>
sexta-feira, 1 de julho de 2022 - 06:56 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Botafogo bate Vitória no Barradão e voltar a sonhar

Botafogo bate Vitória no Barradão e voltar a sonhar

Matéria publicada em 18 de setembro de 2016, 20:45 horas

 


Salvador – O Botafogo se recuperou da derrota no meio de semana para o Santos ao vencer por 1 a 0 o Vitória, neste domingo (18), no Barradão. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 38 pontos, terminam a rodada na nona colocação e volta a sonhar em entrar no G-4 do Campeonato Brasileiro. Já os baianos seguem com 29, fora da degola, mas podem fechar a rodada na zona de rebaixamento em caso de triunfo do Internacional sobre o América-MG nesta segunda-feira.

O Vitória teve o controle da posse de bola e chegou a desperdiçar um pênalti no primeiro tempo. Para piorar, os baianos viram o Botafogo marcar o gol da vitória no fim da etapa inicial, com Rodrigo Pimpão. Os donos da casa sofreram com a falta da criatividade e tiveram que ver os cariocas se recuperarem na competição.
Na próxima rodada, o Botafogo vai até Belo Horizonte para enfrentar o lanterna América-MG, no sábado. No dia seguinte, o Vitória vai receber o São Paulo no Barradão.

Primeiro tempo

A partida equilibrada, com as duas equipes mais preocupadas em não dar espaço ao adversário. Tanto que a primeira finalização aconteceu somente aos dez minutos, com Cárdenas. O lance animou o Vitória, que chegou com perigo aos 15. Kieza recebeu passe na área, passou pela marcação e chutou, mas viu a bola bater na zaga e ir pela linha de fundo.
Com o passar do tempo, os baianos passaram a dominar a partida. O Vitória criou outra boa chance aos 27 minutos quando Marinho recebeu lançamento de Diego Renan e finalizou. A bola bateu na zaga e quase encobriu o goleiro Sidão, que teve que se esticar para salvar os visitantes.
Os donos da casa tiveram a chance de abrir o placar aos 40 minutos. Zé Love foi puxado por Victor Luís dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Diego Renan foi para a cobrança, mas viu Sidão acertar o canto e fazer a defesa.
A perda da penalidade foi sentido pelos baianos, que deixaram espaços na defesa. O Botafogo aproveitou o descuido dos donos da casa aos 44 minutos para irem para o intervalo a frente no marcador. Rodrigo Pimpão foi lançado, levou a melhor sobre dois marcadores e tocou na saída de Fernando Miguel. O zagueiro Vinícius ainda tentou salvar, mas não impediu a bola de ir para a rede.

Segundo tempo

No segundo tempo, panorama da partida seguiu o mesmo, com o Vitória tendo mais posse de bola, mas com pouca objetividade. O Botafogo marcava forte e preferia não se expor no ataque. Com isso, o confronto ficou sendo disputado em ritmo lento.
O Vitória só criou boa chance aos 16 minutos. Cárdenas lançou Diego Renan na área. O lateral esquerdo finalizou para defesa de Sidão, que deu rebote. Kieza pegou a bola e chutou na trave. Em novo rebote, Diego Renan chutou por cima do travessão.
O lance animou os donos da casa , que aumentaram a pressão em buscado empate. No entanto, os baianos só assustaram aos 26 minutos, em cobrança de falta de Marinho que quase acertou o ângulo de Sidão.
Na parte final da partida, o Botafogo recuou, mas não foi pressionado pelo Vitória, que seguia tendo dificuldade em criar boas jogadas. Os visitantes ainda tiveram boas oportunidades de ampliar a vantagem. Com isso, os alvinegros se seguraram até o apito final para sair de campo com os três pontos no Barradão.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 18 de setembro de 2016 (Domingo)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Cartões amarelos: Marcelo e Vander (Vitória); Dudu Cearense, Emerson Silva, Diogo Barbosa, Rodrigo Pimpão e Victor Luís (Botafogo)
GOL
BOTAFOGO: Rodrigo Pimpão, aos 44min do primeiro tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel, Diogo Mateus (Vander), Ramon, Vinícius e Diego Renan; Willian Farias, Marcelo (Serginho) e Cárdenas (David); Marinho, Kieza e Zé Love
Técnico: Argel Fucks

BOTAFOGO: Sidão, Emerson Santos, Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Diérson, Dudu Cearense (Rodrigo Lindoso), Víctor Luís e Camilo; Rodrigo Pimpão (Vinícius Tanque) e Gustavo Canales (Gervasio Nuñez)
Técnico: Jair Ventura


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document