Flamengo convive com pressão mesmo antes da estreia - Diário do Vale
terça-feira, 21 de setembro de 2021 - 01:17 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo convive com pressão mesmo antes da estreia

Flamengo convive com pressão mesmo antes da estreia

Matéria publicada em 10 de maio de 2016, 17:38 horas

 


Rio – O Flamengo segue se preparando para a estreia no Campeonato Brasileiro, no próximo sábado, às 16h(de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), diante do Sport. O Rubro-Negro, porém, já começa a competição pressionado pela necessidade de uma vitória, já que o desempenho da temporada não tem sido dos mais atraentes.

Eliminado nas semifinais do Campeonato Carioca e da Primeira Liga, o time, que na primeira fase da Copa do Brasil chegou a ser derrotado pelo Confiança-SE por 1 a 0, está em desvantagem na segunda fase, após perder de 2 a 1 para o Fortaleza no Nordeste.

Dentro da Gávea há quem diga que o trabalho do técnico Muricy Ramalho já vem sendo muito questionado por conselheiros, apesar do aparente apoio da diretoria. Mas dentro de campo, os jogadores procuram lidar com essa pressão de maneira tranquila e passar confiança para os torcedores.

– Sabemos que quando defendemos esse manto somos muito cobrados e todos os jogadores que aqui estão sabem disso. É natural que fique uma desconfiança por parte dos torcedores porque o Flamengo não conseguir chegar às finais da Primeira Liga e do Campeonato Carioca. Mas acredito que podemos brigar pelo título do Campeonato Brasileiro porque temos um elenco de qualidade que, como a maioria dos clubes, está sendo montado – comentou o atacante Marcelo Cirino.

O volante colombiano Gustavo Cuéllar segue a mesma linha de raciocínio.

– É normal que se cobre tanto num time tão grande. Somos conscientes da situação que está se passando. Temos que esquecer o que aconteceu até agora. É tratar de aprender com os erros, temos uma estreia no sábado. Isso é basicamente o que temos de pensar. Temos de pensar na estreia, que será muito importante para nós. Tive a oportunidade de jogar por dois grandes clubes na Colômbia, mas não tão grandes como o Flamengo. Pressão é algo normal para que se tenha resultados num time como esse. Não é só grande na América do Sul, mas também no mundo. Então é preciso de muita tranquilidade para buscar os resultados – disse o volante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document