quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Botafogo empata na despedida

Botafogo empata na despedida

Matéria publicada em 24 de março de 2019, 18:59 horas

 


Saquarema – O Botafogo se despediu da disputa pelo bicampeonato estadual, ao empatar com o Americano por 2 a 2, em partida disputada na tarde deste domingo, no estádio Eucy Resende, em Saquarema, pela última rodada da Taça Rio. O resultado fez a equipe de General Severiano ficar na quarta colocação do Grupo com 11 pontos ganhos, sem qualquer chance de classificação para a próxima fase da competição.

O Americano ficou na lanterna do Grupo B com dois pontos ganhos e vai ter que disputar a seletiva no final do ano. Os gols foram marcados por Alex Santana e Rodrigo Pimpão para o Botafogo, enquanto Romário anotou os dois do Americano.

Foi mais uma atuação decepcionante do Alvinegro de General Severiano. Mesmo preciando da vitória para manter suas remotas chances de classificação, a equipe dirigida por Zé Ricardo mostrou muita irregularidade e chegou a ser vaiada pela torcida durante o jogo. O Americano também precisava da vitória para tentar permanecer na primeira divisão, mas mostrou muita limitação técnica, embora tivesse o mérito de lutar até o final da partida.

O jogo

Diante de um público muito pequeno, o Botafogo iniciou a partida tentando fazer pressão sobre a defesa do Americano, que armada com três zagueiros, não dava espaços aos atacantes adversários. E foi o Americano que chegou pela primeira vez quando Daniel foi lançado na área. O chute foi bloqueado por Gabriel, mas a bola sobrou para Nathan que concluiu para fora.

Sem volantes na equipe, Zé Ricardo armou a equipe com Cícero um pouco mais recuado e com Alex Santana e Gustavo Ferrareis com liberdade para encostar nos homens de frente.

Aos 13 minutos, a torcida do Botafogo tomou um susto quando Cavalieri saiu jogando errado e quase que Rafinha desarmava Marcelo Benevenuto na entrada da área, mas o zagueiro conseguiu mandar a bola para a lateral, aliviando o perigo. Logo depois, Vandinho mandou a bomba e encobriu o travessão. O Americano seguia controlando as ações diante de um Botafogo ainda desarvorado.

A equipe de General Severiano seguia sem conseguir produzir boas jogadas de ataque. Aos 18 minutos, Cícero lançou Diego Souza que tentou deixar para um companheiro, mas descobriu que não havia ninguém por perto e a defesa do time campista ficou com a bola.

Só aos 24 minutos, depois da parada técnica, é que o Botafogo conseguiu chegar pela primeira vez na área adversária. Marcinho cruzou da direita e Ferrareis cabeceou com perigo, mas a bola saiu.

O Botafogo melhorou e aos 27 minutos, Marcinho levantou na área, Gabriel desviou de cabeça e Rodrigo Pimpão completou por cima do travessão, animando a torcida que jpa estava ensaiando protestos nas arquibancadas.
Depois de um bom início, o Americano foi reduzindo o ímpeto e passou a se preocupar mais em proteger seu sistema defensivo. Só aos 42 minutos é que o Alvinegro de Campos voltou a aparecer na área botafoguense. Sanderson investiu pela direita e cruzou forte. A bola desviou em Marcelo Benevenuto e Diego Cavalieri conseguiu fazer a defesa.

O Botafogo voltou mais agressivo para o segundo tempo e, logo aos dois minutos, Diego Souza fez grande lançamento para Rodrigo Pimpão que tentou encobrir Luis Henrique, de cabeça, mas o goleiro do Americano conseguiu desviar para escanteio.

A pressão alvinegra prosseguiu e, aos cinco minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Após boa jogada de Rodrigo Pimpão, a bola sobrou para Alex Santana que, livre na área, chutou sem chances para o goleiro Luiz Henrique.
A vantagem do Botafogo só durou até os 13 minutos, quando o Americano marcou o gol do empate, em jogada que começou com falha de Diego Souza no meio-campo e continuou com a jogada de Ricardinho que levou vantagem sobre Marcinho e cruzou para a cabeçada de Romário.

Insatisfeito com o desempenho da equipe, o técnico Zé Ricardo trocou Alex Santana por João Paulo e Gustavo Ferrareis por Luiz Fernando.

As mudanças melhoraram o rendimento da equipe que chegou ao segundo gol aos 25 minutos, através de Rodrigo Pimpão. O atacante se aproveitou de lançamento de Erik que ganhou do zagueiro Admilton e tocou para Pimpão colocar nas redes. O goleiro Luis Henrique reclamou dos jogadores do Botafogo, alegando que o zagueiro Admilton se lesionou e ninguém interrompeu a jogada.

O Botafogo passou a administrar a vantagem e quase ampliou aos 35 minutos, mas Luiz Fernando, livre na área, desperdiçou a oportunidade, batendo para fora. Logo depois foi a vez de João Paulo, cobrando falta, levar perigo ao gol defendido por Luis Henrique.

Aos 43 minutos, Diego Souza bateu falta com chute forte e Luis Henrique defendeu com firmeza.

Depois de desperdiçar algumas chances para ampliar a vantagem, o Botafogo acabou sofrendo o gol do empate, aos 46 minutos, quando Romário escorou, de cabeça, um cruzamento de Sanderson, definindo o resultado da partida.

AMERICANO 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Gabriel Conti Viana (RJ) e Ivan Silva Araújo (RJ)
Cartão Amarelo: Gabriel, Gustavo Ferrareis(Bota)
Gols: AMERICANO: Romário, aos 13 minutos e 46 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Alex Santana, aos cinco e Rodrigo Pimpão, aos 25 minutos do segundo tempo
AMERICANO: Luis Henrique; Espinho, Admilton e Gabriel; Sanderson, Vandinho(Di Maria), Matheus Gama, Nathan(Gustavo Tonoli) e Rafinha(Ricardinho); Daniel Marins e Romário
Técnico: Josué Teixeira
BOTAFOGO: Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Jonathan; Alex Santana(João Paulo), Cícero e Gustavo Ferrareis(Luiz Fernando); Erik, Diego Souza e Rodrigo Pimpão(Igor Cassio)
Técnico: Zé Ricardo


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    Realmente está difícil torcer para o Voltaço. O time precisa de muitos reforços não tem meio de campo a diretoria não se mexeu para preparar o time para a série C. Está difícil torcer para o Volta Redonda infelizmente.

  2. Avatar

    Bangu e Madureira na frente do Botafogo em público no Carioca 2019.
    Me acorde quando o Botafogo for grande.

Untitled Document