segunda-feira, 24 de janeiro de 2022 - 23:46 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Barra Mansa fica no empate com a Cabofriense

Barra Mansa fica no empate com a Cabofriense

Matéria publicada em 28 de fevereiro de 2015, 19:10 horas

 


Depois de estar ganhando, equipe da região cedeu a igualdade da partida e ficou com o gostinho do quase

Com estrela: Vitinho mais uma vez foi um dos destaques do Barra Mansa e deixou a sua marca

Com estrela: Vitinho mais uma vez foi um dos destaques do Barra Mansa e deixou a sua marca (Foto: Paulo Dimas)

Barra Mansa –

Em um jogo de muita emoção no segundo tempo, o Barra Mansa deixou mais uma vez a primeira vitória no Carioca escapar e empatou com a Cabofriense, em 2 a 2, neste sábado, no Estádio Raulino de Oliveira. Os gols do Barra Mansa foram marcados por Jardel (contra) e Vitinho, enquanto a Cabofriense fez com Marcinho e Marco Aurélio. O jogo foi válido pela sétima rodada.
O resultado foi o quarto empate consecutivo do Leão, que agora soma quatro pontos e está na 12ª colocação. Já o adversário, tem oito e subiu para a 8ª posição.

Barra Mansa erra e Cabofriense aproveita

A partida começou com as duas equipes se estudando muito, mas com a Cabofriense sendo mais efetiva. Com um minuto de jogo, o goleiro do Barra Mansa já havia feita a primeira defesa. O atacante Arthur recebeu dentro da área e chutou, e Thiago Legal foi buscar.
Aos oito, foi a vez do Leão chegar pela primeira vez ao ataque. Yogo rolou para Vitinho, que encheu o pé, mas a bola saiu, passando perto do gol de Rafael.
Em uma bobeada na marcação, o meia Marcinho (ex-Corinthians, Palmeiras e Cruzeiro) da Cabofriense, que substituiu o veterano Têti, recebeu na entrada da área, limpou para esquerda, ajeitou e bateu, a bola foi no canto superior direito de Thiago Leal, que nada pôde fazer. Um a zero para os visitantes com 13 minutos.
O gol baqueou o Barra Mansa que vacilava na marcação e deixava espaços, além de pecar na criação de jogadas ofensivas. Então veio a parada técnica, onde o técnico Manoel Neto usou para corrigir alguns erros.
Após o tempo técnico, o Leão melhorou e por pouco não conseguiu empatar. Dudu cruzou na grande área e o pequenino Vitinho conseguiu cabecear, assustando a Cabofriense. O goleiro Rafael foi obrigado a fazer uma difícil defesa.
EM seguida, Marco Aurélio foi derrubado perto da entrada da área do Barra Mansa e Marcinho bateu colocado, e o goleiro Thiago Leal voou para fazer uma boa defesa.
O Barra Mansa continuava a sofrer na criação de jogadas de ataque, e o técnico Manoel Neto não quis esperar nem mesmo o intervalo do jogo para mudar. Aos 34, o meia Yogo, que pouco vinha fazendo na partida até então, deu lugar ao atacante André Parente.
Mas até o final da primeira etapa, a vitória parcial refletia a superioridade da Cabofriense. O único bom momento do Barra Mansa foi no lance de cabeça de Vitinho.

Segundo tempo movimentado

No início do segundo tempo o Barra Mansa tentava atacar mais, mas demonstrava nervosismo e cometia os mesmos erros da primeira etapa, principalmente na criação das jogadas. Já a Cabofriense, não tinha pressa nenhuma e mantinha a posse de bola.
Aos 14 minutos, Diogo tomou o cartão amarelo por falta em Jardel, e está fora da próxima partida. Dois minutos depois, ele mesmo recebeu cruzamento dentro da área, e sozinho e na cara do gol, perdeu a chance do empate para o Barra Mansa.
Então veio a parada técnica e o Leão parece que voltou mais ligado. Aos 20 minutos, André Parente finalizou, a bola bateu em Jardel, e foi morrer no fundo das redes da Cabofriense.
Dois minutos depois, o camisa 10, Vitinho, colocou o Barra Mansa à frente. Veloz, ele roubou a bola e subiu ao ataque pela esquerda, fez um verdadeiro salseiro na defesa adversária, e bateu no canto direito, para vencer o goleiro Rafael e decretar o vira-vira para o Leão e fazendo a torcida explodir de alegria. O gol foi o segundo do meia no campeonato, ele já havia marcado no empate contra o Vasco, em São Januário.
Mas a alegria durou pouco, exatamente sete minutos, quando Marco Aurélio empatou para a Cabofriense, aos 29. Em sua primeira jogada, Kaká, que substituiu Jardel, autor do gol contra, rolou para meia, que chegou batendo e fazendo 2 a 2. Tudo igual no Estádio Raulino de Oliveira.
Empolgado pelo empate, a Cabofriense pressionava em busca da vitória. Aos 38 minutos, Jadson arriscou de longe e a bola bateu no pé da trave do Barra Mansa, que contou ainda com o desvio de Thiago Leal antes de sair pela linha de fundo.
Um dos mais perigosos na partida, Vitinho chutou aos 42 minutos e a bola explodiu na trave da Cabofriense. Já aos 46, Walace cobrou falta, mas atento, Rafael defendeu.
O árbitro ainda concedeu mais três minutos de acréscimo, mas nada mudou. Resultado final: Barra Mansa 2, Cabofriense também 2.
No final do jogo, o veterano lateral do time de Cabo Frio, Leandro, ainda elogiou o empenho dos atletas do Barra Mansa.
– Tínhamos condição de ganhar mas eles mostraram muita vontade – comentou.
Já o capitão do Barra Mansa, o zagueiro Thiagão, lamentou o empate mas pediu concentração para o próximo jogo.
– A gente conseguiu uma virada, estávamos com um bom volume de jogo, mas infelizmente cedemos um empate. Saímos daqui com um gostinho de derrota. Agora temos a semana cheia, é trabalhar e esquecer esse jogo aqui porque temos o Madureira pela frente – disse o zagueiro.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

18 comentários

  1. Torcedor de Ouro BMFC

    Viva o BMFC, a qualquer momento com uma simples vitória vamos passar para o andar de cima, atrás do leão tem 4 times….

