quinta-feira, 2 de dezembro de 2021 - 16:41 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Em comum acordo, Cuca deixa o comando do Palmeiras

Em comum acordo, Cuca deixa o comando do Palmeiras

Matéria publicada em 13 de outubro de 2017, 14:30 horas

 


Caiu: Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira na Academia de Futebol, Cuca se despediu do Palmeiras (Foto: S.E Palmeiras/Divulgação)

Caiu: Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira na Academia de Futebol, Cuca se despediu do Palmeiras (Foto: S.E Palmeiras/Divulgação)

São Paulo – A segunda passagem do técnico Cuca pelo comando do Palmeiras foi oficialmente encerrada nesta sexta-feira (13). Com a saída, confirmada por meio de comunicado postado no site oficial, Mano Menezes, do Cruzeiro, é o mais cotado para assumir o cargo.

Em seu último compromisso, Cuca dirigiu o Palmeiras no empate por 2 a 2 contra o Bahia, registrado na noite de quinta-feira, no Estádio do Pacaembu. Em sua segunda passagem, iniciada em maio, o técnico acumulou 16 vitórias, sete empates e 11 derrotas em 34 partidas.

De acordo com o clube alviverde, a saída do treinador, que tinha contrato até o fim de 2018, foi decidida em comum acordo entre as partes. “A Sociedade Esportiva Palmeiras agradece ao técnico Cuca pelos serviços prestados e deseja sorte no prosseguimento da carreira”, diz a nota postada no site oficial.

Na Academia de Futebol, com um pronunciamento de menos de três minutos, o treinador se despediu, agradeceu e já projetou um eventual retorno ao clube alviverde.

– Quem sabe um dia eu possa voltar aqui mesmo para o Palmeiras. Fazer um trabalho tão bom quanto foi o do ano passado, poder fazer a montagem da equipe, que é o que gosto. Quem sabe no futuro possamos ajudar de novo, como ajudamos no ano passado. Boa sorte, Palmeiras – afirmou Cuca, já sem o uniforme do clube e acompanhado por uma das filhas.

– Tentei ao máximo ajudar de todas as formas, sempre me doando ao máximo. Infelizmente, esse máximo não foi suficiente para fazer o Palmeiras ter êxito na Copa do Brasil nem na Libertadores, que era o sonho de todos e infelizmente ficou. Futebol é assim – afirmou Cuca.

Durante seu rápido pronunciamento, o técnico teve o cuidado de agradecer ao presidente Maurício Galiotte, ao diretor de futebol Alexandre Mattos e aos jogadores. O treinador ainda manifestou confiança na conquista de uma vaga na edição de 2018 da Copa Libertadores por meio do Brasileiro.

– Tenho certeza que esses jogadores vão se classificar direto. Não sei em qual posição, quem sabe até no topo, o que ainda é possível. Mas se trata de um grupo muito bom. Desejo toda sorte e agradeço pelo empenho que tiveram comigo. Não houve um jogo em que podemos dizer que o Palmeiras deixou de lutar ou teve má vontade. Pelo contrário – afirmou.

Campeão brasileiro em 2016, Cuca deixou o clube para resolver problemas pessoais no fim do não passado e retornou aclamado pela torcida para substituir Eduardo Baptista, em maio. Em sua segunda passagem, no entanto, o treinador não conseguiu repetir o mesmo sucesso.

Sob o comando de Cuca, o Palmeiras acabou eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas da Libertadores. Após priorizar o torneio continental, o time alviverde não conseguiu nem sequer brigar pelos primeiros lugares do Campeonato Brasileiro.

A segunda passagem de Cuca pelo Palmeiras foi marcada por um entrevero com o volante Felipe Melo, afastado por indisciplina e posteriormente reintegrado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. “Campeão brasileiro em 2016, Cuca deixou o clube para resolver problemas pessoais no fim do não passado e retornou…”
    DV, o texto acima é o início do 9º parágrafo. O certo seria “… no fim do ano passado…”
    Obrigado pela atenção.

Untitled Document