quinta-feira, 21 de outubro de 2021 - 10:56 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / F-1: Hamilton passa Rosberg na volta final e vence GP da Áustria

F-1: Hamilton passa Rosberg na volta final e vence GP da Áustria

Matéria publicada em 3 de julho de 2016, 19:22 horas

 


Companheiros de equipe se tocaram na briga pela posição, saíram da pista e inglês acabou se dando melhor ao chegar à vitória

GP_Austria004

Classificação final: Lewis Hamilton, Max Verstappen e Kimi Raikkonen subiram ao pódio no Grande Prêmio da Áustria
(Foto: Fotos Públicas/Studio Colombo/Pirelli)

Viena – O britânico Lewis Hamilton conquistou o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1, neste domingo (3), ultrapassando o alemão Nico Rosberg na última volta da prova em Spielberg. Os dois companheiros da equipe Mercedes se tocaram na briga pela posição no giro final e saíram da pista, mas o inglês se deu bem com o ocorrido e conseguiu a vitória.

Rosberg liderou quase toda a corrida na Áustria, mesmo tendo largado da sexta colocação. Nas voltas finais, seu carro perdeu rendimento em relação ao de Hamilton, pole position, e o britânico adotou postura agressiva para buscar a vitória. Na volta final, tentou uma ultrapassagem pela linha externa do circuito. Rosberg se defendeu e os dois se chocaram e saíram da pista.

Hamilton ganhou a primeira posição depois do toque e completou sem problemas o restante da volta para receber a bandeira quadriculada. Já Rosberg teve seu carro danificado, perdeu ainda mais rendimento e foi apenas o quarto. O holandês Max Verstappen e o finlandês Kimi Raikkonen ficaram entre os pilotos da Mercedes e foram ao pódio.

Daniel Ricciardo foi o quinto, seguido por Jenson Button, Romain Grosjean, Carlos Sainz Jr., Valtteri Bottas e Pascal Wehrlein. O brasileiro Felipe Massa abandonou com problemas mecânicos em sua Williams. Felipe Nasr fez boa prova e foi o 13º com sua Sauber.

A vitória de Hamilton apimenta a briga pela liderança do Mundial e a já conturbada relação com Rosberg, seu amigo de infância e agora desafeto e rival. O alemão ainda lidera o campeonato, mas agora tem apenas 11 pontos de frente para o britânico depois de nove etapas disputadas: 153 a 142. A próxima prova do calendário é o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, no tradicional circuito de Silverstone, já no domingo, 10 de julho.

A corrida
O brasileiro Felipe Massa precisou começar a corrida dos boxes em Spielberg. Ele tinha a décima colocação do grid, mas a equipe Williams encontrou problemas estruturais em sua nova asa dianteira e teve que colocar o modelo antigo no carro do paulista, obrigado a iniciar a prova dos pits. O russo Daniil Kvyat também saiu dos boxes por ter trocado o chassi e o câmbio de seu carro após forte batida no treino classificatório.

Lewis Hamilton aproveitou que largava sem a pressão de Nico Rosberg a seu lado e conseguiu segurar a ponta sem problemas. Nico Hulkenberg, que começou em segundo, perdeu duas posições e foi para quarto. Jenson Button, por outro lado, assumiu o segundo posto com sua limitada McLaren e segurou a posição até o sétimo giro, em que foi ultrapassado por Kimi Raikkonen.

O primeiro piloto a abandonar foi Daniil Kvyat, em mais um capítulo de sua maré de azar, e parou sua Toro Rosso ainda na primeira volta.

Já Nico Rosberg fez com eficiência sua corrida de recuperação. Ele largou do sexto posto, por causa de uma punição, e na oitava volta já ocupava a terceira colocação para tentar sua perseguição a Hamilton. No 11º giro, ele entrou nos boxes para trocar os pneus ultramacios pelos macios, movimento feito por grande parte do pelotão.

Massa, que começou a prova com compostos supermacios, precisou parar na 13ª volta por causa do desgaste, optando também pelos macios. Hamilton ficou na pista até o 22º giro e sofreu com um pequeno erro da equipe Mercedes na troca do pneu traseiro esquerdo. Quando retornou à pista, estava atrás de Rosberg, que vinha rodando em ritmo mais rápido.

A prova do alemão Sebastian Vetel acabou no 27º giro, quando ele ocupava a liderança da disputa. Ele ainda não havia parado nos boxes e viu o pneu traseiro direito de sua Ferrari estourar quando ele estava na reta dos boxes – foi jogado para o muro e ficou com o carro parado na pista.

O acidente do tetracampeão mundial causou a entrada do safety car em Spielberg e reagrupou os pilotos. Rosberg conseguiu controlar Hamilton na relargada e sustentou a primeira colocação de um pelotão que contava com o brasileiro Felipe Nasr, ainda sem troca de pneus, em sétimo.

O piloto brasileiro da Sauber foi o último a parar apenas, apenas na 44ª volta, apostando em estratégia ousada. Na ponta, Rosberg seguia com pequena vantagem à frente de Hamilton, que voltou aos boxes na 55ª volta. O alemão parou no giro seguinte e conseguiu retornar à pista ainda na frente do companheiro de Mercedes.

Com a ultrapassagem sobre Max Verstappen, com pneus muito desgastados, Rosberg reassumiu a liderança da corrida e ainda aproveitou o tráfego criado pelos retardatários para retardar os ataques de Hamilton. Já Felipe Massa, em outro fim de semana complicado, abandonou na 65ª volta.

O britânico conseguiu finalmente se aproximar do alemão e buscou a ultrapassagem na volta da final. Os dois pilotos da Mercedes se tocaram na briga por posição e saíram da pista. Hamilton ganhou a primeira posição. Rosberg saiu no prejuízo. Teve seu carro danificado, perdeu ritmo e acabou apenas na quarta colocação.

Nem bem cruzou a linha de chegada, o britânico se comunicou pelo rádio com a equipe Mercedes para explicar sua versão do ocorrido. A organização da F1 anunciou que o acidente entre os dois está sob investigação.

Veja o resultado do GP da Áustria de Fórmula 1:
1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2: Max Verstappen (HOL/Red Bull)
3: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
4: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
5: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
6: Jenson Button (ING/McLaren)
7: Romain Grosjean (FRA/Haas)
8: Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso)
9: Valtteri Bottas (FIN/Williams)
10: Pascal Wehrlein (ALE/Manor)
11: Esteban Gutiérrez (MEX/Haas)
12: Jolyon Palmer (ING/Renault)
13: Felipe Nasr (BRA/Sauber)
14: Kevin Magnussen (DIN/Renault)
15: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
16: Rio Haryanto (INA/Manor)
Não completaram:
Sergio Pérez (MEX/Force India)
Fernando Alonso (ESP/McLaren)
Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
Felipe Massa (BRA/Williams)
Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document