    • Pobre TORCEDOR DE OURO. Sinto pena de você. Esse sonho está virando pesadelo….

    • Sou torcedor do Voltaço , mas gosto dos times da região (Barra Mansa e Resende) e gostaria de ver todos fortes para a grandeza de nossa região. Estou preocupado com o Leão pois não está conseguindo vencer adversários considerados fracos (Bonsucesso, Cabofriense) e depois terá pela frente Madureira, Bangu, Macaé, Fluminense e Botafogo, times que dificilmente conseguirá somar pontos. A queda me parece a essa altura inevitável. Tem que vencer o Tigres, Nova Iguaçu e Boa Vista, se não o bicho pega.

  2. Aaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Quase de novooooo kkkk Rindo muito ………..

  3. Aaaaaiiiiiiii…Quase de novo KKKKKKKKKKKKK…. O Voltaço socou 3 nessa tal de Cabo friense ……………êê Leãozinho que não ganha de ninguém KKKKKKK .. Vamos comer mais pão com mortadela genteeeeee.. Voltaço rumo a semi final …….

  4. Esse Vitinho e bom de bola mas e muito fominha teve uns 2 lances que ele poderia ter passado a bola e quis resolver sozinho e foi desarmado, e aquele velho ditado – na terra de cego quem tem um olho e rei.

  5. Quase de novo? Kkkkkkkkk também pudera os caras em vez de jogar ficam em campo pensando no pão com mortadela que vão ganhar após o jogo. Vamos roceiros será que vão sair virgem desse campeonato?

  6. Mais uma vez verificamos que não temos afinidade com o Raulino de Oliveira, nada contra a cidade de VR e sua população, mas antes de brigarmos pelo acesso a 1ª Divisão tinhamos que ter um estádio em condições de pelo menos receber os times pequenos.
    Os jogadores jogam deslumbrados e sem foco.
    O número 6, que deu o 1º gol deles, não tem condições de jogar, e o técnico viu e retirou, mas achei mal escalado pois deve fazer isso nos treinos, caso haja treinos.
    Tudo isso é muito lamentável.

    • Sim, o Barra Mansa deveria jogar em seu próprio estádio, com o qual se identifica, mas nada indica que as médias de público ali seriam melhores, já que VR apesar de distante é de fácil acesso para quem mora em qualquer região de Barra Mansa, e a Colônia, por incrível que pareça, não… Com relação ao desempenho em casa, ano passado o Lesão subiu ganhando seus jogos fora e tropeçando em casa, então esse fator por si só não explica muita coisa…

  7. Esse time não ganha de ninguém. O dia que ganhar o bicho é pão com mortadela.

  8. Edimir Nogueira Mattos

    Cinco times ainda não conseguiram nenhuma vitória e o Leão é o líder desse grupo. Não há motivos para se orgulhar dessa situação, mas isso mostra que a equipe está lutando e já deixou escapar uma vitória por pelo menos duas vezes. Contra a Cabofriense chegou a virar e a vitória esteve bem perto. Estamos chegando na metade das 15 rodadas e muita coisa ainda vai acontecer. Força Leão!!!

    • Não se esqueça que o Barra Mansa está fazendo uma sequência grande de jogos em casa, aí depois quando começar a sair as coisas podem mudar pra pior, até porque faltam times como Botafogo, Fluminense, Bangu e Madureira, contra quem o Barra Mansa dificilmente pontuará, além dos confrontos diretos fora de casa. Uma simples vitória de quem tá na rabeira já deixa o Lesão em maus lençóis… Nova Iguaçu eu acho que não é um time pra brigar lá embaixo e só pegou pedreira até agora, então sobram Boavista, Bonsucesso, Tigres e Barra Mansa pra brigar contra o descenso…

    • Edimir Nogueira Mattos

      Já pensei nessa possibilidade. Mas, enquanto o Barra Mansa se encontrar na frente de três equipes, há esperança. Em 2016 o Sul poderá ter três times na Elite e, talvez, uma rivalidade civilizada. Se estão tentando isso até no Gre-Nal…

  9. diz o dito popular pedra mole ,pedra dura tanto bate até que fura ,então jajá o barra mansa ganha uma e escapa da volta pra segundona e ai os criticos vão diser viu não falei que o barra mansa não kairia de volta de volta sempre fiz fé nesse time . vamos criticar menos e apoiar mas porque time de futebol é quase igual a nossa casa se não cuidar e so criticar a mulher ela acaba arrumando outro e ai ja era vc foi pra segundo (comentarista amaral)

  10. Agora, esse Vitinho aí é bola, não ficará muito tempo no Barra Mansa. Tem cara de velho, mas tem futuro…

  11. O lesão do sul morrerá virgem… Nos dias de jogo no Raulino a cantina só serve pão com mortadela…auhuahuhauhauhuahauhuahuahuahu!

Untitled Document