terça-feira, 11 de maio de 2021 - 19:54 h

TEMPO REAL

 

Capa / brasileirao / Botafogo goleia CRB e divide liderança na Série B

Botafogo goleia CRB e divide liderança na Série B

Matéria publicada em 16 de maio de 2015, 19:02 horas

 


Vitória coincidiu com o aniversário do falecido Nilton Santos, astro do time e da Seleção Brasileira

Estrelando: Bill foi um dos nomes do jogo em que Botafogo goleou

Estrelando: Bill foi um dos nomes do jogo em que Botafogo goleou

Rio

O Botafogo conquistou sua segunda vitória em duas rodadas do Campeonato Brasileiro da Série B, vencendo o CRB por 4 a 1 no Engenhão, na tarde deste sábado. A vitória coincidiu com o aniversário do falecido Nilton Santos, astro do time e da Seleção Brasileira nos anos 50 e 60, e que dá nome ao estádio. O ex-jogador completaria 90 anos neste sábado.
Bill, no primeiro tempo, Lulinha, Willian Arão e Elvis marcaram para o Bota, e Fernando descontou para o CRB.
Com a vitória, o Botafogo chega aos 6 pontos em dois jogos e empatado em quase todos os critérios com o Sampaio Corrêa, que leva vantagem e é o líder por não ter cartões vermelhos. O próximo jogo do Botafogo pela Série B será contra o Atlético-GO, sábado, no Mané Garrincha, em Brasília. Antes, porém, o time enfrenta o Figueirense, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Já o CRB, que estacionou nos 3 pontos no meio da tabela, recebe o Bahia no Rei Pelé em Maceió, também no sábado.

O Jogo

O Botafogo iniciou o duelo no Engenhão com a corda toda. Com muita velocidade e fome de jogo, o Alvinegro carioca impôs sua superioridade técnica em campo e dominou completamente o CRB. Apesar do controle total da partida, o time de René Simões só começou a ameaçar a meta alagoana a partir dos 14 minutos. Sassá avançou sem ser incomodado pelo meio e soltou a bomba, mas a bola saiu à direita do gol defendido por Júlio César.
Dois minutos depois, Sassá fez boa jogada pela esquerda, se livrou da marcação e cruzou rasteiro. Bill entrou livre pelo meio e, de carrinho, mandou para o fundo da rede. Com 1 a 0 e muita facilidade, tudo levava a crer que uma goleada estava por vir. Entretanto, depois da metade da etapa o ritmo da partida esfriou. O CRB, mesmo que timidamente, se arriscou ao ataque. Aos 32, Clebinho levantou para Leandro Brasília concluir, mas a zaga do Bota fez o corte.
A queda de ritmo do time foi resolvida nos vestiários, e o Botafogo voltou disposto a ampliar o placar jogando em casa, e contou com a ajuda do goleiro adversário para isso.
Logo aos 3, Bill pega a sobra de uma bola cruzada por Sassá e completa para o gol, mas o bandeira assinalou impedimento e não valeu. Aos 7 foi a vez de Bill vencer a disputa com a zaga na cobrança de um escanteio e cabecear rente à trave.
Dois minutos depois, veio o primeiro presente. O goleiro Júlio César recebe uma bola recuada e toca displicentemente para o meio da área. Lulinha, que acabara de entrar em campo, recebe livre, domina e toca no canto para ampliar o placar.
Com 2 a 0, o Botafogo se soltou de vez. Aos 15, Rodrigo Pimpão pedalou na ponta esquerda e rolou para a entrada de Willian Arão, que chutou da meia lua e acertou o canto esquerdo de Júlio César. O Botafogo continuou pressionando o CRB, que a esta altura já tinha entregado os pontos. Aos 21, contra-ataque pelo meio e Elvis abriu para Pimpão na direita. O atacante devolveu pelo alto e o mesmo Elvis cabeceou fraco da marca do pênalti. O goleiro do CRB falhou feio e engoliu um frango no Engenhão e viu o placar marcar 4 a 0 para o Bota.
Com a fatura definida, o Botafogo voltou a relaxar e deu espaços para os alagoanos, que não se recusaram a aproveitar. Nos últimos 15 minutos de jogo, só deu CRB. Aos 30, Kenedy acerta uma bomba da entrada da área e mandou raspando no ângulo de Jefferson. No minuto seguinte, o CRB trocou passes no ataque até que Fernando tabelou com Daniel Cruz e entrou livre pela direita para encher o pé sem dar chances ao goleiro do Bota: 4 a 1.
O gol animou o CRB. Aos 33, Jefferson salvou o segundo gol da equipe alagoana, que chegou perto num chute de Maxwell no ângulo. Aos 40, nova grande chance para o CRB. Fernado recebeu ótimo lançamento de Gerson Magrão pelo meio, deslocou o marcador e chutou forte no canto esquerdo de Jefferson, mas a bola saiu pela linha de fundo, perto da trave.

Horizontal – Vitor Silva/SS Press/BFC
Brilhou: Bill comemora com colegas de equipe mais um dos gols do Botafogo diante dos alagoanos
BOTAFOGO-RJ 4 X 1 CRB-AL

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 16h30(de Brasília)
Renda: R$ 319.850,00
Público: 10.500 pagantes (12.535 presentes)
Árbitro: Paulo Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Claysson Vieira de Morais (MS)
Cartões Amarelos: Rodrigo Pimpão, Marcelo Mattos, Carleto, Willian Arão, Elvis (Bota); Clebinho, Gleidson Souza (CRB)
Cartão Vermelho: Rodrigo Pimpão (Bota)
Gols: BOTAFOGO: Bill, aos 16 min do 1º tempo; Lulinha, aos 9, e Willian Arão, aos 16, Elvis, aos 21 min do 2º tempo
CRB: Fernando, aos 31 min do 2º tempo
BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos (Guilherme Camacho), Willian Arão, e Daniel Carvalho (Elvis); Sassá (Lulinha), Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

CRB: Júlio César, Paulo Sérgio, Daniel Marques, Audálio e Gleidson Souza; Glaydson Almeida (Fernando), Olívio, Leandro Brasília (Gerson Magrão) e Clebinho (Kenedy); Maxwell e Daniel Cruz
Técnico: Alexandre Barroso


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document