral esquerdo, meio de ponta esquerda, deixando várias avenidas na zaga do tricolor. O espírito do Cristóvão Borges ainda está nas Laranjeiras, é preciso exorcizá-lo, pois do contrário, a Segundona nos espera.
    Fred, Jean, Wellington Silva tem que ir embora urgente. O esquema tático é executado em função de Fred, que não joga nada vezes nada desde a última Copa do Mundo, tem que ser mudado. Só cego não vê.

Untitled Document