domingo, 31 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Copa do Brasil: Palmeiras e Santos brigam por taça

Copa do Brasil: Palmeiras e Santos brigam por taça

Matéria publicada em 1 de dezembro de 2015, 16:35 horas

 


São Paulo – Palmeiras e Santos iniciam a briga para erguer a primeira taça no novo Palestra Itália às 22 horas desta quarta-feira, com ingressos esgotados. Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0 na Vila Belmiro, o time praiano depende de um empate para comemorar na casa do adversário.
O estádio, fechado para obras de 2010 a 2014, foi reinaugurado em novembro do ano passado. Usada na primeira final do Campeonato Paulista 2015, a moderna arena receberá uma decisão pela primeira vez. Não há peso diferenciado para gols marcados fora de casa e triunfo palestrino por um de diferença leva aos pênaltis.
O confronto reúne os dois maiores campeões do Brasil. Embalado pela Academia de Futebol, com Ademir da Guia como protagonista, o time alviverde detém 11 títulos nacionais. Já os alvinegros, graças a Pelé, contabilizam nove conquistas do gênero, assim como o Corinthians.
O Palmeiras foi campeão da Taça Brasil (1960 e 1967), do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969) e do Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994). Para completar, ainda venceu a Copa do Brasil (1998 e 2012) e a Copa dos Campeões (2000).
O Santos também conquistou a Taça Brasil (1961, 1962, 1963, 1964, 1965), o Roberto Gomes Pedrosa (1968) e o Campeonato Brasileiro (2002 e 2004) – a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) unificou os títulos dos três torneios -, além da Copa do Brasil (2010).
Na tentativa de ampliar sua hegemonia nacional, o Palmeiras terá João Pedro como titular na lateral direita, já que Lucas foi expulso na Vila Belmiro. Em recuperação de uma luxação no ombro esquerdo, sofrida na primeira final, o atacante Gabriel Jesus ainda é dúvida.
Antes do último treinamento para a final contra o Santos, Marcelo Oliveira confirmou a escalação de João Pedro no time titular, mas não foi claro ao falar sobre Gabriel Jesus. Certe é que, se o jovem não puder atuar, o experiente Rafael Marques, artilheiro do time na temporada, começa jogando.
“O time base está aí. Vai jogar o Gabriel ou o Rafael. Não tem tanto mistério assim. É desse jeito que esperamos que o Palmeiras seja eficiente para ganhar o título”, disse Marcelo.
“Pela importância que tem, estamos lutando para que ele (Gabriel) jogue”, completou o treinador.
Derrotado em três decisões da Copa do Brasil (2011 e 2012 pelo Coritiba e 2014 pelo Cruzeiro), o técnico Marcelo Oliveira segue em busca do inédito título. Diferentemente do adversário Dorival Júnior, que triunfou em 2010 justamente no comando do Santos.
Na busca pelo bicampeonato da Copa do Brasil, o treinador não tem dúvidas nem desfalques que o impeçam de repetir o time utilizado na primeira final. Vanderlei, confirmado no gol, garante ao Santos a chance de comemorar no novo estádio do rival se mantiver sua meta invulnerável.
“Não quero tomar gols, mas sabemos que brigar para segurar o 0 a 0 é complicado. Temos que atacar e jogar de igual para igual, é final de campeonato. Como vem de resultado adverso, o Palmeiras vai atacar. Precisamos explorar os contra-ataques e matar quando surgir a chance”, declarou.
Palmeiras e Santos já fizeram seis partidas na temporada, o que acendeu a rivalidade entre os dois clubes, adversários ferrenhos nos tempos de Ademir da Guia e Pelé. Vitoriosos nos quatro duelos disputados na Vila Belmiro, os alvinegros perderam os dois jogos realizados no Palestra Itália.
A uma rodada do final do Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Santos não têm mais chances matemáticas de alcançar o G4, situação que aumenta a cobiça pelo título da Copa do Brasil, única chance de conseguir a classificação para a Copa Libertadores 2016.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS-SP X SANTOS-SP

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 2 de dezembro de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos Fifa-SP)

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Matheus Sales e Arouca; Robinho, Dudu e Gabriel Jesus (Rafael Marques); Barrios
Técnico: Marcelo Oliveira

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel, Gabriel e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document