sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo marca no fim e elimina Corinthians

Flamengo marca no fim e elimina Corinthians

Matéria publicada em 4 de junho de 2019, 23:42 horas

 


Flamengo fez partida emocionante e decidida no fim com gol de zagueiro

Rio – O Corinthians fez um bom jogo na noite desta terça-feira, contra o Flamengo, no estádio do Maracanã, mas não foi capaz de superar o revés obtido na sua arena, há três semanas. Com três bolas na trave e momentos de pressão, o Alvinegro viu Rodrigo Caio, já na parte final da partida, marcar o único gol e definir a segunda vitória dos rubro-negros no confronto.

O vencedor agora espera a definição do adversário nas quartas de final, que tem sorteio marcado para a próxima segunda-feira, dia 10 de junho, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A fase, porém, será disputada apenas após a parada para a Copa América, em julho.

Enquanto isso não acontece, os comandados de Fábio Carille terão pela frente o Cruzeiro, no sábado, em Belo Horizonte, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Já os rubro-negros, provavelmente com o português Jorge Jesus na arquibancada, terão pela frente o Fluminense, no domingo, às 19h (de Brasília), no Engenhão.
O primeiro tempo no estádio do Maracanã mostrou os donos da casa buscando a posse de bola e o Corinthians esperto para tentar um desarme e sair em vantagem para o gol. A situação quase pendeu para o lado dos paulistas em vacilos de Rodrigo Caio e Piris da Motta, mas faltou ao Timão acertar o último passe. Quando Avelar achou Love na área, Rodrigo Caio foi muito bem no desarme.

Os anfitriões pareceram sentir um pouco o bom momento corintiano e não conseguiram colocar a bola no chão, deixando os visitantes rodarem a bola no entorno da área, com faltas e escanteios. O melhor lance, porém, acabou explodindo no travessão de Diego Alves. Depois de bola afastada em escanteio, Ralf pegou de primeira e carimbou a meta do goleiro, que não tinha chances de defesa.

A oportunidade pareceu reacender o ânimo dos donos da casa, que foram para o ataque puxados por dois bons passes de Willian Arão. No primeiro, Cássio abafou finalização de Gabigol. No segundo, o volante clareou a jogada para Diego, que cruzou na medida para Éverton Ribeiro, em rara disputa “justa” pelo alto, ganhar de Clayson e fazer Cássio trabalhar para manter o 0 a 0 no intervalo.

Rodrigo Caio define

O segundo tempo recomeçou com o Corinthians em cima do adversário e buscando o gol usando Vagner Love no pivô. O camisa 9 quase abriu o placar em bom giro sobre a marcação de Léo Duarte, chutando de direita para boa defesa de Diego Alves. O Flamengo respondeu ficando com a bola no campo de ataque, mas sem uma grande chance.

Carille então apostou na entrada de Gustagol para ter mais presença de área, colocando na sequência Boselli para buscar as bolas aéreas. O Timão rondou a área adversária e teve chances de marcar, mas um vacilo na bola parada deu o gol ao Mengão: Rodrigo Caio aproveitou cruzamento de Éverton Ribeiro e desviou. Cássio ainda tocou nela, mas a bola balançou a rede.
Logo na saída de jogo, Boselli tentou do meio do campo e carimbou o travessão. O Alvinegro seguiu na pressão, mandando bolas na área e quase empatou quando Diego Alves soltou cruzamento na área, Jadson bateu de primeira e carimbou a trave direita, no último lance de perigo.

FLAMENGO 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 4 de junho de 2019, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael Alves e Jorge Bernardi (ambos do RS)
VAR: Emerson Ferreira (RS)
Público: 60.171 presentes
Cartões amarelos: Léo Duarte, Gabigol (Flamengo); Michel, Clayson (Corinthians)
Gols:
FLAMENGO: Rodrigo Caio, aos 41 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta, Willian Arão (Ronaldo), Éverton Ribeiro (Berrío), Diego e Bruno Henrique (Vitinho); Gabigol
Técnico: Marcelo Salles (interino)

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Régis) e Júnior Urso (Boselli); Jadson, Sornoza (Gustagol) e Clayson; Vagner Love
Técnico: Fábio Carille


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document