segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Carioca: Fluminense bate Botafogo de virada

Carioca: Fluminense bate Botafogo de virada

Matéria publicada em 23 de março de 2017, 23:42 horas

 


Com estrela: Richarlison (com braço levantado) fez dois gols na vitória de virada do Fluminense sobre o Botafogo (Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Com estrela: Richarlison (com braço levantado) fez dois gols na vitória de virada do Fluminense sobre o Botafogo (Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Rio – Em partida com dois tempos distintos, o Fluminense venceu por 3 a 2 o Botafogo, nesta quinta-feira (23), no Estádio Nilton Santos. Com o resultado, os tricolores se mantiveram na ponta do grupo C da Taça Rio, com seis pontos. Já os alvinegros permaneceram com apenas quatro no grupo B, em terceiro, e veem em risco a classificação para as semifinais do Campeonato Carioca.

O clássico foi movimentado e teve o Botafogo como dominante no primeiro tempo. Tanto que os alvinegros foram para o intervalo com boa vantagem após Roger marcar duas vezes. Só que na etapa final, o Fluminense reagiu e conseguiu grande virada. O destaque foi o atacante Richarlison, autor de dois gols e do passe para Renato Chaves fazer o terceiro gol dos tricolores.

Na próxima rodada, o Fluminense terá pela frente o Macaé, no domingo, no Giulitte Coutinho. No mesmo dia, o Botafogo vai até Moça Bonita para enfrentar o Bangu.

Primeiro tempo

O clássico começou movimentado no Nilton Santos. Logo no primeiro minuto, o Botafogo quase abriu o placar com Emerson Santos. O zagueiro aproveitou jogada ensaiada em escanteio que por pouco não colocou na rede.

O lance animou os alvinegros, que seguiram melhores que o Fluminense. De tanto insistir, o Botafogo marcou aos 16 minutos. Roger foi lançado, levou a melhor sobre a marcação e chutou na saída de Diego Cavalieri.

Mesmo após o gol, os botafoguenses seguiram com mais volume de jogo e quase ampliaram aos 19 minutos. Camilo cobrou falta com perigo. Só que aos 25, o Botafogo chegou ao segundo no Nilton Santos. Em contra-ataque rápido, Montillo deu belo passe para Roger. O atacante passou pelo marcador e tentou dar uma cavadinha na saída de Diego Cavalieri. O goleiro tricolor fez a defesa, mas deu rebote no pé do atacante, que tocou para a rede.

O novo revés fez o Fluminense acordar na partida. Os tricolores chegaram com perigo pela primeira vez somente aos 27 minutos. Após cruzamento, Richarlison cabeceou com perigo. No minuto seguinte, foi a vez de Henrique Dourado não aproveitar novo cruzamento na área.

A equipe das Laranjeiras teve sua melhor chance aos 32 minutos. Em cobrança de falta, Sornoza acertou o travessão. Já aos 36, foi a vez de Douglas cobrar falta, mas parar em grande defesa do goleiro Saulo.

Nos minutos finais, o Botafogo conseguiu equilibrar as ações e impediu uma pressão final do Fluminense. Assim, os alvinegros mantiveram a boa vantagem até o intervalo.

Segundo tempo

Na etapa final, os alvinegros controlavam a posse de bola, mas pecavam no setor ofensivo. Já o Fluminense tinha dificuldade em avançar e só chegou com perigo em falta cobrada por Sornoza aos sete minutos. Só que aos 11 minutos, os tricolores marcaram o primeiro no Nilton Santos. Wellington Silva fez boa jogada individual e foi derrubado por Bruno Silva na área. O árbitro marcou pênalti, cobrado por Richarlison. O goleiro Saulo até acertou o canto, mas a bola passou por baixo de seu corpo.

O Botafogo não se intimidou e quase chegou ao terceiro aos 15 minutos. Renan Fonseca aproveitou bola levantada na área e acertou o travessão. Só que a resposta do Fluminense veio em grande estilo no minuto seguinte. Após contra-ataque rápido, Richarlison recebeu na área e chutou forte para a rede.

Com o empate, o clássico ficou aberto, com as duas equipes em busca da vitória. Melhor em campo, o Fluminense marcou o terceiro, aos 23 minutos. Richarlison fez boa jogada pela linha de fundo e cruzou rasteiro para Renato Chaves colocar para a rede e decretar a virada tricolor.

Atrás no placar, o Botafogo se voltou ao ataque em busca do empate, mas quase sofreu o quarto gol do Fluminense aos 31 minutos. Após boa troca de passes dos tricolores, Sornoza recebeu na área, só que chutou para fora. A resposta alvinegra veio aos 36. Camilo cruzou para Sassá, que cabeceou forte, nas mãos de Diego Cavalieri.

Nos minutos finais, os botafoguenses pressionaram, mas pouco produziram no ataque. O Fluminense conseguiu impedir as boas jogadas do adversário e ainda desperdiçaram algumas chances de marcar o quarto. Mesmo assim, os tricolores puderam comemora a vitória.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 3 FLUMINENSE

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de março de 2017, quinta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Maurício Machado Coelho Júnior (RJ)
Assistentes: Gabriel Conti Viana e João Luiz Coelho de Albuquerque (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Victor Luís, Guilherme e Airton (Botafogo); Wendel e Henrique (Fluminense)
GOLS
BOTAFOGO: Roger, aos 16 e 25min do primeiro tempo
FLUMINENSE: Richarlison, aos 11 e 16min do segundo tempo; Renato Chaves, aos 23min do segundo tempo

BOTAFOGO: Saulo, Marcinho, Joel Carli (Renan Fonseca), Emerson Silva e Víctor Luís; Aírton, Bruno Silva, Camilo e Walter Montillo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá)
Técnico: Jair Ventura

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Luiz Fernando (Wendel), Douglas e Júnior Sornoza; Wellington Silva, Henrique Dourado (Pedro) e Richarlison (Marquinho)
Técnico: Abel Braga


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document