quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 16:28 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Com indefinições, delegação do Fluminense embarca para a Florida Cup

Com indefinições, delegação do Fluminense embarca para a Florida Cup

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2018, 18:40 horas

 


Rio – O Fluminense iniciou a temporada cercado de polêmicas e nesta terça-feira embarca para os Estados Unidos, para a disputa da Flórida Cup. Os tricolores viajam para Orlando e estreiam na competição já na sexta-feira contra o PSV-HOL. A maior indefinição é quanto a permanência do atacante Henrique Dourado, que pode se transferir para o Corinthians nos próximos dias.

O Corinthians também disputa o torneio e os dirigentes das duas equipes devem se reunir nesta semana em solo americano para sacramentar a negociação. Henrique Dourado viaja normalmente com o restante do elenco tricolor.

Quem não viaja é o meia Gustavo Scarpa, que entrou na Justiça pedindo a liberação do clube por conta do atraso de salários. A diretoria espera ganhar a ação para não perder o atleta sem uma compensação financeira.

Já os recém-contratados Gilberto e Jadson, mesmo sem serem apresentados oficialmente, estão na delegação que irá para Orlando. O técnico Abel Braga vai usar a competição para buscar a base da equipe para 2018 após as muitas saídas de jogadores do clube.

Além do PSV, o Fluminense também vai enfrentar o Barcelona-EQU, na segunda-feira, também em Orlando.

Eliminação na Copinha

O Fluminense deu adeus a Copa São Paulo de Futebol Júnior nesta terça-feira ao ser derrotado por 2 a 0 pelo Marília. Com o resultado, os tricolores terminaram o grupo 8 com apenas três pontos. Já o Marília, sede da chave, chegou ao sete e confirmou a liderança.

A segunda vaga do grupo será definida ainda nesta terça-feira, na partida entre Mogi Mirim-SP e Tubarão-SC. Os catarinenses jogam pelo empate, enquanto que os paulistas necessitam da vitória para avançar na Copinha. O Fluminense iniciou a partida buscando mais o ataque pela necessidade do resultado. No entanto, foi o Marília que criou a primeira boa chance da partida. Após cobrança de falta na área e Victor Diego, a bola passou por todo mundo e obrigou o goleiro Heitor a fazer defesa no susto.

Os cariocas só responderam muito tempo depois. Pedrinho fez boa jogada individual pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. Só que nenhum companheiro apareceu para tocar para a rede. O lance animou o Fluminense, que quase abriu o placar aos 30 minutos. Rafael Resende cobrou falta de longe e obrigou o goleiro Ian a fazer grande defesa com os pés.

O confronto seguia aberto, pois o Marília também chegava ao ataque com perigo. Em cobrança de escanteio, Gabriel Perdigão cabeceou, a bola desviou na zaga, mas Heitor estava atento para salvar os tricolores. Depois disso, o equilíbrio permaneceu até os minutos finais. Assim, o jogo foi para o intervalo com placar inalterado.

No segundo tempo, o Marília assustou logo no início. O goleiro Heitor tentou sair de forma rápida e entregou no pé de Lucas, que chutou de longe e quase acertou a rede carioca. Só que a resposta do Fluminense veio em seguida. Após cruzamento, Evanílson tentou de voleio, mas pegou errado e viu a bola ir pela linha de fundo.

Aos poucos, o Fluminense passou a dominar a partida. Os cariocas começaram a chegar com perigo, principalmente em bolas levantadas na área. Em duas oportunidades, os atacantes não conseguiram a finalização. Só que quem abriu o placar foi o Marília, aos 16 minutos. Após cobrança de escanteio, Diego Borges cabeceou sem chance para Heitor.

O revés fez Fluminense ser obrigado a se lançar ao ataque. Só que o nervosismo tomou conta dos tricolores, que não conseguiam criar boas jogadas. O Marília recuou e passou a explorar os contra-ataques e sacramentou a vitória aos 43 minutos, com gol de Marcão, para dar números finais a partida.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document