quarta-feira, 27 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Cruzeiro bate Botafogo e vence a primeira

Cruzeiro bate Botafogo e vence a primeira

Matéria publicada em 1 de junho de 2016, 23:47 horas

 


Brasília – O Cruzeiro conseguiu vencer a primeira no Campeonato Brasileiro ao bater por 1 a 0 o Botafogo, nesta quarta-feira, em Brasília. Os mineiros chegaram a cinco pontos e saíram da zona de rebaixamento da Série A. Já os cariocas seguem quatro, muito próximos da degola.

A partida teve dois tempos distintos. No primeiro, o Cruzeiro foi muito superior e conseguiu marcar o gol da vitória com Elber. Já na etapa final, o Botafogo dominou o confronto, mas desperdiçou várias oportunidades e igualar o marcador no Mané Garrincha.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai receber o São Paulo, neste domingo, no Mineirão. No mesmo dia, mas de manhã, o Botafogo vai até a capital paulista para enfrentar o Santos.

O jogo

O Cruzeiro começou melhor a partida e pressionou o Botafogo desde os primeiros minutos. No entanto, os mineiros só chegaram com perigo pela primeira vez aos 11 minutos. Robinho cobrou escanteio e quase acertou o gol, mas Helton Leite estava atento e fez a defesa.

O panorama da partida seguiu o mesmo até os 26 minutos, quando o Cruzeiro abriu o placar em Brasília. Robinho lançou Elber, que entrou na área, passou por um marcador e chutou por entre as pernas do goleiro Helton Leite.

O Botafogo tentava chegar ao ataque, mas pouco incomodava o goleiro Fabio. Já o Cruzeiro seguia mais organizado e quase ampliou aos 32 minutos. Após cruzamento pela direita, Riascos cabeceou, mas viu Helton Leite fazer grande defesa para salvar os alvinegros. No minuto seguinte, foi a vez de Bruno Rodrigo cabecear, mas colocar para fora.

Nos minutos finais, o Cruzeiro permaneceu com mais intensidade e pressionou o Botafogo em busca do segundo gol. No entanto, os mineiros pecaram no momento da finalização, mas saíram de campo com a vantagem no placar no Mané Garrincha.

No segundo tempo, os cruzeirenses voltaram com a mesma vontade e criaram a primeira boa chance aos quatro minutos. Riascos recebeu passe na área, mas chutou a esquerda do gol. Somente após o susto, o Botafogo melhorou a marcação e conseguiu equilibrar a partida.

Os alvinegros melhoraram e passaram a chegar com mais facilidade ao ataque. No entanto, o Botafogo tinha dificuldade na hora das finalizações. O Cruzeiro ainda buscava os avanços, mas pararam e incomodar Helton Leite.

Com o passar do tempo, os cariocas cresceram na partida e quase empataram aos 22 minutos. Após falha da zaga cruzeirense, Ribamar ficou com a bola, mas adiantou demais e permitiu o goleiro Fabio se antecipar para fazer a defesa. Quatro minutos depois, foi a vez de Anderson Aquino cobrar falta na área e acertar o travessão mineiro.

O Botafogo aumentou a pressão e quase empatou em duas oportunidades quase seguidas, aos 33 minutos. Na primeira, após bola levantada na área Neilton cabeceou para gol, mas viu Bruno Rodrigo salvar o Cruzeiro. No escanteio seguinte, foi a vez de Sassá cabecear e acertar o travessão.

Os cariocas continuavam em busca do gol e desperdiçaram nova chance aos 36 minutos. Depois de mais um cruzamento, Anderson Aquino cabeceou cruzado, a bola passou por tudo mundo e Bruno Viana colocou para escanteio antes da chegada de Sassá. Nos minutos finais, o Cruzeiro conseguiu manter a posse de bola no campo de ataque e impediu a pressão final do Botafogo. Com isso, os mineiros administraram o resultado até o fim.

BOTAFOGO 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Vanderson Antonio Zanotti (ES) e Luciano Roggenbaum (PR)
Renda: R$ 467.030,00
Público: 7.057 pagantes
Cartões amarelos: Anderson Aquino (Botafogo); Bruno Rodrigo, Marciel e Bruno Viana (Cruzeiro)
GOL: CRUZEIRO: Elber, aos 26min do primeiro tempo
BOTAFOGO: Helton Leite; Diego, Emerson Silva, Emerson Santos e Victor Luis; Dierson, Fernandes (Neilton) e Bruno Silva; Salgueiro (Leandrinho), Anderson Aquino e Ribamar (Sassá)
Técnico: Ricardo Gomes
CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Bryan; Henrique, Lucas Romero, Elber (William), Robinho (Marciel) e De Arrascaeta; Riascos (Alisson)
Técnico: Ricardo Peres (interino)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document