>
sexta-feira, 1 de julho de 2022 - 05:45 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / F-1:Hamilton vence no Canadá e se recupera no Mundial

F-1:Hamilton vence no Canadá e se recupera no Mundial

Matéria publicada em 7 de junho de 2015, 17:00 horas

 


Montreal – O britânico Lewis Hamilton voltou a subir ao lugar mais alto do pódio da Fórmula 1 depois de duas corridas de intervalo. Neste domingo, ele venceu o Grande Prêmio do Canadá da categoria pela quarta vez em sua carreira, quebrando a sequência de triunfos do alemão Nico Rosberg no Mundial e abrindo vantagem na liderança do campeonato.

Hamilton venceu três das quatro primeiras corridas da temporada, mas viu seu companheiro de equipe Mercedes se recuperar e vencer consecutivamente os GPs da Espanha e de Mônaco. No último, um erro de estratégia da equipe alemã tirou das mãos do britânico a vitória praticamente certa.
Neste domingo em Montreal, no entanto, Lewis Hamilton quebrou a sequência de Rosberg. Largando na pole position, manteve a ponta durante quase toda a prova – só perdeu a liderança quando foi aos boxes para troca de pneus – e garantiu sua quarta vitória do GP do Canadá. O alemão foi o segundo, com o finlandês Valtteri Bottas completando o pódio.
Com quatro vitórias em Montreal, o britânico se torna de forma isolada o segundo piloto com mais triunfos no GP do Canadá, atrás apenas do alemão Michael Schumacher, que subiu no lugar mais alto do pódio sete vezes. Antes deste domingo, Hamilton estava empatado com Nelson Piquet.
Kimi Raikkonen foi o quarto, logo à frente de Sebastian Vettel, que fez excelente corrida de recuperação após largar em 18º, neste domingo. O brasileiro Felipe Massa ficou com a sexta colocação, também em prova eficiente e com muitas ultrapassagens, já que iniciou a corrida apenas em 15º. Pastor Maldonado, Nico Hulkenberg, Daniil Kvyat e Romain Grosjean completaram a zona de pontuação.
O brasileiro Felipe Nasr teve pouco a fazer durante toda a prova. Largando em 14º, mal se envolveu em brigas por posição por causa do fraco desempenho do carro da Sauber e recebeu a bandeira quadriculada em 16º.
O triunfo no Canadá leva Lewis Hamilton a 151 pontos na liderança do Mundial de Fórmula 1, agora com 17 de frente sobre Rosberg. Sebastian Vettel é o terceiro com 108 pontos. A próxima prova do calendário é o GP da Áustria, em 21 de junho.

A corrida

O pelotão de frente não teve alterações de posição na largada. Lewis Hamilton começou bem e segurou a ponta diante de Nico Rosberg, que precisou se defender de ataques de Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas. Já na parte de trás do grid, Felipe Massa e Sebastian Vettel adotaram postura agressiva para compensar o mau desempenho no treino classificatório.
Eles foram escalando a classificação juntos, com o brasileiro à frente. Massa só encontrou problemas quando chegou ao sueco Marcus Ericsson. Como a Sauber tem velocidade final de reta como ponto forte, o paulista teve dificuldades para superar o rival, mas o fez na décima volta com uma bela manobra.
Ao ultrapassar Ericsson, Massa começou a tentar diminuir sua diferença para o pelotão de frente, liderado com bastante tranquilidade por Lewis Hamilton. Quando deixou também para trás o australiano Daniel Ricciardo, assumiu a décima colocação e entrou na zona de pontuação.
Na primeira colocação, Lewis Hamilton fazia prova bem mais monótona do que a do brasileiro do Williams, mantendo sua vantagem sobre Rosberg acima de 3s. Já Kimi Raikkonen cometeu um erro na 28ª volta, logo após voltar dos boxes, e rodou na pista.
O britânico da Mercedes parou para trocar pneus na 29ª volta, deixando a liderança temporariamente nas mãos de Rosberg. O alemão fez seu pit-stop no giro seguinte e voltou à pista na segunda colocação.
Os pneus de Massa começaram a apresentar desgaste com 50% da prova concluída e ele perdeu desempenho. Na 38ª de 70 voltas, parou nos boxes e colocou compostos supermacios em seu carro, retornando à pista em nono, logo atrás de Sebastian Vettel.
O alemão da Ferrari, desacostumado a andar na parte de trás do pelotão, sofria para ultrapassar seu compatriota Nico Hulkenberg. Só conseguiu depois de uma agressiva manobra, em que os dois se tocaram e o alemão da Force India acabou rodando – os comissários do GP do Canadá investigaram o movimento e o consideraram normal.
Rosberg tentou entrar na briga pela vitória nas 15 voltas finais de corrida e chegou a diminuir para 1s sua distância para Lewis Hamilton. Quando passou a se sentir ameaçado, o britânico aumentou seu ritmo para demonstrar que tinha a situação sob controle até receber a bandeira quadriculada.
Já Felipe Massa continuou sua prova de recuperação. A sete voltas do final, ultrapassou o venezuelano Pastor Maldonado e garantiu a sexta colocação, concluindo a prova nove postos à frente do que largou. Apenas Sebastian Vettel, o quinto, ganhou mais posições do que ele diante do público canadense.

Confira o resultado do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1:
1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
3: Valtteri Bottas (FIN/Williams)
4: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
5: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
6: Felipe Massa (BRA/Williams)
7: Pastor Maldonado (VEN/Lotus)
8: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
9: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull)
10: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
11: Sergio Pérez (MEX/Force India)
12: Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso)
13: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
14: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
15: Max Verstappen (HOL/Toro Rosso)
16: Felipe Nasr (BRA/Sauber)
17: Will Stevens (ING/Manor Marussia)

Não completaram:
Roberto Merhi (ESP/Manor Marussia)
Fernando Alonso (ESP/McLaren)
Jenson Button (ING/McLaren)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document