;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 14:58 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Briga provoca encerramento de jogo entre Voltaço e Tigres

Briga provoca encerramento de jogo entre Voltaço e Tigres

Matéria publicada em 6 de junho de 2016, 19:00 horas

 


Volta Redonda – O jogo da categoria sub-20, em que o Volta Redonda venceu o Tigres do Brasil por 1 a 0, no último domingo, teve um final com violência envolvendo os vinte e dois jogadores. A briga generalizada poderá render punição ao time da Cidade do Aço, mandante da partida.

O jogo transcorria normalmente até o último minuto, quando dois jogadores se chocaram e em seguida se agrediram, dando início a confusão. O árbitro da partida, Luiz Carlos Barbosa Junior, relatou na súmula que hoje será enviada para o tribunal seu relato oficial. Ele culpa diretamente os atletas do Volta Redonda pelo incidente, e inclusive finaliza dizendo que deixou de aplicar cartões vermelhos devido à falta de segurança para o trio de arbitragem.

A versão do árbitro foi contestada pelo técnico Neto Colucci, que documentou em vídeo toda a confusão para anexar na defesa do clube, que já está sendo preparada pela assessoria jurídica.

– Não houve nada do que foi relatado. Ao contrário do que disse o árbitro, o nosso atleta é que foi agredido, o que provocou toda a confusão. Ainda bem que tudo está documentado – disse.

Caberá agora ao Tribunal da Federação do Estado do Rio de Janeiro analisar toda a documentação e aplicar punição.

Confira o relato do árbitro

Aos noventa minutos durante a disputa de uma bola próximo da lateral do campo, o atleta número sete do Volta Redonda, Hélio Cesar Lima Junior (Helinho), e o atleta número 18 do Tigres, Jean Carlos Laver Ruber, se chocaram e na queda o atleta do Volta Redonda, após a marcação de falta a favor do Tigres, desferiu vários chutes no adversário, provocando a reação dos demais jogadores e em seguida todos se envolveram numa briga generalizada, sendo que a partida foi encerrada e identificados os agressores como sendo: Helio Cesar, o número oito, Guilherme Pereira, o número cinco Jolder de Paula, todos do Volta Redonda. E ainda os atletas número sete, Lucas Malheiro e o número 17 Paulo Fernando, ambos do Tigres do Brasil.

Cabe ressaltar que não foram aplicados os cartões vermelhos nos referidos atletas no intuito de preservar a integridade física do trio de arbitragem, sendo a partida encerrada.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Alem de amargar as últimas colocações no carioca desde que assumiu essa nova gestão ,além de mandar embora jogadores de qualidade numa terra onde fez Dedé,Felipe Melo,Douglas Coutinho,Caio ruídos outros ainda tem essa vergonha,sou da epoca em que treinador quando perde muitos jogos é dispensado à esqueci tem padrinho no meio falta comamdo

    • Avatar

      O clube forma 25 jogadores a cada 2 anos (+/-) . Qual a sua ideia para aproveitar todo mundo? Nem torcedor do clube você é! Felipe Melo não foi formado aqui ! Mete o pé ô bobão! TAÇOOOOOOO

    • Avatar

      Verdade Felipe Melo foi um que nem passou pelo voltaço é mais um de muitos que não arriscaram em ficar aqui e não ser aproveitado aliás fala aí quem o voltaço forma de dois em dois anos? Você Não deve acompanhar o voltaço porque a muito tempo não se forma ninguém outra coisa as escolinhas de volta redonda forma ai não São aproveitados e metem o pé E arrebentam quem falou que Felipe foi formado aqui,não sabe ler não seu de ruela.

  2. Avatar

    não é de hoje que as arbitragens atuam descaradamente contra o volta redonda. É cada uma que já presenciei nos profissionais. na época do caixa d’agua então nem se fala! agora estão prejudicando as outras categorias também! tá faltando é força do clube frente à federação!

  3. Avatar
    Guerreiro de Aço VRFC

    Ainda bem que filmaram…mas mesmo assim, nada justifica revidar uma agressão….
    Vamos Expressinho do Aço… Menos violência e mais futebol….

  4. Avatar

    Mulekada ta começando mal ., Juizo mulekada…

Untitled Document